Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

GIBA UM

“Cristo foi delatado e vendido entre seus apóstolos. Felizmente, a história mostra que os mártires nunca morrem”,

de WILSON WITZEL // comparando-se a Jesus e Tiradentes, em sua defesa na Assembleia que o condenou por 69 votos a 0.
25/09/2020 05:00 - Giba Um


Cristo foi delatado e vendido entre seus apóstolos. Felizmente, a história mostra que os mártires nunca morrem”, de WILSON WITZEL // comparando-se a Jesus e Tiradentes, em sua defesa na Assembleia que o condenou por 69 votos a 0.

Para quem gosta de números: no primeiro bimestre de 2020, a previsão de crescimento econômico era de 2,10%; já no quatro bimestre de 2020 era de recessão de 4,7%. 

Mais: no primeiro bimestre de 2020, a previsão de déficit fiscal primário era de R$ 161,6 bilhões; já no quarto bimestre de 2020 era de déficit fiscal primário de R$ 861,0 bilhões.

In – Homens: calças worker

Out – Homens: calças slim fit

 
 

Sempre jovem

A atriz Sharon Stone, 62 anos, é uma das mais queridas de Hollywood. Com 40 anos de carreira ela revelou a revista Town & Country que não via a hora de chegar a esta idade e explica: “Você não consegue trabalho entre 40 e 60. Não importa se você está no auge da carreira. É isso: sem trabalho”. 

Questionada sobre sua beleza, ela confessou que fez alguns intervenções cirúrgicas, mas sem abusar, para não parecer artificial: “Eu acho que você tem que escolher como quer envelhecer. As pessoas me olham com certo olhe e isso as impedem de me escalar para algo que eu poderia interpretar. Mas tenho certeza de que tenho meu próprio destino, e agora estou tentando cumpri-lo com o máximo de integridade que posso e estar o mais aberta ao crescimento que posso". 

Considerada um sexy simbol desabafa “É difícil, porque todo mundo espera que você seja assim o tempo todo”.

Amazônia blindada

No que depender das Forças Armadas a briga entre o governo brasileiro e a comunidade internacional em torno da Amazônia tende a aumentar. 

Entre os militares, a leitura é que os seguidos ataques ao Brasil fazem parte de um projeto de neocolonialismo patrocinado por grandes potências estrangeiras que mantém interesses difusos e inconfessáveis em relação à Região Amazônica. 

As ingerências de governos internacionais sobre a Amazônia têm sido interpretadas pelo Alto Comando do Exército como tentativas externas de afrontar a soberania nacional e impor prioridades geoeconômicas de fora para dentro do país. 

Nesse contexto, dentro das Forças Armadas predomina o entendimento que o governo deve adotar uma postura ainda mais contundente, algo como uma política de tolerância zero às intromissões de outros países na gestão da Amazônia brasileira. 

Como pode se ver, as duras declarações do general Augusto Heleno (GSI), de que os governos internacionais usam a Amazônia para “prejudicar o Brasil e derrubar o presidente Bolsonaro” estão longe de ser um ato isolado. Recentemente o general Hamilton Mourão disse que a Amazônia sofre “cobiça por parte de atores de área internacional”.

 
 

Lado empresário

A modelo e influenciadora digital Rafa Kalimann, que ganhou mais fama após participar do Big Brother Brasil e ficar em segundo lugar está colhendo os frutos do seu trabalho. 

Já foi contratada pela Globo e está com um projeto em andamento que é mantido em segredo. Aliás seu nome tem sido muito cogitado para ser a nova versão de Juma no remake de Pantanal. Mais: acaba de lançar um grife a BYRK que está vendendo bastante. 

A primeira coleção chamada Aurora traz 36 peças, todas com nomes femininos, do tamanhos PP ao GG. E para apresentar a coleção ela mesmo atacou de modelo e chamou também sua parceira de confinamento Thelma Assis (a vencedora do BBB).

Piada Pronta

Partidos políticos integrados por mentirosos compulsivos são a maioria dos parceiros da Justiça Eleitoral no site “Desinformação” de combate às fake news. 

O DEM de Rodrigo Maia, personagem da Lava Jato, o PTB, de Roberto Jefferson, estrela do mensalão, o PSC do Pastor Everaldo, preso há dias e o PP do petrolão ajudarão a definir o que é falso ou verdadeiro na disputa eleitoral. 

Também são parceiros da Justiça Eleitoral Solidariedade, DC, PDT, PRTB, Podemos e Republicanos, recheados de velho mentirosos.

 
 

Marketing

João Doria quer ver brasileiros tomando a vacina chinesa já em dezembro. E quer fazer disso um amplo plano de marketing em torno do “primeiro governador a trazer a vacina ao Brasil”, com a certeza de que a iniciativa revigorará sua imagem, de olho em 2022, quando provavelmente enfrentará nas urnas o favorito Jair Bolsonaro.

“Air Bag”

O governo de Goiás está elaborando um programa de benefícios fiscais para a indústria automobilística. Além de tentar atrair novos investimentos, a medida pode ser interpretada como um “air bag” tributário para as montadoras já instaladas no estado: Caoa Hyundai, Chery, Suzuki e Mitsubishi. 

O governador Ronaldo Caiado tem a saída de empresas do setor, caso o Congresso não vote a Medida Provisória que estende o Regime Automotivo Centro-Oeste até 2025. Numa articulação política, as montadoras conseguiram incluir no texto da MP a extensão de incentivos fiscais para a indústria automobilística da região. 

Se a MP não for votada, os benefícios terminam em dezembro, que é tudo o que Paulo Guedes quer.

CAMPEÃO

Segundo o painel Bussola Covid-19, o deputado Osmar Terra (MDB-RS) foi o político que mais abordou o coronavírus nas redes sociais, na semana passada. 

Mais que o dobro de Benedita da Silva (PT-RJ), em segundo lugar. Ela é candidata à prefeitura do Rio; ele é o ex-ministro que também achava que nunca haveria uma pandemia.

Contundente

Bolsonaro, o ministro Paulo Guedes e líderes aliados acertaram que a reforma tributária em discussão na Câmara e o “pacto federativo”, a cargo do Senado, devem dar “resposta contundente” ao período pós-covid, com a garantia de programas como o “Renda Brasil”, que amparam os que precisam e os empresários precisam de desoneração. 

Tudo sob duas “cláusulas pétreas”: não mexe no Teto dos Gastos e não haverá aumento de carga tributária.

FILHO

A proximidade com Jair Bolsonaro, que gostaria de vê-lo na presidência do Senado, está rendendo frutos para o senador Marcio Bittar. Seu filho será aninhado em um cargo no governo, provavelmente no Ministério da Cidadania. 

Na semana passada, o filho participou de uma reunião do pai com o presidente, quando o senador saiu dizendo que recebera aval de Bolsonaro para propor novo programa social.

Por escrito

Augusto Aras, procurador-geral da República defendeu que o depoimento do presidente Bolsonaro na Polícia Federal sobre “supostas” interferências na PF seja por escrito. 

O parecer foi enviado em recurso apresentado pela Advocacia-Geral da União após o ministro Celso de Mello, do STF, determinar a oitiva presencial de Bolsonaro. 

O ministro Marco Aurélio relator substituto do pedido da AGU é admirador da ideia e liberou o caso para análise no plenário virtual.

Pesquisa

A nova pesquisa do Datafolha para eleições municipais em São Paulo coloca Celso Russomano, quem nem começou sua campanha, muito distante em primeiro lugar do segundo colocado Bruno Covas. 

O que deixou o prefeito da cidade mais assustado ainda. Russomano deverá gravar uma mensagem para o horário gratuito ao lado de Bolsonaro, que já se comprometeu. 

Será a única participação do presidente em campanhas. Bruno acha que, para ele, uma alternativa seria ter uma candidata a vice-prefeita, aglutinadora de votos.

NÃO VALE

O ator José de Abreu que mora agora na Nova Zelândia e que não pretende voltar ao Brasil tão cedo, usou novamente suas redes sociais para atacar ao governo. 

Nada ver com queimadas no Pantanal. Seu alvo foi a ministra Damares Alves, da Mulher, Família e Direitos Humanos. 

Ao saber que a ministra atuou para tentar impedir o aborto de uma criança de 10 anos atacou: “Você não vale um prato de arroz. Epa, subiu!”.

MISTURA FINA

  • OS ministros da Relações Exteriores do Brasil, Ernesto Araújo e do Paraguai, Antonio Rivas, oficializaram a reativação parcial do comércio nas cidades de Foz do Iguaçu (PR), Mundo Novo e Ponta Porã (MS).
  • PROJETO de Lei Orçamentaria Anual, enviado ao Congresso pelo governo federal prevê a contratação de mais de 53 mil pessoas em concursos públicos em 2021. Deverão ser os primeiros depois da reforma administrativa.
  • OS deputados da Alerj, derrotaram Wilson Witzel por 69 votos a zero, xingaram o governador afastado de todas as maneiras: “corrupto”, “deslumbrado”, “arrogante”, “desesperado”, “falso moralista” e “ladrão”. Uma coleção, pelo que se vê.
  • ESNOBADO pelos deputados, a Alerj queria vingança contra Wilson Witzel. O capitão Paulo Teixeira (Republicanos) defendeu que o governador fosse deixado “só com a roupa do corpo”. E a deputada Lucinha (PSDB) sugeriu seu despejo imediato. “Vamos por na rua. Que ele volte a morar no Grajaú”.
  • O MARKETING da campanha de Benedita da Silva à prefeitura do Rio vai bater em Sérgio Cabral, Garotinho, Witzel e outros. Um dos principais motes da propaganda será o fato de que Benedita é a única, entre os seis últimos governadores do Rio, que não foi presa. Não é nada, mas vale a força.
  • O VICE-presidente Hamilton Mourão vai visitar as áreas queimadas do Pantanal. Seria uma demonstração de que o Planalto não está indiferente à devastação da região. Pelo menos, um no térreo, onde fica o gabinete da vice-presidência; já no terceiro andar, o figurino é diferente.
  • SOMADOS apenas os maiores canais do Brasil, a integra do discurso de Jair Bolsonaro na 75ª Assembleia Geral da ONU acumulou, até agora, mais de 1,2 milhão de visualizações só no YouTube.
  • ALGUÉM do governo da Bahia garantiu acarajé de graça. No decreto que regulamenta a Lei Aldir Blanc, o governo local inclui as baianas do acarajé entre artistas e profissionais do setor que receberão o auxílio.
  • ENQUANTO o arroz batia recorde de preços durante a crise da pandemia do coronavírus, a cebola e a batata ficaram mais baratas no último mês, segundo boletim da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Felpuda


Candidato a vereador caiu em desgraça, pelo menos em um dos bairros de Campo Grande, ao promover comício em ginásio de esporte, com direito a ônibus lotados e espoucar de muitos fogos de artifício.

Aí dito-cujo foi alvo de muitas críticas, tanto pela zoeira causada, como por ter mandado às favas quaisquer cuidados na prevenção da Covid-19, ao promover grande aglomeração. Irresponsabilidade é pouco, hein?!