Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

GIBA UM

“As medidas anunciadas até agora têm cobertura orçamentária. Mas esta acabou. Já gastamos o cartão e o cheque especial”

de MARCELO GUARANYS, secretário-executivo do Ministério da Economia, sobre a cena financeira atual
11/05/2020 06:00 - Giba Um


“As medidas anunciadas até agora têm cobertura orçamentária. Mas esta acabou. Já gastamos o cartão e o cheque especial”,  
de MARCELO GUARANYS // secretário-executivo do Ministério da Economia, sobre a cena financeira atual.

A pobreza extrema cresceu pelo quarto ano consecutivo no país, somando 13,88 milhões de pessoas no ano passado, o maior nível em oito anos, mostram cálculos da LCA Consultores.  

Mais: para este ano, o Banco Mundial estima que o número de miseráveis poderia crescer em 5,7 milhões de pessoas sem medidas sociais do governo. Com a liberação dos R$ 600, a miséria poderia ficar estável.

 
 

Como venho ao mundo

A modelo Isabeli Fontana, 36 anos, está em nua na capa da Harper’s Bazaar da Sérvia.  Já no recheio, em fotos feitos por Eduardo Rezende, ela já aparece bem vestida, com roupas das grifes Dior, Dolce&Gabbana, Carolina Herrera, entre outras. Neste momento de pandemia ela brinca que está sendo difícil conviver com seu marido Di Ferrero, que foi contaminado pela Covid-19 e já curado. Garante que nunca conviveu tanto com ele e diz “A gente briga mas a gente se ama”. E declara sobre a doença: “É uma pandemia que precisa ser encarada com a seriedade que ela exige, não é uma brincadeira ou uma ‘gripe mais forte’. Eu acompanhei o processo do Di, conversei com os médicos e não dá para descuidar. É algo que não afeta apenas o físico, mas o psicológico”.

Guerra às drogas

O Centro Integrado de Operações de Fronteira (CIOF), cuja nova unidade deverá ser próxima de Corumbá, é hoje uma das grandes apostas do Ministério da Justiça e Segurança Pública para conter a atuação do crime organizado e a entrada de drogas no país. Trata-se de um hub de inteligência e ações de campo, sob o comando do Ministério – e uma herança dos tempos de Sérgio Moro. O CIOF reúne três frentes: operações ostensivas, auxílio a investigações e uma divisão especial de combate às facções criminosas com  o uso combinado de agentes das forças de segurança federais e nacionais.  Recentemente, o crime organizado bilateral sofreu duro golpe com a prisão de Gilberto Aparecido dos Santos, o “Fuminho”, um dos traficantes mais procurados pela PF. Foragido há quase 20 anos, “Fuminho” estava em Moçambique, de onde manteve o comando de seus negócios criminosos na Bolívia. O traficante controla algumas das principais fazenda de coca, além de pistas de pouso clandestinas no país vizinho. André Mendonça agora vai entrar nessa guerra.

 
 

Tempo de sobra

A atriz Paolla Oliveira, 38 anos, acredita que o isolamento social é muito importante. E aconselha que as pessoas aproveitem este período para aprender alguma coisa, seja pintar, cozinhar e até se auto conhecer. Paolla começou a carreira aos dezesseis anos, como assistente de palco de Passa ou Repassa, de Celso Portiolli, mostra que também existe espaço para o bom humor. Nesses dias, postou uma foto com um violão brincando “Ensaiando pra minha live... Cenário, viola e meu chá!!! Brincadeiraaaa”. Em outra com um grande laço rosa: “Tempo de sobra em casa dá nisso”.

Explicação

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves,   tentou explicar em coletiva do programa “Brasil acolhedor”, a não preocupação do novo coronavírus entre os moradores de rua. “Não são muitos que têm a doença. E por que não são muitos ainda? Ninguém pega na mão deles, ninguém abraça morador de rua. Infelizmente”, Detalhe: a ministra, contudo, não apresentou nenhum dado para sustentar sua fala de que “não são muitos”  os moradores de rua que foram infectados com a Covid-19.

In – Mulher: uso de uma bolsa
Out – Mulher: uso de duas bolsas

 
 

Incomodo

No dia em que o Brasil registrou mais de 610 mortes por Covid-19, Jair Bolsonaro, mais grupo de empresários, cruzou a Praça dos Três poderes, para pressionar o STF – e sem agendar previamente o encontro com Dias Toffoli. A visita incomodou o presidente da Corte e ministros, entidades civis e parlamentares qualificaram a atitude como “inadequada” e avaliaram uma tentativa de constrangimento. Queria fim do isolamento social e transferir ao tribunal responsabilidade pelo impacto econômico da pandemia. Toffoli considerou a tentativa de “frustrada”.

Outra Regina

A entrevista de Regina Duarte para a CNN revelou uma figura que ela nunca interpretou nas novelas e tampouco na vida real. Ela disse que nada  falou sobre mortes de artistas porque “imaginei que estaria virando um obituário” e não admitiu que está sendo frita por Bolsonaro. “Ele estava superanimado. Estou adorando estar aqui. O setor me ama”. E , de repente, cantarolou “Pra frente, Brasil”, associada à Copa de 70 e ao ufanismo do governo Médici. Sobre ditaduras, não deixou por menos: “Na humanidade, não para de morrer. Quando você fala da vida, do outro lado tem morte”. E encerrou a entrevista tirando os fones de ouvido.

MILITARES

Há 1.813 militares infectados e sete óbitos, num efetivo de cerca de 390 mil nas Forças Armadas. A proporção de casos (0,5%) é dez vezes maior que o contágio total da população brasileira. O elevado número de contagiados reflete a exposição dos militares em operações de combate à Covid-19, da desinfecção de hospitais e higienização de áreas de grande circulação de transporte de alimentos e equipamentos hospitalares. A mortalidade entre infectados é um milésimo da observada no país.  

Tosse elegante

As respostas evasivas de Nelson Teich já haviam provocado constrangimento quando ele falou com senadores, há dias e na entrevista dessa semana, a dose foi menor. O ministro depende de subordinados para dar respostas e esquece o microfone aberto (Davi Alcolumbre chegou a alertá-lo). E enquanto mantém uma certa estranheza ao cargo, disse que a campanha (em montagem) sobre informações sobre pandemia será regionalizada: “Vai ter lugar em que você vai fortalecer a imagem das mãos, o álcool gel, a elegância da tosse. Em outro, vai ter de explicar para as pessoas o que está acontecendo e porque elas têm que ficar”.

ATÉ PALAVRÕES

Relatos de autoridades presentes à reunião ministerial na qual Bolsonaro pediu a Sérgio Moro mudanças na PF revelaram que não são poucas as motivações para o governo ter solicitado ao STF não entregar a íntegra d vídeo do encontro. Nele, além do pedido de troca na PF, Bolsonaro soltou muitos palavrões uma discussão quente entre Paulo Guedes e Rogério Marinho e críticas à China.

Garantias

As montadoras só conseguem créditos com garantias efetivas para a liberação dos recursos. Uma das ideias é oferecer créditos de tributos federais que a montadoras tem acumulado. São vários bilhões de reais, referentes especialmente ao IPI, que foram se acumulando. Os créditos serviriam, segundo a proposta da indústria, para o governo entrar como fiador desses empréstimos. E mesmo assim, os bancos relutam.

Fuga de Lula

A perspectiva de Lula sair da prisão aos 80 anos, após cumprir um sexto da pena, ligou o sinal vermelho nos órgãos de inteligência que desconfiam de possível fuga do ex-presidente condenado por corrupção e lavagem de dinheiro. Ele já admitiu em entrevista haver recusado vários acenos para fugir, antes de ser preso em Curitiba. Se fugir, só não será deportado caso escolha um país que não tenham acordo de extradição com o Brasil. Lula já visitou oito desses países.

ROTA DE FUGA

Está na África a maioria dos países sem extradição. Lula preferiria a Europa (tem dupla cidadania com a Itália), mas seria preso logo. Ele já disse que Cuba e Venezuela, nem pensar. Em 2018, o juiz federal Ricardo Leite vetou uma viagem de Lula à Etiópia, país sem acordo.

MISTURA FINA

  • O IMPACTO da pandemia do covid-19 sobre a indústria brasileira foi muito mais intenso do que o esperado em março. A produção caiu 9,1% em comparação com fevereiro, a terceira maior baixa histórica da pesquisa, iniciada em 2002. O setor voltou quase 17 anos no tempo e agora vê a produção no mesmo nível de agosto de 2003.
  • O DEPUTADO e pastor Marco Feliciano, que ganhou muita proximidade com Bolsonaro nos últimos tempos, deverá ser candidato do Republicanos para a prefeitura de São Paulo, em outubro. Conta com a palavra do presidente de legenda, Marcos Pereira, que quer colocar Celso Russomano na vice de Bruno Covas.  
  • EM meio à desavença com Paulo Guedes, Rogério Marinho, ministro do Desenvolvimento Regional, se indexou ao general Braga Netto, da Casa Civil e “interventor soft” em áreas do governo. Mas continua trabalhando para fazer as pazes com Guedes, de cuja armada foi secretário da Previdência e Trabalho.
  • GOVERNADORES têm se queixado da dificuldade de manter um contato com o ministro da Saúde, Nelson Teich. Alguns chegam a esperar até três ou quatro dias pelo retorno de um telefonema. Há quem aposte que pela superficialidade das informações de Teich passa nos encontros virtuais com os governadores, talvez seja falta do que dizer.
  • NO mundo da bola, a sigla CBF já está sendo chamada de “Casa Bolsonaro de Futebol”. O motivo é a postura escorregadia do presidente da entidade, Rogério Caboclo, sobre o retorno ou não das atividades do futebol brasileiro. Caboclo já empurrou a decisão para a federação e os clubes. Não quer bola dividida com Bolsonaro.
  • FIGURAS como Gregório Duvivier, Patrícia Pillar e Letícia Sabatella, esquerdistas de carteirinha, já foram convidadas para participar da laive que está sendo organizada pelos partidos de esquerda para o próximo dia 18 de maio. O mote do comício digital será o “Fora Bolsonaro”.
  • MESMO com recessão que a pandemia tem ocasionado em alguns setores no Brasil, existem outros que apresentam crescimento. Um deles é a venda de vinhos on-line. Dados apontam que a venda desta bebida alcoólica cresceu 62% em abril, se comparada ao ano passado. Em março o crescimento já tinha sido de 52% em relação ao mesmo mês de 2019.
  • O VOLUME movimentado caiu 17% em março, o preço do querosene de aviação baixou ao menor patamar em mais de dois anos e, ainda assim, o cisto do transporte aéreo de carga subiu mais de 20% desde o início da pandemia.

Felpuda


Lideranças de alguns partidos estão fazendo esforço da-que-les para fechar chapa com o número exigido por lei de 30% do total de vagas para as mulheres. Uma dessas legendas, por exemplo, tenta mostrar a “felicidade” das suas pré-candidatas, mas teme o fracasso, tendo em vista que o “chefe maior” é aquele que já mandou mulheres calarem a boca e disse também que a importância da sua então esposa na campanha eleitoral era porque apenas “dormia com ele”. Ô louco!