Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

CLÁUDIO HUMBERTO

Presidente Jair Bolsonaro: “A vacina não é questão de Justiça, mas de Saúde”

Presidente Jair Bolsonaro lembra quem não tem capacidade para decidir sobre vacinação
28/10/2020 08:46 - Cláudio Humberto


Maia manobra orçamento para tentar se reeleger

A ambição de Rodrigo Maia, que tenta dar a volta à Constituição para se reeleger presidente da Câmara, atrasou a análise de reformas e levou ao impasse que travou a aprovação do orçamento. 

A ideia agora é votar até 17 de dezembro a Lei de Diretrizes Orçamentárias, o que devia ter sido feito no primeiro semestre, mas o Orçamento deve ficar para depois da eleição do substituto, em fevereiro. A jogada é provocar a convocação de sessões em janeiro, quando espera aprovar a PEC de sua reeleição.

Até a última ponta

A rigor, a presidência de Maia acaba no início do recesso, mas atrasar votações importantes é estratégia para manter viva a PEC da reeleição.

Jogo sujo

Maia acusa o governo de fazer obstrução, mas impediu a comissão mista de orçamento de ser presidida por uma deputada, Flávia Arruda (PP-DF).

Estratégia velha

Sem ter como justificar ausência de deputados federais por causa das eleições municipais, Maia criou recesso branco e “esforço concentrado”.

Quem cala

A coluna questionou o presidente da Câmara sobre o atraso na votação do orçamento, através da assessoria. Outra vez ele optou pelo silêncio.

Índios venezuelanos ‘tomam’ área nobre de Brasília

Dezenas de índios venezuelanos são a nova dor de cabeça do governo do Distrito Federal. 

“Refugiados”, eles acamparam próximos à rodoviária interestadual e dali não saem, nem ninguém tira. São da etnia warao e se caracterizam pela mendicância: como em Roraima, primeira parada, mulheres e crianças pedem esmolas e homens “descansam”. 

Recusaram empregos e área oferecida pelo governo na cidade de São Sebastião: exigem ficar onde estão, no valorizado Plano Piloto de Brasília.

Sem comunicação

A negociação com os índios é difícil porque alegam não falar português e nem espanhol, apenas se comunicam usando um dialeto próprio.

Chegando mais

Até o fim da semana passada eram 48 no total, mas outros chegaram a Brasília nos últimos dias, aumentando o acampamento e o problema.

Nem pensar em fila

Os índios querem furar a fila de 110 mil trabalhadores do DF à espera de casa própria, popular, mas em área nobre da capital.

Factoide salvador

O presidente mala da Câmara, Rodrigo Maia, acionou sua metralhadora giratória contra o governo Bolsonaro, nesta terça (27), para não ter que explicar o adiamento da reunião da mesa diretora que definiria o início do processo de cassação da deputada Flordelis. Como ele, do Rio.

Estratégia é esquecer

É ano eleitoral e o aniversário do petista Lula não foi lembrado pela candidata do PCdoB à prefeitura de Porto Alegre, Manuela D’Ávila, e seu vice (do PT), Miguel Rossetto. Aliás, mal lembram da cor vermelha.

DEM e PT, tudo a ver

Rodrigo Maia pediu a palavra durante a fala da presidente do PT, Gleisi Hoffmann, para parabenizar Lula, duas vezes condenado por corrupção e réu no quarto processo. Até “deixou um abraço” para o petista.

Tudo dominado

Juiz de Araraquara ignorou 133kg de maconha apreendidos em um carro e soltou os três traficantes presos em flagrante, pela Polícia Rodoviária Federal, alegando que faltou mandado de busca.

Belo gesto

O Instituto Dom Luciano Mendes de Almeida, fundado e presidido pelo advogado Décio Freire, muito amigo do ex-arcebispo de Mariana, já doou mais de 20 mil máscaras a vulneráveis, incluindo refugiados haitianos.

Força, França

A França registrou mais casos de coronavírus que o Brasil pelo terceiro dia consecutivo. A segunda onda segue piorando por lá e o país, que tem menos de um terço da nossa população também teve mais mortes.

Boa notícia

Nesta semana o número de casos recuperados do Covid vai ultrapassar a marca de 5 milhões, no Brasil. Os casos ativos do novo coronavírus no Brasil estão em queda desde o pico, em agosto.

Insatisfação estadual

Pesquisa CNT/MDA aponta que, ao contrário de Bolsonaro, que subiu, as avaliações positivas de governadores caíram entre maio e outubro. A soma de bom e ótimo deles desabou em média de 41,3% para 32%.

Pensando bem...

...depois de Amazônia e Pantanal, Bolsonaro, para a oposição, já é o principal suspeito pelo incêndio no hospital do Rio.

PODER SEM PUDOR

Cara-de-pau à mineira

O general Costa e Silva foi fulminado por uma trombose, em agosto de 1969, e os militares ficaram inquietos: não queriam empossar o vice civil, Pedro Aleixo. 

Outro mineiro ilustre, José Maria Alkmin, telefonou ao vice: “É preciso resistir. Volte para Minas e vamos organizar um contragolpe.” Não adiantou: Aleixo não tomou posse. 

Tempos depois, Alkmin foi procurado pelo general Sizeno Sarmento, comandante do II Exército, com a gravação do telefonema a Aleixo. Alkmin não perdeu a naturalidade: “Esse (Renato) Azeredo (deputado do PSD, como ele) é terrível! Sabia que imitava minha voz com perfeição, mas desta vez ele foi muito longe!”

 
 

Felpuda


Comentários ouvidos pela “rádio peão”, em ondas curtas, são de que figurinha só ganharia apoio dos colegas caso pessoa agregada fosse “curtir a aposentadoria” de uma vez por todas. Como seu acordo político acabou naufragando nesta campanha, agora dito-cujo estaria querendo recuar e não ceder o lugar. 

Isso até poderia acontecer, se não fosse a sua, digamos, eminência parda. Afe!