Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

IMUNIZAÇÃO

Sem atingir meta, vacinação contra Influenza terá plantão neste fim de semana

Secretaria Municipal de Saúde pretende atingir 90% do público alvo com plantão
26/06/2020 14:46 - Fábio Oruê


Os quatro Centros Regionais de Saúde (CRSs) de Campo Grande terão plantão de vacinação neste fim de semana, que é o último da campanha contra a Influenza - que vai até essa terça-feira (30). 

A Capital ainda não bateu a meta de vacinar pelo menos 90% do público alvo da campanha, e na tentativa de chegar nesse valor, a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) irá realizar o plantão de vacinação nos quatro CRSs da cidade, com as vacinas contra Inflluenza e tríplice viral - que imuniza contra sarampo, caxumba e rubéola - disponíveis. 

O plantão acontece no CRS Aero Rancho, CRS Tiradentes, CRS Cooophavilla e no CRS Nova Bahia neste sábado (27) e domingo (28), das 6 horas às 18 horas. Dentre os grupos que mais preocupam pela baixa procura pela vacina, estão as gestantes, adultos de 55 a 59 anos e profissionais de segurança e salvamento, que ainda não atingiram os 50% da meta estabelecida pelo Ministério da Saúde. 

Podem se vacinar contra Influenza, além desses três grupos já citados, crianças de até cinco anos de idade, trabalhadores da área da saúde, puérperas, idosos com mais de 60 anos, indígenas, pessoas com deficiência, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional, professores de escolas públicas e privadas, caminhoneiros, profissionais do transporte coletivo e pessoas com comorbidades. 

O público alvo da campanha de Sarampo são pessoas de 20 a 49 anos de idade, independente de já possuir alguma dose do imunobiológico no cartão de vacinação. Por se tratar de dose de rotina, ou seja, supõe-se que toda a população esteja vacinada, não é estipulada uma meta para esse público. 

A campanha contra o sarampo, que iniciou ao mesmo tempo que a da influenza, em 23 de março, foi prorrogada até o dia 31 de agosto, já que a procura pelo imunobiológico está baixa em todo o país. 

 

 

 
 

Felpuda


Como era de se esperar, as pesquisas mexeram nos ânimos de candidatos, principalmente daqueles que apareceram com índices pífios.

E assim, muitos deles certamente darão novo rumo às suas campanhas eleitorais.

A maioria, é claro, tenta mostrar otimismo, e o que mais se ouve por aí é que “agora o momento será de virada”.

Como disse atento e irônico observador: “Tem gente por aí que poderá virar, sim. Mas virar gozação!”. Ui...