Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

GIBA UM

“Infelizmente, o Brasil está pagando caro pelas palhaçadas de seu presidente e as coisas estão piorando rápido”

de GIDEON RACHMAN // colunista do Financial Times, acrescentando que o populismo de Bolsonaro leva o país ao desastre
28/05/2020 06:00 - Giba Um


“Infelizmente, o Brasil está pagando caro pelas palhaçadas de seu presidente e as coisas estão piorando rápido”,  
de GIDEON RACHMAN // colunista do Financial Times, acrescentando que o populismo de Bolsonaro leva o país ao desastre.

Os brasileiros têm priorizado o pagamento de contas básicas. Segundo pesquisa da Boa Vista, em primeiro lugar, 72% citam a luz, seguida pela água (63%), TV a cabo/ internet (42%) e gás (40%).  

Mais: em segundo lugar, plano de saúde e aluguel (33% cada), condomínio na sequência (25%) e educação (19%). Em terceiro, cartão de crédito (13%), financiamentos (8%), empréstimos e crediário (1%).

 
 

Aniversário Duplo

A revista Essence Magazine, publicação norte-americana destinada a mulheres afro-americanas, está comemorando 50 anos. E para capa de aniversário nada melhor que uma aniversariante que também completou 50 anos (dia 22), Naomi Campbell. O desafio era como fotografar a super modelo neste tempo de pandemia e isolamento social. Naomi não encarou o desafio em produzir as próprias fotos pelo seu celular. Se maquiou, produziu e escolheu os cenários para as fotos, que foi aplaudida por toda equipe da revista.  A modelo se sentiu lisonjeada. “Estamos enraizados no conhecimento e na criatividade e continuamos a retomar o controle total de nossas narrativas. Nós sairemos disso mais fortes do que nunca. Feliz aniversário Essence Magazine. Enquanto nós dois viramos o século juntas”.

Festival de processos

Abraham Weintraub, ministro da Educação, está processando no Rio, o youtuber Felipe Neto. Trata de postagens feitas por Felipe sobre o Enem e exige, no mínimo, R$ 5 mil de indenização, além da retirada das postagens e direito de resposta. O processo é apenas uma sopa de letrinhas do que Weintraub vai enfrentar no processo aberto pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo, que prevê, injúria, difamação e Lei de Segurança Nacional, um verdadeiro festival. Enquanto Weintraub quer colocar na cadeia ministros do STF, o Brasil chegou à marca de 100 universidades fechadas em 2019. Na semana passada o Conselho Nacional de Educação selou o descredenciamento, em uma só leva, de 23 instituições de ensino superior. E já há mais cinco novos pedidos de fechamento no CSE.

 
 

Jamais aceitaria

A atriz e apresentadora do programa Na Lata no YouTube, Antônia Fontenelle, mais uma vez gerou polêmica, ao desancar o jornalista José Luiz Datena, depois que ele disse que não iria mais entrevistar o presidente Bolsonaro (que chamou a imprensa de “pulhas”), depois de defender várias vezes o Capitão. “O que vai ser do presidente se você não vai mais entrevistar ele? Ah, Datena, me poupe”. Mais: o seu nome teria sido cogitado para assumir a Secretária da Cultura no lugar de Regina Duarte e ela foi direta: “Pro deboche dessa notícia ficar completa, faltou o Tiririca e a Inês Brazil. Eu jamais aceitaria o cargo por ter a plena consciência da minha incapacidade, afinal precisamos tirar a cultura de um país do CTI. Mas devo acrescentar que se o presidente errar mais uma vez na sua escolha colocando alguma marionete na pasta, vou ter que me opor e vou pro front e brigar pelo que é certo posso lhes afirmar que é minha especialidade, espero que não seja necessário”.

Crime, não

O ex-deputado Roberto Jefferson, presidente do PTB, afirmou que seu celular não foi apreendido pela Polícia Federal em cumprimento a mandado de busca e apreensão no inquérito da fake news pelo simples fato de que o aparelho estava na casa da sogra, porque ele tinha esquecido lá por causa de uma visita no um dia anterior. E afirmou: “Não vou entregar meu celular. Pelo meu celular que falo com todo mundo, não tem crime nenhum”.

In – Rolo de maçã com canela
Out – Rolo de goiabada

 
 

Tsunami

O padrinho político de Wilson Witzel, governador do Rio, foi Flávio Bolsonaro, filho do presidente. Agora, o STJ deflagrou operação contra Witzel, acusado de desviar dinheiro da saúde. Irritado com a operação (acusou Bolsonaro de estar por trás de tudo), disse que Flávio, acusado de “rachadinha” e enriquecimento ilícito, “já deveria estar preso”. O filho do presidente chamou o governador de corrupto e avisou que ele seria atingido por “um tsunami que está vindo” (já começou). Enquanto isso, o Rio registra quase 300 mortes pelo coronavírus um recorde desde o início da pandemia.

Cotado

Nas últimas semanas, Jair Bolsonaro teve 14 reuniões com o deputado Fábio Faria (PSD-RN). Ele lidera essa lista de conversas pessoais com figuras aliadas, mas que não pertencem diretamente ao governo. Faria está cotado para assumir o Ministério da Ciência e Tecnologia no lugar do astronauta Marcos Pontes. Gilberto Kassab, meio dono do PSD, também está cotado par ao mesmo cargo. Na lista de reuniões com o pessoal de seu ministério, o campeão com 112 encontros no gabinete é Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria do Governo. Supera até Paulo Guedes, com 34 reuniões.

SEQUELAS

Ainda a discutida e escatológica reunião ministerial de 22 de abril: o Ministério Público Federal agora quer solicitar à Polícia Federal os registros das “15 armas” que o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, disse ter em casa. Há quem aposte que ele já sumiu com quase todas elas e se investigado, dirá que se tratou de “um exagero de eloquência”.

Delírio

 Para quem não sabe, Nestor Forster foi quem apresentou Ernesto Araújo a Olavo de Carvalho, que fez dele ministro das Relações Exteriores. Ele venceu a concorrência de Luis Fernando Serra, chefe da missão em Paris. Há dias, o Le Monde publicou um editorial desancando Bolsonaro e Serra ficou indignado. Escreveu ao diário francês dizendo que os governadores só teriam decretado medidas de isolamento “para derrubar os excelentes indicadores econômicos apresentados pelo governo Bolsonaro em 2019”.

AMEAÇA

Corre no Itamaraty a informação de que o Paraguai possa romper relações com Taiwan, abrindo caminho para o restabelecimento dos laços com a China. A medida seria motivada pela pressão do agronegócio local, notadamente dos grandes frigoríficos, que querem retomar exportações para o mercado chinês. Consumado, teria impacto comercial para o Brasil. O Paraguai voltaria ao game para disputar fatia da demanda chinesa por proteína animal.

Repetindo Dilma

A desoneração da folha prestes a ser prorrogada pela Câmara até dezembro há uma obsessão de Paulo Guedes. Contudo, não há qualquer garantia de que ela atingirá seu maior propósito: gerar empregos. Faltam contrapartidas para concessão de benefício, ou seja, a obrigatoriedade das empresas de expandir ou manter os postos de trabalho. Traduzindo: é grande o risco de Guedes repetir o fracasso de Dilma. Ela desonerou a folha de 57 setores da economia (ele quer apenas 17), com resultados pífios.

Imprudência

Levantamento feito pela Vigitel mostrou que um a cada 10 motoristas (11,4%) reconhece que dirige sob efeito de bebidas alcoólicas no Brasil. A incidência  é maior entre jovens de 15 a 39 anos do sexo masculino. O índice de mulheres que dirigem sob efeito do álcool é menor  6,3%. As maiores prevalências de associação álcool-direção entre as capitais brasileiras foram notadas em Teresina (24,1%), Palmas (20,3%) e São Luís (20,1%). E as menores foram ressaltadas em Recife (5,7%), Vitória (6,0%) e Rio de Janeiro (7,6%). O levantamento mostra ainda que um quinto dos motoristas usam o celular enquanto estão dirigindo (homens 19,6% e mulheres 18,8%). As capitais que apresentam maior uso de celular na direção, são Belém (24%), Rio Branco (23,8%) e Cuiabá (23,7%). O menor índice do celular em direção é observado em Salvador (14,1%), Rio de Janeiro (17,1%) e São Paulo (17,2%).

ALERTA

Cientistas e médicos estão com o pé atrás a respeito do uso da cloroquina no tratamento da Covid-19. Eles alertam que não existe comprovação da eficiência. E isso pode se confirmar porque quem lançou que a cloroquina era eficaz em combate ao vírus foram os Estados Unidos que já tem quase dois milhões de infectados e mais 365 mil mortes que está no topo da lista. E quem também aposta na eficácia do medicamento é o Brasil que já é o segundo país com mais infectados quase 400 mil e quase 26 mil mortos.

MISTURA FINA

  • O PIB do segundo trimestre deste ano deve mostrar queda em magnitude sem precedentes, refletindo, em sua totalidade, o impacto das políticas de quarentena nos setores da economia. Segundo a estimativa mediada de 39 analistas, a economia brasileira vai afundar 11,1% em relação ao primeiro trimestre, a comparação dessazonalizada.  
  • A ORGANIZAÇÃO Pan-americana de Saúde estima em 88 mil o número total de mortos por Covid-19 que deverão ser registrados no país até agosto. Rio, Nordeste e interior de São Paulo aumentarão muito o número de óbitos.
  • DADOS recentes sobre a evolução dos casos do Covid-19 no Rio acenderam o sinal de alerta para a possibilidade do Estado estar se aproximando das estatísticas de São Paulo, até o momento o epicentro da pandemia do país e com uma população 2,7 vezes maior do que a fluminense.
  • O MISSIONÁRIO RR Soares não é do Centrão, mas deve emplacar um nome no Ministério da Cidadania, de Onyx Lorenzoni. Muito provavelmente na Coordenação Geral da Convergência das Políticas de Cidadania. Quem viver, verá.
  • O GOVERNO traçou diretrizes para discutir como serão pagos os impostos que deixaram de ser recolhidos nos meses de abril, maio e junho devido à pandemia. O primeiro é que esse é um debate para a fase de rescaldo da crise. O segundo é que o socorro, se houver, será em âmbito de reforma tributária. Com essa estratégia a ideia é atrelar um novo Refis na reforma econômica.
  • JAIR Bolsonaro está disposto a estender o benefício do auxílio emergencial, provavelmente até o final do ano. Mas considera muito baixo o valor de R$ 200 proposto pela equipe econômica. Quer R$ 400 e Paulo Guedes quase infarta. Diz que não tem de onde tirar.
  • A MINISTRA Tereza Cristina, da Agricultura, já foi avisada: dois diretores da Conab serão despejados para dar lugar a um indicado pelo PTB, de Roberto Jefferson e outro pelo PL, de Valdemar Costa Neto.
  • PROFISSIONAIS da área de saúde, notadamente do Rio de Janeiro, estão se mobilizando para promover um tuitaço com os nomes das vítimas do coronavírus em todo o país, em repúdio ao presidente Jair Bolsonaro e sua cruzada contra o isolamento social.

Felpuda


Nos bastidores, conversas, ou melhor, quase sussurros, dão conta de que compromisso assumido teria prazo de validade se acontecer a vitória de aliado.

A partir de então, o papo passaria a ser bem, mas bem diferente mesmo, pois, com acordo cumprido, novos objetivos passariam a ser fonte dos desejos, e sem nenhuma moeda de troca.

No caso, não haveria mais sequer um fio de bigode. Tipo, cada um na sua.