Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TEMPORARIAMENTE

Viação São Luiz tem rotas de viagens intermunicipais suspensas por irregularidades

Passageiros que já compraram passagens serão atendidos por outras empresas
02/12/2019 17:39 - GLAUCEA VACCARI


Irregularidades levaram a Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (Agepan) a suspender, temporariamente, operações da Viação São Luiz em quatro linhas intermunicipais. Para garantir atendimento a passageiros que compraram passagens serão atendidos por outras duas empresas de transporte. 

Conforme a Agepan, a empresa já foi notificada sobre a suspensão nesta segunda-feira (2) e, inicialmente, o impedimento em operar as linhas é válido até o dia 10 de dezembro. Durante o período, substitutas foram autorizadas a operar e aceitar os bilhetes adquiridos anteriormente pelos clientes da São Luiz.

Notificação aponta que a suspensão leva em conta a necessidade de garantia aos usuários do transporte rodoviário intermunicipal de um serviço com pontualidade e em condições de segurança, higiene e conforto, do início ao término da viagem.

Dois processos administrativos instaurados em 2018 e 2019 para monitoramento e fiscalização constataram que a Viação São Luiz não estaria executando os serviços em conformidade com os padrões e programaas operacionais estabelecidos. 

As operações foram suspensas nas linhas 030, Três Lagoas – Campo Grande; 057, Três Lagoas – Costa Rica; 089, Campo Grande – Aparecida do Taboado; e 146, Costa Rica – Campo Grande (via Chapadão do Sul). A primeira será executada pela Viatur. As demais, pela Expresso Itamaraty.

No período de suspensão, serão reavaliadas as condições operacionais da transportadora. Caso as irregularidades sejam sanadas, a empresa volta a operar as linhas em 10 de dezembro. Caso contrário, o prazo pode ser ampliado. 

Felpuda


Alguns pré-candidatos que estão de olho em uma cadeira de vereador vêm apostando apenas nas redes sociais, esperançosos na conquistados votos suficientes para se elegerem. A maioria pede apoio financeiro para continuar mantendo suas respectivas páginas, frisando que não aceita dinheiro público ou de político, fazendo com que alguns se lembrem daquela famosa marchinha de carnaval: “Ei, você aí, me dá um dinheiro aí, me dá um dinheiro aí...”. Como diria vovó: “Essa gente perdeu o rumo e o prumo”.