Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

NOVA CAMPANHA

Vacinação contra o sarampo vai até o dia 13 de março

Campanha começou nesta segunda; meta da 1ª etapa é imunizar crianças e jovens
10/02/2020 12:42 - Camila Andrade Zanin


Começa nesta segunda-feira (10) a nova campanha de vacinação contra o sarampo, que se estende até dia 13 de março. A ação pretende imunizar crianças e jovens entre 5 e 19 anos. A vacinação será aplicada em pessoas desta faixa-etária que tomaram apenas uma ou nenhuma dose da tríplice viral (e também nos casos em a pessoa não tem como confirmar a imunização).

A campanha prossegue até 13 de março. A ação terá o mesmo perfil do ano passado, com duas etapas. A segunda, será realizada no segundo semestre do ano e o público alvo será a população de 30 a 59 anos. 

No próximo sábado (15), ocorre o "dia D" da vacinação. 

 
 

ENTENDA

A vacinação da tríplice viral faz parte do calendário de imunização, por isso não é possível estabelecer uma meta a ser atingida. A mobilização é uma das principais estratégias para combater a doença, e no ano passado foram aplicadas mais de 3,6 mil doses no público da primeira etapa da campanha. 

O governo estadual reforça as diretrizes federais para a vacinação contra o sarampo, além da dose zero (que não conta no calendário padrão), faz a intensificação da vacinação de rotina. Vale lembrar que pessoas com mais de 50 anos serão imunizadas somente em caso de bloqueio se não comprovarem terem recebido ao menos uma dose.

A Secretária Estadual da Saúde (SES) apontou em outubro do ano passado 68 casos suspeitos de sarampo, com confirmação de dois casos em que a transmissão do vírus para o paciente ocorreu fora do estado. O primeiro caso foi um homem de 52 anos e o segundo uma criança de 10 meses, ambos viajaram às cidades do interior de São Paulo e contraíram a doença no local.  

No ano passado mais de 7,3 mil crianças tomaram a “dose zero da vacina”, com idade entre seis meses e menores de um ano (primeira vez aos doze meses e reforçada aos quinze). Essa é mais uma forma de ajudar a erradicar a raiz do surto de sarampo que existe no país.

Em Campo Grande foram registrados durante todo ano, 36 casos suspeitos de sarampo, e desses apenas um foi confirmado, sendo contraído em São Paulo e, assim, considerado importado. Um permanece em investigação, e 34 foram descartados.

O Brasil registrou 4.507 casos confirmados de sarampo em 19 estados em 2019 de acordo com o Ministério da Saúde. Ao todo, foram distribuídos, pelo Ministério da Saúde, R$ 22,8 milhões para garantir a vacinação de rotina nos estados e a dose extra, chamada de dose zero, às crianças de seis meses a 11 meses e 29 dias. Mais R$ 37 milhões foram destinados para este fim. 

 

Felpuda


Devidamente identificadas as figurinhas que agiram “na sombra” em clara tentativa de prejudicar cabeça coroada. Neste segundo semestre, os primeiros sinais começarão a ser notados como reação e “troco” de quem foi atingido. Nos bastidores, o que se ouve é que haverá choro e ranger de dentes e que quem pretendia avançar encontrará tantos, mas tantos empecilhos, que recuar será sua única opção na jornada política. Como diz o dito popular: “Quem muito quer...”.