Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

RECOMENDAÇÃO

Prefeito afirma que uso de máscara poderá ser obrigatório

Trad diz que pode decretar a medida para locais com aglomeração de pessoas
14/04/2020 14:12 - Daiany Albuquerque, Súzan Benites


 

A recomendação do uso de máscaras tem sido polêmica desde o início da pandemia. O principal problema foi a compra para estocagem realizada com o anúncio dos primeiros casos do novo coronavírus (Covid-19) no País. O prefeito Marcos Trad disse hoje que deve decretar o uso obrigatório em Campo Grande.

De acordo com o prefeito o uso obrigatório pode ser recomendado em locais de grande aglomeração de pessoas. “Está em estudo, já vi artigos favoráveis, artigos contrários. Eu acredito que em breve deve haver um decreto principalmente para aqueles que usam o transporte coletivo ou estejam em local de grande circulação e o uso de máscara será necessário”, afirmou o prefeito.

Trad ainda reforçou que caso a curva de casos da Covid-19 aumentem na Capital um novo decreto de fechamento total pode ser anunciado. “As medidas foram tomadas através da medicina, se a gente receber a recomendação do Ministério da Saúde de que é necessário fechar tudo novamente, assim nós faremos”, disse Marcos Trad ao Correio do Estado.

MÁSCARAS DE PANO

Para atender a recomendação do prefeito é importante lembrar que a orientação é que a população utilize máscaras de pano. O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta orientou que as pessoas confeccionem suas próprias máscaras, para evitar que a corrida pelo produto hospitalar falte para quem mais precisa. 

“Essa questão de máscaras, se temos poucas, vamos deixar para os enfermeiros, médicos. Se for para sair e ir até a unidade de saúde para confirmar, usa uma máscara de pano, confecciona a sua máscara. Eu digo assim, poupe o material de saúde para os enfermeiros e médicos. Eles são as pessoas mais importantes da cidade hoje, o pessoal da Saúde”, disse ao Correio do Estado.

Em coletiva transmitida ao vivo pela Rede TV Brasil, o ministro reforçou o pedido para que a população pare de buscar máscaras utilizadas pelos profissionais da saúde. "Quem fez estocagem domiciliar (de máscaras)... é na unidade de saúde que tem de ter. Acho que máscaras de pano para os comunitários (população) funcionam muito bem como barreira. Não é caro de fazer, faz você mesmo e lava com água sanitária", disse o ministro. "Tenha quatro ou cinco máscaras dessas, lave com água sanitária. Agora, é lutar com as armas que a gente tem", reiterou Mandetta.

Felpuda


Nos bastidores, há quem garanta que a única salvação, de quem está com a corda no pescoço, é ele aceitar ser candidato a vice-prefeito em chapa de novato no partido. Vale dizer que isso nunca teria passado por sua cabeça, uma vez que foi eleito com, digamos, “caminhão de votos”. Se aceitar a imposição, pisaria na tábua de salvação; se recusar, poderá perder o mandato. Ah, o poder!