Colunistas
GIBA UM

“É só isso aí, uma retórica. As ações jamais foram nesse sentido. Então, eu acho que é um pânico desnecessário”,

do vice-presidente HAMILTON MOURÃO //sobre a carta Em Defesa da Democracia, que ultrapassou 500 mil assinaturas.

Giba Um

02/08/2022 05:00

O Riotur acaba de lançar edital para o réveillon em Copacabana, depois de dois anos em branco por causa da pandemia. Serão 11 horas de programação, em três palcos na areia – e uma atração internacional. 

Mais: a Prefeitura continuará a arcar com o custo da contratação das balsas, onde os fogos de artificio serão lançados. Haverá fogos e shows em mais sete bairros no Rio, com expectativa é receber dois milhões de pessoas.

In – Mingau de tapioca

Out – Mingau de fubá

Sem jeitinho

No lançamento de sua campanha à reeleição, Jair Bolsonaro voltou a falar sobre corrupção: “Não tem jeitinho no nosso governo. Três anos e meio sem corrupção”. A seu lado, estavam o ex-presidente Fernando Collor de Mello, o ex-deputado Valdemar Costa Neto e o ex-governador José Roberto Arruda. 

Os três tiveram complicações com a Justiça e dois foram presos. Mais: de acordo com as pesquisas, 73% do eleitorado vê corrupção no governo Bolsonaro. 

NA PRAIA

Jair Bolsonaro mandou transferir a parada militar de 7 de Setembro da Avenida Presidente Vargas, no centro do Rio, para a praia de Copacabana. O Ministério da Defesa determinou que o desfile de Brasília será de manhã e o do Rio, à tarde. 

O presidente-candidato espera que aconteçam grandes manifestações nos dois locais, mesmo ao lado das paradas militares.

Diversificação

A J&F Investimentos, dona da JBS, quer entrar no setor ferroviário, em mais um passo no processo de diversificação do grupo conduzido pelos irmãos Joesley e Wesley Batista. O objetivo é ter uma logística própria para o escoamento do minério de ferro e do manganês produzidos nas minas compradas junto à Vale, no Mato Grosso do Sul. 

O grupo também quer participar da relicitação da Malha Oeste. Se levar, exigirá um investimento de R$ 15 bilhões. Mais: os irmãos Batista vão partir para aquisição de mais ativos de mineração (a compra das minas da Vale em Corumbá foi só aquecimento).

VIRADA

No governo de Michel Temer, aconteceu uma grande reviravolta nas contas das empresas estatais que saíram de um déficit de R$ 32 bilhões para um superávit de R$ 4 bilhões entre 2015 e 2016. 

Agora, notável resultado obtido pelo conjunto dos grandes grupos de empresas controlados pela União registou um lucro líquido recorde de R$ 187,7 bilhões no ano passado. Os principais responsáveis pelo resultado negativo foram o controle de preço dos combustíveis e energia nos governos Lula e Dilma.

Viola no saco

O candidato à Presidência Ciro Gomes (PDT) participou de um evento na Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), em Brasília, na semana passada, quando afirmou que não irá mais disputar o Planalto caso não consiga vencer. 

“Esta é a razão pela qual eu, pela quarta vez, tento ser presidente do Brasil. Claro que desta vez chega. Porque, se eu não ganho agora, vou botar a viola no saco, porque eu virei o grilo falante, o chato, o destemperado, porque falo números”.