Clique aqui e veja as últimas notícias!

ESPERANÇA

Na véspera de natal, três sul-mato-grossenses são levados pelo governo para fazer transplante no Paraná

Pessoas que aguardavam na fila por um transplante têm possibilidade de serem presenteadas com um órgão, caso apresentem alto grau de compatibilidade
25/12/2020 11:33 - Naiara Camargo


Eliete Contine Silva, 54 anos; Santiago Cuella Da Silva, 24 anos, e Janete Ribeiro Perin ganharam um “presentão” de natal este ano: foram convocados para um transplante de órgãos, após encontrarem doadores compatíveis.

Ontem (24), véspera de natal, foram levados para o Hospital Angelina Caron, localizado na cidade de Campina Grande do Sul (PR), por uma aeronave do Corpo de Bombeiros Militar.

Últimas notícias

A ação é do governo do Estado em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul e Casa Militar.

Janete espera por um fígado. Já Eliete e Santiago, por rins. No hospital, localizado a cerca de 30km de Curitiba, serão feitos testes para averiguar o grau de compatibilidade de cada paciente.

Respeitando a ordem de espera na fila, aquele que apresentar a maior compatibilidade, receberá o transplante.

“Nunca mediremos esforços para que os pacientes possam ter a oportunidade de terem seu transplante realizado”, disse Geraldo Resende, secretário de estado de Saúde.

“Nossa equipe se empenhou para conseguir levar os pacientes até o hospital”, finaliza.

Transplantes realizados

De acordo com a Central de Transplantes de Mato Grosso do Sul, mesmo em meio ao caos da pandemia, este ano foram feitos 129 transplantes de órgãos: 3 de coração; 23 de rins e 103 de córneas. 

Foram coletados 160 órgãos e levados 97 para pacientes de outros Estados para procedimento de transplante: 4 corações; 15 córneas; 23 fígados; 1 pulmão e 54 rins.