Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PANDEMIA

Uso de máscara em MS será obrigatório a partir de segunda-feira

Governo comprou 2 milhões de máscaras para distribuir à população
18/06/2020 12:01 - Adriel Mattos, Gabrielle Tavares


O governo de Mato Grosso do Sul vai decretar o uso obrigatório de máscaras em Mato Grosso do Sul. O texto regulamentando a medida será publicado na edição de amanhã, sexta-feira (19), do Diário Oficial Eletrônico (DOE).

O anúncio foi feito em transmissão ao vivo na rede social Facebook. “O governador Reinaldo Azambuja, juntamente com a secretaria de saúde, autorizou o decreto, que deverá ser publicado amanhã, para tornar obrigatório o uso de máscaras em todo o território sul-mato-grossense a partir de segunda-feira”, disse o secretário de estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel.

O uso será exigido em espaços públicos e locais privados em que haja circulação de pessoas e em viagens entre municípios e entre estados. Nós vamos cobrar esse uso de máscara, é muito importante, é um cuidado coletivo, não só individual. Quero reforçar mais uma vez que o momento é de extrema cautela, nós estamos em um momento muito complicado”, finalizou Riedel.

Por sua vez, o secretário de estado de Saúde, Geraldo Resende, anunciou a compra de 2 milhões de máscaras para distribuir à população. Sem explicar quem poderá receber, Resende se limitou a informar que a entrega começa amanhã.

CAPITAL

Enquanto isso, Campo Grande vive a expectativa da publicação do decreto que também obriga o uso do item. Conforme anunciou o prefeito Marcos Trad (PSD) na terça-feira (16), o texto seria publicado nesta semana.

“Deve sair até quinta-feira”, disse. Segundo ele, o decreto seguirá uma recomendação do Ministério Público (MPMS), com apoio da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/MS).

Com isso, os campo-grandenses terão que circular usando máscara pela cidade. Conforme Trad, o decreto está sendo redigido pelo MPMS, OAB, Executivo Municipal e Câmara Municipal.  

 

Felpuda


Devidamente identificadas as figurinhas que agiram “na sombra” em clara tentativa de prejudicar cabeça coroada. Neste segundo semestre, os primeiros sinais começarão a ser notados como reação e “troco” de quem foi atingido. Nos bastidores, o que se ouve é que haverá choro e ranger de dentes e que quem pretendia avançar encontrará tantos, mas tantos empecilhos, que recuar será sua única opção na jornada política. Como diz o dito popular: “Quem muito quer...”.