Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PANDEMIA

Universidade fará testagem para coronavírus em asilos do Estado

Governo do Estado firma parceria com a UEMS para atender população vulnerável em MS
10/05/2020 11:45 - Naiane Mesquita


A SES (Secretaria Estadual de Saúde) divulgou na manhã de hoje, 10 de maio, durante transmissão ao vivo, que fará a testagem de idosos residentes em asilos de Campo Grande, Dourados e Aquidauana. A ação será possível por meio de um projeto de extensão com estudantes da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul). 

De acordo com André Batista de Assis, diretor da Escola de Saúde Pública, os alunos dos cursos de enfermagem e medicina da universidade serão capacitados para aplicar o teste rápido e orientar os profissionais que atuam em instituições de longa permanência de idosos do Estado. " É um projeto de ação de extensão sobre as instituições de longa permanência dos idosos, que a gente conhecia como asilos. O objetivo dessa ação é realizar ações de enfrentamento do Covid em algumas frentes, qualificar e orientar os profissionais dessas casas. Fazer o diagnóstico da situação e ver se essas medidas de prevenção e contenção do coronavírus estão sendo realizadas. Capacitação dos alunos para aplicação dos testes rápidos. Temos uma estratégia para fazer essa testagem, com os alunos de enfermagem e medicina”, afirma Assis. 

Os universitários atuarão nas cidades de Campo Grande, Dourados e Aquidauana. “São 27 casas nessas cidades, e 76 em todo o estado. Ao todo 1.600 idosos abrigados vivem em instituições de longa permanência de idosos de Mato Grosso do Sul, com cerca de 800 cuidadores trabalhando nesses locais. Estamos aguardando a volta dos estudantes e discutindo estender para outras cidades”, frisa o diretor. 

Segundo o diretor, a UEMS também será a responsável por criar um ambiente virtual para profissionais receberem orientações de enfrentamento ao Covid-19. 

 

Estágio no Hospital Regional

Além da parceria com a UEMS, o Governo do Estado também terá o apoio de estudantes de medicina, enfermagem e fisioterapia da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) no enfrentamento ao Covid-19. “Os alunos do 5º e 6º ano de Medicina e último ano de Farmácia, Enfermagem e Fisioterapia vão atuar na linha de frente do combate ao Covid-19 no Hospital Regional de Mato Grosso do Sul”, explica Assis.

A ação integra o programa Brasil Conta Comigo. A atuação dos universitários contará como estágio de 20h a 40h, e inclui remuneração, além de outros benefícios, como pontuação para concorrer a futuros programas de residência.

 

 

Felpuda


Mesmo sem ter, até onde se sabe, combinado com o eleitor, candidato a prefeito começou a apresentar nomes do seu ainda hipotético secretariado, pois parece estar convicto de que conseguirá vencer a disputa.

Os adversários dizem por aí que ele está muito distante de “ser um Jair Bolsonaro”, que, ainda na campanha eleitoral para presidente da República, já falava em Paulo Guedes para ser seu ministro de Economia. Como sonhar é permitido