Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

OBRAS

Recapeamento de 1,5 Km da Avenida Cônsul Assaf Trad chega em etapa final

A etapa final está entre as ruas Marquês de Herval e Jacinto Máximo e obra deve ser entregue dia 21
17/11/2020 15:42 - Thais Libni


A última etapa de pavimentação de 1,5 quilômetro da Avenida Cônsul Assaf Trad encontra-se entre as ruas Marquês de Herval (frete ao Terminal Nova Bahia) e Jacinto Máximo, em Campo Grande. A previsão é que a obra seja finalizada até sábado (21)

Para o desenvolvimento desta etapa, R$ 4,5 milhões foram investidos, como já previsto para as obras do Complexo Atlântico Sul, com financiamento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Pavimentação. 

Nesta etapa, foi realizado prolongamento da terceira pista numa extensão de 555 metros, entre a Rua Marquês de Herval e a Rua Jacinto Máximo, além da implantação da travessia da drenagem sob as pistas da avenida. A tubulação vai acabar com o represamento da enxurrada que desce dos bairros localizados na margem direita (sentido bairro-centro) da avenida.

Acompanhe as Últimas Notícias do Correio do Estado

Para manter a boa circulação do trânsito, o serviço está sendo realizado em uma faixa da via, enquanto a outra que já recebeu asfalto fica livre para a passagem de veículos, sob monitoramento de agentes da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran). 

Principal acesso ao centro de Campo Grande para moradores da Região Norte da cidade, a Avenida Cônsul Assaf Trad tem recebido melhorias desde 2019, recebendo uma terceira pista a partir do cruzamento com a Rua Alfredo Borba.

A pista bairro-centro foi recapeada da rotatória do macronel até a Rua Marquês de Herval. Para o próximo ano, o recapeamento de outra pista da via, já está sendo planejado, incluindo plano de Mobilidade Urbana, para a implantação do Corredor Norte do transporte coletivo.

 
 

Felpuda


Esforços vêm sendo feitos por certos candidatos derrotados na tentativa de conseguir emplacar em cargos públicos comissionados alguns ex-integrantes das equipes de trabalho da campanha eleitoral.

A preocupação não seria, na realidade, com situação de dificuldades que essas pessoas enfrentariam a partir de agora, mas, sim, para livrarem-se de pagar pendências trabalhistas referentes ao período da disputa. Tem cada uma!