Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

CLÁUDIO HUMBERTO

“Eu não tenho como fazer a campanha que eles merecem”

Presidente Jair Bolsonaro, ao explicar que “campanha é fazer caminhada, carreata, participar de debates, comícios”
15/11/2020 09:48 - Cláudio Humberto


‘Raposas’ tomam conta do ‘galinheiro’ das agências

A ideia de criar agências reguladoras foi pelo ralo, nos governos do PT, quando lobistas e políticos passaram a indicar seus representantes para direção nas agências. Hoje, a frase “raposa tomando conta do galinheiro” ganhou significado ao menos em 20% das agências. É o que impede, por exemplo, a venda direta de etanol aos postos, é o que cria mentiras para justificar cobrança de bagagem em aviões ou torna os planos de saúde no Brasil os mais caros do mundo. As empresas é que ditam decisões. 

Sem intermediários

O auge do “aparelhamento” se deu quando uma empresa de “assessoria” a planos de saúde indicou um diretor da ANS, que regula o setor.

QI era a regra

Levantamento do Sinagências revelou que, entre 2010 e 2018, 55% dos diretores eram indicados políticas. Esse quadro mudou.

 

Mais que o triplo

Apenas 13% dos diretores no período estudado eram servidores de carreira das agências reguladoras. Esse número já subiu para 40%.

 

Era dos conchavos

Além dos 40% de servidores das agências, outros 26,6% são servidores de outros órgãos. Somados, perfazem o dobro do observado na era PT.

 

Na CPI das Fake News, fake mesmo é o trabalho 

Prorrogada por tempo indeterminado por Davi Alcolumbre, presidente do Senado, a CPMI das Fake News fez apenas uma sessão de votações, em 2020. Também não realiza reuniões, nem mesmo virtuais, desde março. Mas a senadora Lídice da Mata (PSB-BA), presidente, garante que a comissão trabalha. Na última semana anunciou que o grupo “conversa” com o Tribunal Superior Eleitoral e “acompanha” as eleições.

 

Espada de Dâmocles

A CPMI das Fake News se reuniu no primeiro dia de trabalho no Congresso, 5 de fevereiro, para realizar votações. Desde então, nada.

 

Só verdades

A última vez que a comissão realizou uma sessão (apenas de discussão) foi em 4 de março. Em abril, ganhou a primeira prorrogação.

 

Interesse é outro

Os membros da CPMI apresentaram 219 requerimentos este ano, quase todos até agosto, início da campanha eleitoral. De lá para cá, só cinco.

 

Em banho-maria

Está em banho-maria o projeto de diplomatas que planejavam convencer o vice Hamilton Mourão a convidar a vice-presidente eleita dos EUA, Kamala Harris, a visitar a Amazônia. Bolsonaro precisa aprovar antes.

 

Checadores de folga

“Verificadores” de fake news ignoraram postagem do ex-presidiário Lula, que pediu voto dizendo que em “12 anos (sic) de PT” gerou 22 milhões de empregos e que Temer e Bolsonaro desempregaram 14 milhões. Ignorou os 11,4 milhões de desempregados da “pandemia Dilma”.

 

Mentira petista pode?

Em dezembro de 2014, o desemprego era de 4,3% (PNAD). Em junho de 2016 já havia quase triplicado para 11,8%, quase a igual a taxa entregue por Michel Temer a Jair Bolsonaro, em janeiro de 2019.

 

História de luta

O Programa Nacional do Álcool (Proálcool) completa 45 anos neste fim de semana, mas ainda enfrenta dificuldades para se consolidar como “a” solução brasileira de combustível renovável. Os inimigos da vez, agora, são as distribuidoras de combustível, um atraso na vida do produtor.

 

Adorador de feriado

O deputado Luiz Teixeira Jr. (PP-RJ) quer criar por lei um feriado nacional em 5 e 6 de julho de 2021 por causa do... coronavírus. A ideia é repor as datas comemorativas e festivas que o vírus impossibilitou.

 

Dica de minissérie

A minissérie “Sleepers”, da HBO, sobre o final do regime comunista da então Tchecoslováquia, deveria ser vista pelos que acreditam na divisão do mundo entre direita e esquerda. Mostra a ação da StB, sua polícia política, criminosa e cruel. Na ditadura, direita e esquerda são siameses.

 

Alívio de fim de ano

As demissões durante a pandemia associadas à reabertura do comércio resultarão em alta histórica nos empregos de fim de ano. Associação de trabalhadores temporários prevê alta de 28% e mais de 300 mil vagas.

 

Carangas novas

A Polícia Federal anunciou a compra de 509 novas viaturas “semi-blindadas”. São Chevrolet Blazers, Toyota Corollas, e Ford Rangers que começarão a ser distribuídas entre as superintendências regionais.

 

Pergunta na OMS

A China encontrar coronavírus em embalagens brasileiras conta como devolução?

 

PODER SEM PUDOR

Pimenta malagueta

Logo que assumiu o governo paulista, o sempre esquecido Franco Montoro, espécie de Joe Biden do seu tempo, fez a defesa de mudanças no IVC (finado Imposto sobre Vendas e Consignações), durante uma solenidade. Queria referir-se ao ICMS. Mas ninguém conteve as gargalhadas quando resolveu saudar um ilustre visitante: “Seja bem vindo, deputado Pimenta do Reino!” Era o deputado Pimenta da Veiga (MG), como ele, fundador do PSDB.

 
 

Felpuda


Embora tenha manifestação de que não haverá mudanças na administração municipal que se iniciará dia 1º de janeiro, o que se ouve por aí é que a realidade não seria bem assim.

Alguns setores deverão passar por alterações, como forma de se azeitar engrenagens que estariam deixando a desejar. 

O Diário Oficial, a partir daquela data, deverá ser a publicação mais lida a cada manhã.