Clique aqui e veja as últimas notícias!

GIBA UM

“Divide aí, Datena. R$ 89 mil por dez anos dá em torno de R$ 750 por mês. Isso é propina? Pelo amor de Deus!”

de BOLSONARO // a José Luis Datena, sobre dinheiro depositado na conta de sua mulher por Fabrício Queiroz”.
17/12/2020 05:00 - Giba Um


O futuro do carnaval para ano que vem ainda é incerto. Em São Paulo, o desfile das escolas de samba foi adiado para julho, por isso a Gaviões da fiel, contando com a celebração convidou a cantora Taylor Swift para desfilar na agremiação. 

Mais: a escola explica que Taylor é uma espécie de amuleto, porque em todos os jogos que acontecem próximos aos lançamentos do álbuns da cantora, o Corinthians nunca perde. Até agora a cantora não respondeu ao convite.

In – Peru com recheio de pão e bacon

Out – Peru recheado com cuscuz de frutas secas

 
 

Sem coisas Estressantes

A cantora Beyoncé aproveitou o distanciamento social por causa da pandemia, para se focar no mundo da moda. A nova coleção de sua grife IvyPark traz um lado divertido e confortável. Capa da revista Vogue britânica, ela conta que está desacelerando um pouco seu ritmo. 

“Meu novo objetivo é desacelerar e me livrar das coisas estressantes da minha vida. Eu vim para a indústria da música aos 15 anos e cresci com o mundo assistindo, e tenho lançado projetos sem parar”. 

E completa: “Passei muito tempo me concentrando em construir meu legado e representar minha cultura da melhor maneira que sei. Agora, eu decidi me dar permissão para focar na minha alegria”. 

Mesmo desacelerando, ela acaba de lançar o álbum Black is King e fala do projeto. “Tento trabalhar com pessoas que me incentivam a me tornar um artista e humano melhor. Adoro criar uma ponte para artistas talentosos que normalmente não trabalhariam juntos”.

Ministro da Insegurança

O Brasil deve registrar os piores resultados para uma década de crescimento econômico e de variação do PIB per capita dos últimos 120 anos – um cenário que ocorreria mesmo sem a pandemia, de acordo com levantamento feito pela FGV. 

No estudo, a fundação usou como parâmetros estimativas recuo anual no PIB de 4,4% em 2020, com retração de 5,1% ao PIB per capita, originadas de projeções de mercado, do boletim Focus e do Fundo Monetário Internacional. 

Caso esses resultados se confirmem, a FGV projeta alta média de 0,2% na economia na década de 2011 e 2020 – o desempenho mais fraco das últimas décadas, desde do início do século passado.  

Mais: nos últimos dez anos, a União injetou R$ 18 bilhões em aportes de capital nas empresas públicas não dependentes ou em subvenções do Tesouro Nacional em estatais dependentes. O dado é da Secretaria Especial de Desestatização e do Ministério da Economia. 

Estatais dependentes são aquelas com repasses financeiros diante de controlador para o pagamento de despesas com o pessoal, de custeio em geral ou de capital e – excluindo recursos provenientes do aumento da participação acionária. Elas levaram R$ 146 bilhões da União nesses dez anos.

 
 

Um novo amor

A atriz, youtuber e sempre polêmica Antônia Fontenelle,  47 anos, está na capa da revista Mensch. E não está sozinha, aparece ao lado do novo namorado, o cantor Shia, de 31 anos.

Em entrevista, Fontenelle fala que não se importa mais com as críticas e que procura expor seus pontos de vista nas redes sociais, mas que infelizmente as vezes é mal interpretada “ É muito complicado essa falta de comunicação e entendimento, percebo que as pessoas só entendem o que lhe convém, sem falar nas fakes news, que tem sido um grande problema. 

E infelizmente não vejo um fim pra tanta confusão, tem sido muito difícil lidar com esse fato”. Mais: ela foi “apresentada” para o novo namorado pelo modelo Jesus Luz, através de uma live.”.

De volta

Os caciques do Centrão têm falado a Bolsonaro que está na hora de nomear um político para o cargo mais político do governo: a chefia de articulação política, atribuição nas mãos do general Luiz Eduardo Ramos. 

E um dos políticos cogitados para o lugar de Ramos foi o ex-presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), José Mucio Monteiro, ministro da articulação política do segundo mandato de Lula. Nos bastidores de um evento, o próprio Bolsonaro chamou Monteiro: “Sou apaixonado por você”.

 
 

Quem vai

No comando do Conselho da Amazônia, Hamilton Mourão pretendia solicitar a Bolsonaro que o escalasse para liderar a representação brasileira na conferência do clima da ONU, a COP-26, que acontecerá em novembro no Reino Unido. 

Ficou na intenção. O presidente tratou de “deixar bem claro” que quem vai representar o Brasil é Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente. Bolsonaro acha que Mourão falaria mais do que deveria, defendendo ideias próprias como tem feito em outras ocasiões.

Plano

Ontem o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello ao lado do presidente Jair Bolsonaro, apresentou um plano de vacinação para os brasileiros.  Sem muitos detalhes disse para não se preocuparem com logística porque era coisa simples, garantindo que todos serão imunizados. 

“Todos os Estados serão tratados de forma igual. Não haverá nenhuma diferença. Todas as vacinas produzidas no Brasil pelo Butantan, pela Fiocruz ou por qualquer indústria, ela terá a prioridade do SUS. 

E isso está pacificado, isso está discutido e eu posso afiançar aos senhores, está muito bem tratado, está muito bem acompanhado. Qualquer fumaça, qualquer discussão anterior ficou na discussão. Nós estamos hoje afirmando: todos os Estados, todos os brasileiros receberão a vacina de forma grátis, igualitária e proporcional”.

MANUTENÇÃO

Logo depois do STF sepultar os planos de Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre de se reelegerem presidentes da Câmara e do Senado, a ferramenta da avaliação de projetos do Congresso e o portal e-Cidadania voltaram a funcionar. 

Em setembro, uma proposta para mudar a Constituição e beneficiar a dupla do DEM bateu recordes de rejeição em poucas horas, chegando mais de 99%. O Senado censurou a ferramenta alegando “manutenção”.

DEM governista

Para o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni (DEM), Bolsonaro vai se fortalecer com a derrota do candidato indicado pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia para sucedê-lo no comando do Legislativo e com isso o DEM entrará para a base do governo a partir de 2 de fevereiro. 

Onyx acha que Maia é o principal defensor no partido da posição de independência em relação ao governo, por alimentar projetos políticos próprios. Sem Maia para atrapalhar, ganha força o grupo do próprio Onyx, da ministra Teresa Cristina e do governador de Goiás, Ronaldo Caiado, que é favorável ao apoio formal do DEM ao governo.

OUTRA REFORMA

O TCU vai realizar fiscalizações especiais nas folhas de pagamento de estatais e órgãos do serviço público. O objetivo é identificar e brecar casos de incorporação de gratificações e de funções comissionadas aos salários em dotação orçamentária específica e autorização do Ministério da Economia. 

O próprio TCU criou jurisprudência ao proibir a prática na Conab, vinculada ao Ministério da Agricultura. Os critérios para gratificações e funções no serviço público são uma grande confusão. Nem a proposta da reforma administrativa em tramitação no Congresso é clara sobre o tema.

Pode ser pior

Para Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan, a segunda onda da covid-19 já chegou e pode ser pior. Mesmo depois da vacina, o uso de máscara não será abandonado. 

Ele conta que também não há previsão para imunizar toda a população, o que demandaria em torno de 360 milhões de doses. Dimas confirma que o Brasil terá vacina 100% nacional, feita pelo Butantan o que ajuda a reduzir o custo. Ele fala da Coronavac, cuja tecnologia está sendo transferida para o Butantan. 

CONFISSÃO

A cantora  Anitta  fez uma revelação surpreendente na série “Made In Honório”, da Netflix. Contou aos prantos que foi estuprada por um namorado quando tinha 15 anos, numa relação meia autoritária e abusiva. E tudo aconteceu porque tinha medo desta relação. 

“Para todos vocês que se perguntam de onde nasceu a Anitta. Nasceu daí. Da minha vontade e necessidade de ser uma mulher corajosa, que nunca ninguém pudesse machucar, que nunca ninguém pudesse fazer chorar, magoar. Que sempre tivesse uma saída para tudo. Foi daí. Eu criei essa personagem aí”.

 

MISTURA FINA

  • ENQUANTO a bancada do DEM busca se unir, a candidatura do senador Rodrigo Pacheco se fortalece e pode acabar sendo o candidato do partido à sucessão de Davi Alcolumbre. O bloco de líderes já se reuniu uma vez,  discutiu e considerou que Pacheco pode ter o apoio de Alcolumbre e do presidente.
  • O EPIDEMIOLOGISTA Jarbas Barbosa, diretor da Organização Pan-americana de Saúde, recomendou ao Ministério da Saúde que o governo centralize toda a distribuição de vacinas. É um raro momento de sintonia entre uma organização multilateral e a gestão Bolsonaro.
  • NOS Estados Unidos, as vacinas da Pfizer foram despachadas através da Federal Express (Fedex) para 15 pontos de distribuição. Todas chegaram pontualmente ao destino. No Brasil, se for por Sedex, pode demorar dez dias ou não chegar.
  • MINISTROS do STF já falam em derrubar a MP que o governo Bolsonaro cogita editar, dando ao Ministério da Saúde poderes para requisitar vacinas contra a covid-19 produzidas pelos estados. A lógica é que as unidades da Federação têm autonomia para fabricar e distribuir o produto.
  • O EX-deputado Marcos Soares está bem cotado para assumir um cargo no Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. Soares é filho do apóstolo R.R Soares, líder da Igreja Internacional da Graça de Deus e aliado de fé do presidente Bolsonaro.
  • O MINISTRO Paulo Guedes foi sondado por BTG e XP para que assuma um lado no contencioso entre as duas instituições. Mandou avisar que não toma partido, mesmo com todo carinho que nutre pela antiga casa.
  • AS declarações públicas contra jornalistas são quase nada perto do festival, de palavrões deferidos pelo general Augusto Heleno na semana passada. O ministro-chefe do GSI estava uma fera diante das denúncias de que a Abin teria trabalhado a favor de Flávio Bolsonaro. 
  • O PRESIDENTE Bolsonaro esperou o resultado formal do colégio eleitoral dos Estados Unidos, na segunda (14) para  parabenizar Joe Biden pela vitória na eleição. O presidente russo Vladimir Putin fez a mesma coisa.
  • AUTOR do projeto que põe fim ao foro privilegiado, o senador Álvaro Dias lançou a campanha #desengavetaRodrigoMaia, mas seus colegas acham que é tarde demais. A solução é esperar o próximo presidente da Câmara.