Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

EM ANÁLISE

Vereadores retiram de votação projetos que autorizam crédito ao Executivo

Valor total dos recursos é de R$ 25,8 milhões
14/04/2020 12:52 - Bruna Aquino


Mesmo encaminhado em regime de urgência pelo Executivo, os projetos que autorizam abertura de crédito no valor total de R$ 25,8 milhões ao município foram retirados de votação durante sessão ordinária desta terça-feira (14). O prazo de tramitação desses projetos é de 40 dias. 

Os projetos que visam os repasses a entidades, convênios, pavimentação e recuperação de obras em Campo Grande chegou a ser analisado pelos pares no meio da sessão. Para isso, o presidente da Casa, João Rocha (PSDB), suspendeu a sessão e fez reunião por 10 minutos para tratar e discutir esses projetos que chegaram recentemente na Casa. 

Segundo o presidente, os projetos foram retirados para melhor análise e pareceres técnicos. “Há um apelo social muito grande e legalidade diante do que estamos vivendo, a equipe técnica vai buscar informações e vamos analisar melhor, temos que tomar muito cuidado em cada decisão”, disse. 

PROJETOS

O primeiro projeto de lei autoriza a prefeitura a solicitar crédito total de R$ 2.100.000,00 sem utilização do limite de 5% da Lei Orçamentária, que segundo o município, vai atender despesas com repasse a entidades de assistência ao idoso, por meio do Fundo Municipal de Investimentos Sociais, com subvenções sociais com valor de R$ 400 mil, além do convênio com a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul através da secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano (Semadur) para implantação da estação de monitoramento da qualidade do ar, recurso destinado será de R$ 300 mil. 

O segundo projeto destina o crédito suplementar de R$ 23.727.000,00 para distribuição de outras demandas da prefeitura. Mais de R$ 1 milhão destinado a Secretaria Municipal de Gestão (Seges) para atender despesas com reforma da Escola de Governo de Campo Grande. 

Desse montante o valor máximo (R$ 12 milhões) será para Secretaria Municipal de Educação (Semed) para suprir despesas com repasse de recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb). 

O restante serão distribuídos para Fundação Municipal de Esporte (Funesp) para instalação de academias ao ar livre (R$ 1 milhão) e despesas com pavimentação asfáltica, Plano de Recuperação da Praça das Águas, reforma de trechos do canal do Prosa, revitalização do Parque Cônsul Assaf Trad, além da aquisição de materiais e reforma da praça Amigos do Vaguinho no Parque Residencial Maria Aparecida Pedrossian no valor de R$ 9 milhões. 

Felpuda


Embora embalada por vários “ex”, pré-candidatura a prefeito de esforçada figura não deslancha. É claro que ninguém ousa falar em voz alta que o apoio, em vez de alavancar os índices com o eleitorado, está é puxando para baixo. Uns dizem que o título do filme “Eu Sei O Que Vocês Fizeram no Verão Passado” retrata bem a situação. Outros complementam: “... na primavera, no outono, no inverno...”. Como diria vovó: “Aqui você planta, aqui você colhe!”.