Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CLÁUDIO HUMBERTO

“De forma geral, o sistema continua bem”

Michael Ryan, diretor da OMS, sobre o uso de UTIs para o coronavírus no Brasil
21/06/2020 00:00 - Cláudio Humberto


“De forma geral, o sistema continua bem”

Michael Ryan, diretor da OMS, sobre o uso de UTIs para o coronavírus no Brasil

 

Mesmo em casa, servidor recebe ‘periculosidade’

Sem cota de sacrifício na pandemia, ao contrário dos trabalhadores do setor privado com salários reduzidos ou sem empregos, o setor público não abre mão de um só centavo das regalias e privilégios. Agora, obteve sem demora uma decisão do Tribunal Regional Federal da 5ª Região que obriga o governo federal a seguir pagando “adicional noturno” e até “de periculosidade” a servidores que estão em casa, sob quarentena, de modo algum expostos a esses “riscos” próprios da “natureza do cargo”.  

Meu pirão primeiro  

A mamata foi obtida pela pelegada sindical do serviço público, que foi à Justiça a fim de obrigar o contribuinte otário a bancar mais essa conta.

Incorporou geral

Na prática, o TRF-5 já considera os adicionais, que são gratificações eventuais, “incorporados” aos salários. Uma beleza, coisa de País rico.

Às favas o País

A decisão manteve suspensa a Instrução Normativa 28, assinada por Jair Bolsonaro em 25 de março, como medida contra crise da pandemia.  

Mão no seu bolso

Continuarão a ser pagos adicionais noturnos, insalubridade, “irradiação ionizante” e até gratificações por atividade com raio-x... Tudo “remoto”.

Multas ambientais já rederam R$175,3 milhões

Prorrogada pelo Conselho Nacional da Amazônia, que é coordenado pelo vice-presidente Hamilton Mourão, a Operação Verde Brasil 2 já aplicou multas ambientais no valor de R$175,3 milhões. O combate ao desmatamento e ao garimpo ilegal resultou em 113 prisões em flagrante, na região. Desde 11 de maio, a operação apreendeu 85 caminhões, 27 máquinas pesadas (trator, escavadeira) e quase 20 mil m3 de madeira.

Apreensões

Balanço da Operação Verde Brasil 2 revela a apreensão de 33 motosserras, usadas em desmatamento ilegal, e 127 embarcações.  

Animais resgatados

A fauna também esteve na mira da operação, que apreendeu 69 animais silvestres em cativeiro e 1,1 tonelada de pescado ilegal.

Multilateral

A operação conta com a participação do Ibama, ICMBio, Ministério do Meio Ambiente, PF, PRF, e os ministérios da Justiça e Defesa.

Afinidade necessária

Os líderes do centrão foram avisados de que não podem pretender a vaga aberta no Ministério da Educação. A menos que tenham um nome comprometido com a pregação de Bolsonaro para o setor, na campanha.

Paco se recupera

O vice-governador do DF, Paco Brito, que testou positivo para covid-19 e se internou no Hospital DF Star, em Brasília, recebeu boas notícias: os exames melhoraram e a tomografia mostrou o pulmão estável.

Adiamento consensual

Presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) marcou para terça (23) a votação do projeto que adia as eleições municipais, objeto de obsessão dos parlamentares. É pauta de raro consenso no Congresso.

O pior cego

Chega a ser constrangedor o alheamento do deputado João Campos (PSB), candidato chapa-branca à prefeitura do Recife. Sobre operações da Polícia Federal na prefeitura do aliado Geraldo Júlio, o jovem político prefere o velho estilo “não vejo, não ouço, não falo”.

À distância e intenso

A senadora Soraya Thronicke (PSL-MS) pega o caminho de volta a Brasília neste domingo (21), após três meses trabalhando à distância. Ela se impressionou com a intensidade do trabalho em home office.

Brasil de volta

Após ser deixado de fora em 2019, o Brasil retornou à lista de 25 países para se investir, da gigante mundial de consultoria Kearney. O país é o 22º no Índice de Confiança de Investimento Direto Estrangeiro.

Desanuviou

A saída de Abraham Weintraub mudou o clima no Palácio do Planalto. Assessores dizem que até o presidente mudou de atitude, ficou mais tranquilo, na quinta-feira complicada pela prisão de Fabrício Queiroz.

Nem disfarçam

Os coleguinhas estão precisando se controlar. Sexta, ao falar sobre o substituto de Weintraub na Educação, teve âncora dizendo que Antonio Paulo Vogel é “tão técnico que já trabalhou inclusive em governo do PT”.

Pensando bem...

...com o futebol de volta, se Bolsonaro baixar o imposto da cerveja, vira rei.

 
 

PODER SEM PUDOR

A fragilidade do poder

O País estava confuso, com as notícias desencontradas sobre o golpe militar, naquele 31 de março de 1964. Havia rumores sobre a fuga do presidente João Goulart para o Uruguai. No Palácio do Planalto, reinava o caos. Toca o telefone e o jornalista Otacílio Lopes atende. “O presidente João Goulart está?” O jornalista informou com certa picardia: “Ele não trabalha mais aqui.” Assistindo à cena, o presidente da Câmara dos Deputados, Ranieri Mazzili, finalmente se deu conta que era ele o presidente da República.

Felpuda


Apressadas que só, figurinhas tentaram se “apoderar” do protagonismo de decisão administrativa. Não ficaram sequer vermelhas quando se assanharam todas para dizer que tinham sido responsáveis pela assinatura de documento que, aliás, era uma medida estabelecida desde 2019. Quem viu o agito da dupla não pode deixar de se lembrar daquele pássaro da espécie Molothrus bonarienses, mais conhecido como chupim, mesmo. Afe!