Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CAMPO GRANDE

Ventos fortes derrubam cerca de parque ecológico

Gradeamento do local havia sido trocado há dois meses
19/10/2019 17:00 - SÚZAN BENITES


 

Com ventos de até 61 km/h no inicio da tarde deste sábado (19), o cercado no entorno do Parque Ecológico Anhanduí, localizado na região do Aero Rancho, foi derrubado. O gradeamento do local foi trocado há dois meses.

Segundo uma moradora da região que não quis se identificar disse o cercado caiu de uma vez. “Os ventos estavam muito fortes e de repente quando vimos estava tudo no chão. Eu acho perigoso tanto por bichos que podem sair de lá, quanto pessoas mal intencionadas que podem se esconder lá”, frisou.

De acordo com o administrador do parque, Osmar Martins, o vento forte derrubou uma árvore. “O gradeamento foi trocado há 60 dias. Mas os ventos estavam fortes e derrubaram uma árvore que caiu em cima da cerca e ocasionou todo esse estrago”, informou.

O administrador informou ainda que a situação já foi comunicada ao poder público. “Já passei a situação para a Secretaria  Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano (Semadur) e vamos providenciar o conserto”, afirmou Martins.

Segundo o meteorologista Natálio Abrahão, ocorreram pancadas de chuva isoladas em diversos pontos da cidade, com vento forte de 55,56 km/h ao meio dia e 61,56 km/h às 14h45. Ao todo foram contabilizados 26 mm de chuva em apenas 1 hora (entre 12h e 13h), com cerca de 173 raios neste período. A temperatura também caiu em pouco tempo, de 33 graus para 22 graus.

PARQUE

Localizada na avenida Presidente Ernesto Geisel, a área de preservação permanente denominada Parque Ecológico Anhanduí, é considerada a primeira unidade urbana municipal de preservação de Campo Grande. Com uma área de aproximadamente 15 hectares, constituída basicamente por vereda que se caracteriza por apresentar solo encharcado que contém nascentes de cursos d’água, além de um pequeno lago com peixes . Há uma flora composta por buritis e fragmentos do cerrado.

A fauna do parque é rica em aves como araras-canindé, maracanã de cara amarela, curicaca, maritacas, gavião-carcará,também há lobinhos, gambás, diversas espécies de serpentes (capitão do mato,coral) teiús, cágados, capivaras entre outros.

 

*Colaborou Bruna Aquino

Felpuda


A parceria que até então era cantada em prosa e verso, com direito à divulgação de fotos em momentos de muita alegria, dá sinais de que realmente está se esgotando. O tal parceiro quase não mais aparece nos meios de divulgação, e até criticas, digamos, “meio de leve” vêm sendo feitas. Dizem que está o “maior climão”.Mas pelo sim, pelo não, resta esperar para ver onde é que essa parceria chegará. Sei não...