Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CLÁUDIO HUMBERTO

“É impossível um país sobreviver um ano, um ano e meio parado”

Ministro Nelson Teich (Saúde) sobre a necessidade de flexibilização do isolamento
23/04/2020 04:00 - Cláudio Humberto


“É impossível um país sobreviver um ano, um ano e meio parado”
Ministro Nelson Teich (Saúde) sobre a necessidade de flexibilização do isolamento

Centrão equilibra jogadas de Maia contra o governo
Agora que o “centrão” entrou em campo, o jogo vai ser diferente. O grupo reúne 351 deputados e ganhou nova denominação, “blocão”, fez sua estreia nesta quarta (22) no apoio explícito ao governo. O grupo tem voto para aprovar e rejeitar qualquer projeto, até emendas constitucionais. Seu apoio pode garantir a tranquilidade que o governo nunca teve. Mas, em política, como na vida, ajoelhou, tem que rezar: Bolsonaro pediu ao PP para indicar o novo presidente do ambicionado FNDE, órgão do MEC.

Sonho de consumo
Com orçamento de R$60 bilhões, o FNDE é o sonho de consumo dos políticos: financia escolas, creches, merenda escolar, livro didático etc.

Dupla autoria
O titular do FNDE será indicado pelo presidente do PP, senador Ciro Nogueira (PI), e pelo líder do partido, deputado Arthur Lira (AL).  

Recado direto
A escolha do FNDE para o PP estrear no governo não é casual: o órgão era feudo de Rodrigo Maia até seu protegido ser demitido em dezembro.

Ciscando para dentro
Além das conversas com o PP, há dez dias, o presidente se entende com o MDB e até o DEM, chamado de “traíra” por muitos bolsonaristas.  

General na Saúde vai apurar compras de Mandetta
O general Eduardo Pazuello na secretaria executiva do Ministério da Saúde, dá tranquilidade ao ministro Nelson Teich e sinaliza a orientação do presidente Jair Bolsonaro de averiguar com discrição e rapidez supostas denúncias sobre contratos e compras da gestão de Luiz Henrique Mandetta. Seu estratégico Departamento de Logística (DLog), por exemplo, revelou incapacidade de fazer compras devidas para combate ao Covid19 e curiosa destreza na relação com fornecedores.

Estranha sugestão
Há denúncia de que o DLog sugeria a fornecedores que procurassem financiar suas operações em bancos específicos, tipo BTG Pactual.

Adjunto-problema
Aliados contaram ao Planalto peripécias atribuídas a Nano Jurgielewicz, um adjunto que Mandetta levou do Mato Grosso do Sul para o ministério.

Ministro blindado
O general ajudará Teich a se familiarizar com a máquina do ministério e blindar o ministro do “ataque especulativo” de lobistas e assemelhados.

Decisão histórica
Liminar do TRF-1 feriu de morte o vergonhoso cartório: as distribuidoras cancelaram contratos de compra de etanol e fez Agência Nacional do Petróleo (ANP) proibir usinas de venderem o produto direto aos postos. Ontem o desembargador federal Jirair Meguerian desfez o absurdo.

Pronto para flexibilizar
Sociedade Brasileira de Infectologia considera que a flexibilização do isolamento é aceitável em cidades onde não tenham sido ocupados 50% dos leitos hospitalares e de UTI. No Distrito Federal, a ocupação é 5%.  

Ministra forte
Não dão sossego à ministra Tereza Cristina (Agricultura). Além das tentativas de desestabilização do secretário de Assuntos Fundiários, partidos que têm conversado com o presidente Bolsonaro estão de olho no seu cargo. Mas a ministra continua na categoria dos “imexíveis”.

Gastos sem quarentena
Caiu em março, após o início da quarentena, o volume de “ressarcimento de despesas” de deputados federais. Mesmo em casa, suas excelências espetam despesas para o contribuinte pagar: R$8,5 milhões.

Dados importantes
O resultado das ações adotadas pelo governo para minimizar o impacto da pandemia na economia, incluindo coronavoucher, ganhou números. De acordo com o Dataprev, 1,7 milhão de empregos foram mantidos.

Futuro é a gaveta
Conselho Nacional do Ministério Público empurrou para o âmbito regional a investigação do promotor Marcelo Lessa, do Rio, que propôs fazer um cadastro de pessoas que têm opinião contrária ao isolamento, a fim de que venham a ser preteridas no tratamento, caso contraiam coronavírus.

Olho no pé-de-meia
Relatório do Tribunal Superior Eleitoral diz ser “viável” eleição municipal este ano, até em razão das urnas eletrônicas”. Mas a turma está de olho mesmo é no caminhão de gratificações que toda eleição garante.

Os repatriados
Já foram repatriados mais de 3.500 brasileiros em 14 voos fretados, e 2.400 repatriados em 30 ônibus. No total, mais de 15 mil voltaram ao Brasil com ajuda de embaixadas e consulados.

Pensando bem...
...“autogolpe” entrou para as fantasias midiáticas.

PODER SEM PUDOR

Que satisfação!
Quase um ano depois da morte do chefe político nordestino Pedro Badoque, uma comissão de inquérito da ditadura sugeriu o confisco dos seus bens. Ministro da Justiça, Petrônio Portella temia uma injustiça contra a família do morto. Pediu provas. E um atestado de óbito. Dias depois, ele recebeu um ofício da Polícia Federal: “Senhor Ministro, temos a satisfação de encaminhar o laudo cadavérico do sr. Pedro Badoque” etc. Petrônio sapecou um despacho na parte de cima do papel: “Que mórbida satisfação!”

 
 

Com André Brito e Tiago Vasconcelos

 www.diariodopoder.com.br

Felpuda


Apressadas que só, figurinhas tentaram se “apoderar” do protagonismo de decisão administrativa. Não ficaram sequer vermelhas quando se assanharam todas para dizer que tinham sido responsáveis pela assinatura de documento que, aliás, era uma medida estabelecida desde 2019. Quem viu o agito da dupla não pode deixar de se lembrar daquele pássaro da espécie Molothrus bonarienses, mais conhecido como chupim, mesmo. Afe!