Clique aqui e veja as últimas notícias!

SAÚDE

Vacinação em idosos começa na segunda na Capital e Secretaria monta estratégia

Estratégias de imunização ainda estão sendo preparadas e dependem do quantitativo de doses e recomendação do Ministério da Saúde
29/01/2021 09:26 - Ana Karla Flores


Vacinação de idosos com 80 anos ou mais terá início na segunda-feira (1º) em Campo Grande. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), as estratégias de imunização ainda estão sendo preparadas e dependem do quantitativo de doses e recomendação do Ministério da Saúde. 

As doses serão aplicadas em 55 unidades de saúde, um polo de vacinação no ginásio poliesportivo Guanandizão e drive-thru no parque Ayrton Senna.

Últimas Notícias

A superintendente de Vigilância à Saúde da Sesau, Veruska Lahdo, explica que a vacinação do próximo grupo prioritário começa na segunda-feira, entretanto, as estratégias ainda estão em processo de organização e serão divulgadas ainda esta semana. 

“Estamos nos organizando. Começa semana que vem, porém terá uma estratégia diferente”.

A Sesau ainda não possui um número exato de vacinas que receberá para imunizar o grupo, que possui ao todo 18.015 mil idosos. De toda forma, a rede municipal de saúde pública está se estruturando para atender ao público assim que houver a ampliação da vacinação com novas doses dos imunizantes já autorizados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Coronavac e AstraZeneca.

Já foram entregues a Mato Grosso do Sul três remessas de vacinas contra Covid-19, que já somam 190 mil doses. A primeira foi em 18 de janeiro, quando 158.760 doses da Coronavac pousaram na Base Aérea de Campo Grande em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB). Destas, 23.932 foram destinadas apenas para Campo Grande.

A segunda foi no domingo (24), quando 22 mil doses da vacina de Oxford chegaram ao Aeroporto Internacional de Campo Grande em um avião da Azul Linhas Aéreas, foram 9.340 doses para a Capital. 

A terceira e última remessa, com 10.200 doses Coronavac, chegou na segunda-feira (25), também no Aeroporto Internacional da Capital. No entanto, ainda não há um quantitativo destinado ao município desta última remessa.

VACINAÇÃO NO ESTADO

A vacinação contra a Covid-19 será ampliada para mais um grupo prioritário – idosos acima de 80 anos começarão a ser imunizados a partir de hoje, em alguns municípios de Mato Grosso do Sul. Apenas profissionais de saúde da linha de frente da pandemia, idosos internados ou residentes em asilos e indígenas foram imunizados.

De acordo com o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, a ampliação do público-alvo será feita conforme o Estado receber novos lotes de vacina. 

Resende afirmou em reportagem para o Correio do Estado que o objetivo é proteger as populações que são mais vulneráveis ao vírus. 

“Estamos vacinando os públicos prioritários e vamos ampliando na medida que forem imunizando as pessoas e com a chegada de novos lotes de vacina”.

Inicialmente, 10.200 pessoas acima de 80 anos serão vacinadas no Estado. No total, há 51 mil idosos acima de 80 anos em Mato Grosso do Sul. 

Desta forma, as doses disponibilizadas vão imunizar 20% desse público. A Secretaria de Estado de Saúde (SES) enviará este quantitativo de doses a todos os municípios do interior, que receberão doses proporcionais.

A Secretaria ressalta que, mesmo já imunizado, o paciente demora cerca de um mês para criar imunidade contra o vírus, por isso, é aconselhado o uso de máscara, higienização das mãos e distanciamento social.

A SES afirma que o isolamento social, o uso de máscara, álcool gel e a higienização das mãos com água e sabão são medidas imprescindíveis para conter a propagação do novo coronavírus.

CADASTRO

Para acelerar o processo de identificação das pessoas pertencentes aos grupos prioritários para imunização contra o coronavírus, a Prefeitura Municipal de Campo Grande lançou no dia 18, um sistema de identificação on-line. 

Em um primeiro momento, somente pessoas acima de 75 anos e profissionais de saúde podem fazer sua identificação. A Sesau orienta sempre que a população que faz parte de cada uma das etapas em curso realize a identificação prévia para agilizar o atendimento no momento da vacinação.

Durante o processo, os usuários precisam informar dados pessoais e os profissionais de saúde devem anexar um comprovante de vínculo no site, que pode ser a imagem da carteirinha do conselho de classe ou holerite, e um documento oficial com foto para os dois casos. 

A identificação não é um agendamento, mas garante atendimento mais rápido nos locais de vacinação. A prefeitura informará por meio do sistema, qual será a data e o local de vacinação.

Assine o Correio do Estado.