Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CLÁUDIO HUMBERTO

“Eu vejo esse governo um pouco insolente”

Ex-presidente FHC voltando a dar palites sobre a política brasileira
02/07/2020 05:00 - Cláudio Humberto


Eu vejo esse governo um pouco insolente”

Ex-presidente FHC voltando a dar palites sobre a política brasileira

ANP adia venda direta para atender atravessadores 

O presidente Jair Bolsonaro até comemorou, com um post, a publicação nesta quarta-feira (1º) da resolução do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) autorizando a venda direta de etanol aos postos, sem passar pelas distribuidoras, que têm papel meramente atravessador no mercado de combustíveis. O problema é que a Agência Nacional do Petróleo (ANP) precisa regulamentar a decisão. Mas, sob suspeita de submissão às ricas distribuidoras: decidiu analisar o tema só em outubro.

Resposta vaga

Indagada ontem sobre por que adiar a regulamentação da venda direta por 4 meses, a ANP respondeu com um vago “os estudos continuam”.

Cartas marcadas

A ANP informou que em janeiro realizou workshop sobre venda direta com “agentes de mercado”, e só citou distribuidoras na confraternização.

Alô, MPF; alô, PF

Essa relação da ANP deveria ser investigada. Desse casamento suspeito nasceu o “cartório” obrigando as usinas a trabalhar para distribuidoras.

Direito negado

A Constituição garante a livre concorrência, mas a regra não vale para usinas, obrigadas pela a ANP a entregar todo o etanol às distribuidoras.

Ecad terá que explicar cobrança extra por ‘lives’

A manobra do Ecad para faturar em dobro com o sucesso das “lives” na pandemia chamou atenção da Secretaria de Cultura, que vai notificar a entidade a explicar o embasamento legal utilizado para fazer a cobrança, considerada abusiva, bem como os critérios que definem os percentuais cobrados. Como não há lei que defina a classificação das lives, a suspeita é que a entidade tenha avançado além de suas competências.

Pós-CPI

O ofício tem origem no Departamento de Registro, Acompanhamento e Fiscalização, criado após a CPI do Ecad para ficar de olho na entidade.

Dinheiro não falta

O Ecad já fechou gordos acordos com plataformas populares como YouTube, Facebook, Spotify etc e recebe milhões pelo uso das músicas.

Analogia do lucro

A manobra consiste em cobrar, segundo o Ecad, 5% do valor bruto dos patrocínios das lives, como acontece em shows com público pagante.

Delegacia permanente

O ministro Alexandre de Moraes vai manter a “espada de Dâmocles” do inquérito das “fake news” sobre a cabeça de parlamentares, blogueiros e críticos do Supremo etc. Deveria ofializar de uma vez a DP do STF.

Estabilização trepidante

O ministro Dias Toffoli acha que o STF é “elemento estabilizador da ordem política”. Não deve ter visto os colegas como Celso de Mello e Alexandre de Moraes se revezando na pancadaria contra Bolsonaro.

Doutor em malfeitorias

Faz sentido o reitor da Universidade Nacional de Rosário, na Argentina, negar título de doutor ao ex-ministro Carlos Decotelli e o conceder a Lula. Condenado duas vezes, o petista se revelou doutor em corrupção e lavagem de dinheiro. E ainda tem mais sete processos pela frente.

Tarefa partidária

Quase diariamente, a comissária de Direitos Humanos da ONU em Genebra, Michelle Bachelet, é pautada pela própria assessoria, ligada a ativistas brasileiros, para criticar o governo do Brasil a qualquer pretexto.

De barriga cheia

Apesar das trocas de farpas entre o presidente Bolsonaro e João Doria (PSDB), dos R$45 milhões destinados ao saneamento básico de 20 estados, São Paulo vai receber a metade: R$22,5 milhões.

Secretário voador

O secretário estadual de Saúde de São Paulo, José Henrique Guermann, mostrou-se ontem desinformado sobre ações do próprio governo João Dória contra o covid-19. Disse à Rádio Bandeirantes, por exemplo, que começariam ontem as multas aos sem-máscara. Só que não: é hoje.

Boa perspectiva

O primeiro semestre terminou e a alta no número de mortes diárias por coronavírus também. Segundo o Worldometer, já são 800 mil curados e as curvas de novas curas e novos casos estão cada vez mais próximas.

Agora ficou sério

O protesto com ameaça de greve geral dos entregadores de aplicativos preocupou, principalmente, os que defendem isolamento, apoiados na comodidade de ter o dinheiro na conta e poder comprar tudo pelo celular.

Pensando bem...

...era mais fácil ir direto ao assunto e prorrogar o inquérito das fake news até 1º de janeiro de 2023.

PODER SEM PUDOR

Um incorrigível abstêmio

Corria célere a sucessão em Minas Gerais para escolher o substituto do governador Olegário Maciel, que morrera afogado numa banheira do Palácio da Liberdade. Eram candidatos Virgílio de Melo Franco, Gustavo Capanema e Antônio Carlos, mas certo dia Getúlio chamou um modesto dentista do interior de Minas, Benedito Valladares, e o convidou para o cargo, recomendando completo sigilo sobre o convite. Mas ao chegar em casa Benedito Valladares desabafou com a mulher: “Getúlio convidou-me hoje para ser o governador de Minas.” E d. Odete, cética: “Mas, Benedicto, você não havia me prometido nunca mais beber?”

 
 

___

Com André Brito e Tiago Vasconcelos

www.diariodopoder.com.br

Felpuda


Figurinha carimbada ganhou o apelido de “biruta”, instrumento que indica direção do vento e, por isso, muda constantemente. Dizem que a boa vontade até existente ficou no passado, e as reclamações são muitas, mas muitas mesmo, diante das decisões que vem tomando a cada mudança de humor do eleitorado. Como bem escreveu o poetinha Vinicius de Moraes: “Se foi pra desfazer, por que é que fez?”.