Clique aqui e veja as últimas notícias!

EAD X PRESENCIAL

UFMS autoriza ensino híbrido para o ano letivo de 2021

Aulas teóricas continuarão à distância e práticas podem ser realizadas presencialmente
25/02/2021 13:15 - Naiara Camargo


A Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) confirma o ensino híbrido até o fim deste ano letivo para cursos de graduação e pós-graduação. Esta modalidade consiste em aulas presenciais e virtuais.

Aulas teóricas serão 100% ministradas à distância, enquanto aulas práticas estão permitidas de forma presencial, de acordo com protocolos de biossegurança e características dos cursos.

Últimas notícias

Projetos de ensino, pesquisa e extensão, inovação e empreendedorismo também poderão ser executados no modo presencial. 

De acordo com a universidade, autoridades estão em reunião com todas as 25 unidades (câmpus, faculdades, institutos e escolas) já nesta semana para discutir a respeito das atividades híbridas. 

As aulas começam em 15 de março. Atividades administrativas da instituição continuam em modo presencial.

Para evitar aglomerações, as coordenações dos cursos devem pensar em atividades que possibilitem a divisão e revezamento de turmas. O objetivo é preservar o distanciamento social, respeitar os limites de ocupação e reduzir a mobilidade de estudantes. 

“As coordenações de curso estão autorizadas, em conjunto com a direção das unidades, a reestruturar e oferecer atividades práticas presenciais aos estudantes, com aglutinação e consolidação das atividades em períodos e divisão de turmas”, declara a Universidade. 

O reitor da UFMS, Marcelo Turine, destaca que a universidade “continuará sendo protagonista em meio ao cenário da pandemia, sempre em consonância com o MEC e as autoridades sanitárias, mantendo-se ativa e produtiva em todo o ano de 2021”.

UFMS

A UFMS possui 111 cursos em todos os seus 10 câmpus. A sede da instituição é na Cidade Universitária, localizada em Campo Grande.

Aquidauana, Corumbá, Chapadão do Sul, Três Lagoas, Coxim, Naviraí, Nova Andradina, Paranaíba e Ponta Porã são as cidades do interior que também abrigam polos da universidade.

Assine o Correio do Estado