Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

GIBA UM

“Já, já o lobo guará vai se aposentar”

do ministro PAULO GUEDES // sobre a nova nota de 200 reais, na audiência pública na Comissão Mista do Congresso
06/11/2020 05:00 - Giba Um


Já, já o lobo guará vai se aposentar”, do ministro PAULO GUEDES // sobre a nova nota de 200 reais, na audiência pública na Comissão Mista do Congresso.

Há alguns dias, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, anunciou que a ponte de 14 km ligando a cidade de Porto Alegre à vizinha Guaíba deverá estar pronta e liberada para uso até dezembro. 

Mais: só que, até agora, não se sabe o que o governo fará com os mais de 200 moradores de uma comunidade localizada às margens do Rio Guaíba, que impede a construção total da ponte.

In – Verão: coral

Out – Verão: cinza

 
 

Continua brilhando

Afastada da TV desde 2018, onde interpretou Luz em O sétimo guardião, Marina Ruy Barbosa, 25 anos, continua brilhando. Sua presença na publicidade é uma das mais solicitadas. Em breve ela estará na nova campanha da Valisere e deu uma amostra do trabalho no Instagram. 

Além da Valisere, Marina é garota- propaganda de outras marcas como Eudora, Renault, Pantene, Colcci, Vivara, Yves Saint Laurent e Dior. 

Mais: na pandemia ela lançou a grife Ginger com roupas sustentáveis, feitas de papel semente (um papel reciclado, ecológico e artesanal que pode ser plantado para se tornar, por exemplo em cenouras). 

Agora ela aparece numa matéria especial da revista Forbes Brasil, onde conta um pouco sobre sua trajetória como empreendedora da grife, que é a realização de um sonho. E revela: “Desde que eu tinha 12 anos, eu sabia que, se um dia tivesse uma marca, ela se chamaria Ginger”.

Contra a homofobia

ONGs voltadas à defesa da identidade de gênero, como a Associação Nacional dos Travestis e Transexuais (Antra) e o Grupo Gay da Bahia, estão cobrando do ministro da Justiça, André Mendonça, que o governo apresente ao Congresso um pacote anti-homofobia, com leis e penas mais rigorosas para crimes dessa natureza. 

No ano passado, a causa LGBT teve uma vitória com o STF equiparando atos homofóbicos a crimes de racismo. Até que parlamentares venham a aprovar uma legislação específica, a medida tem mais efeito simbólico do que prático. 

Os ativistas querem punições mais duras contra atos de homofobia (hoje, a pena da discriminação é de três a cinco anos de detenção) por acharem que eles são a “porta de entrada” para violência física e até assassinato.

 
 

Nova virada

A modelo Andressa Urach, 33 anos, mais uma vez dá uma virada em sua vida. A primeira foi em 2015 quando a então ex-dançarina virou evangélica, após ficar dias internada devido às infecções hematológicas decorrente do uso de hidrogel e PPMA e quase morrer. 

No mesmo ano lançou sua biografia Morri para viver. Em agosto desse ano 2020, lançou-se como cantora gospel, e por causa disso começou a ser altamente criticada pela Igreja Universal, onde pretendia se tornar pastora. 

Em suas redes sociais revelou que está se afastando da igreja e que solicitou devolução dos dízimos que doou ao longo do tempo na instituição.

Piadas

Os ativistas sabem com quem estão lidando. O próprio presidente Bolsonaro, vira e mexe, solta piadas de gosto duvidoso de cunho homofóbico. 

Mais: o Planalto é contra a decisão proferida pelo STF e em outubro a AGU pediu esclarecimento ao Supremo se a criminalização da homofobia atinge a liberdade religiosa. Os ativistas acham que é uma manobra do governo para cercar áreas de escape para que os atos, quando enquadrados como “liberdade religiosa” sejam criminalizados. 

Agora ONGs preparam uma campanha para dar visibilidade às estatísticas a respeito de homicídios de transgêneros. A Antra informa que entre janeiro e agosto deste ano 129 pessoas foram assassinadas no Brasil. 

Esse volume de homicídios significa um aumento de 70% em relação a igual período de 2019. Em oito meses, o país já bateu o total de assassinatos de transexuais registrado no ano passado (124). 

O Brasil lidera o ranking mundial de homicídios de trans e travestis no mundo. A brutalidade é ainda maior quando a homofobia se junta ao racismo. Mais de 80% dos transgêneros mortos são negros.

 
 

Segunda

Eike Batista teve homologada pelo STF a delação premiada que prevê a devolução de R$ 800 milhões aos cofres públicos como compensação aos crimes confessados. Esta é a segunda delação de maior valor individual fechada pela PGR. 

A primeira havia sido do fundador da antiga Hypermarcas, João Alves Queiros Filho, o Junior, de R$ 1 bilhão, também já homologada pelo Supremo. No acordo, Eike cumprirá um ano em regime fechado, um ano em regime fechado domiciliar e dois anos em regime semiaberto.

Reforma

Até líderes governistas que não integram o centrão admitem ser preciso ajustar o ministério ao novo desenho da base parlamentar do governo. Há dúvidas se Bolsonaro vai adotar o “presidencialismo de coalização” como todos seus antecessores. 

Mas, a reforma já começa a ser pensada para ser executada em janeiro. Quem fica: ministros da Casa Civil, Agricultura, Economia, Infraestrutura, Defesa, GSI, Relações Exteriores e outros poucos. As demais pastas serão negociadas com o pessoal do centrão.

AUXÍLIO-SOLIDÃO

Um sindicato que atua em empresas ferroviárias tentou emplacar na Justiça do Trabalho, em Minas e Espírito Santo, mais um penduricalho para juntar ao anedotário nacional como ao “auxílio-babá”, “auxílio-peru” e similares: pretendia a criação de um “auxílio-solidão”. 

A ideia era garantir o pagamento do adicional de 18% do salário para maquinistas ferroviários. Não deu certo.

Operação-tartaruga

Grandes exportadores brasileiros têm cobrado do ministro Paulo Guedes que o Ministério da Economia entre em campo para solucionar a lentidão do governo argentino a expedição de guias de importação de produtos brasileiros. 

Em alguns casos, o procedimento levava menos de uma semana; agora, estica até um mês. O governo de Alberto Fernández estaria conduzindo uma espécie de operação-tartaruga na autorização das importações para frear a escassez de dólar no país.

DEMITINDO

O presidente da Conab, Guilherme Soria Bastos Filho, decidiu demitir 63 funcionários com mais de 75 anos e que recebem aposentadoria do INSS. 

Apesar de não haver quaisquer justificativas para extinguir o contrato de trabalho, ele se apoiou na regra da aposentadoria compulsória de servidores e deixou explícita a crueldade já no primeiro item da resolução: não haverá pagamento de multas rescisórias como 40% do FGTS e aviso prévio. 

Armas

Os candidatos da disputa municipal de São Paulo estão mirando suas armas em todas as direções já que as pesquisas mostram um cenário indefinido, mesmo com a vantagem mínima de Bruno Covas. O principal alvo é Guilherme Boulos, do Psol, que vem crescendo a cada pesquisa. 

Por isso seus adversários tratam de lembrar que muitos moradores do edifício Wilton Paes de Almeida, no Largo do Paissandu que pegou fogo e desabou em 2018, disseram que Boulos cobrava taxas, como um aluguel para os ocupantes do prédio que era ocupado irregularmente desde 2003.

Combate

O mundo foi surpreendido pelo coronavírus e, sem saber como lidar com vários sintomas, viu a média diária de mortes disparar até 7.027, cerca de 10% da média de 70 mil casos. A proliferação da doença e o aumento da testagem levaram a média a subir 564%, superando 500 mil casos diários. 

Mas a experiência adquirida por profissionais de saúde no combate à pandemia e busca incansável por novos tratamentos reduziram a mortalidade a 1,32% enquanto a vacina não chega. 

Segundo o Worldometer, a taxa de recuperados em abril chegou a 77,5% e só subiu desde então, atingindo agora o limite de 96,56% nesta semana.

VENCENDO

No Brasil, a maior média de casos foi de 46.263 e óbitos de 1.097, ambas no fim de julho. Atualmente, caíram para 20.379 e 360, respectivamente. A média móvel de mortes segue a tendência de baixa no Brasil e caiu para 360, segundo dados do Worldometer. 

É a primeira vez que fica abaixo de 400 e é a menor média em mais de seis meses.

MISTURA FINA

PAULO Guedes é o maior entusiasta no governo da proposta de eliminar a meta de proteção de 100% das terras indígenas no país. Guedes prega que o Estado gasta muito dinheiro para cumprir uma obrigação inexequível. Para o ministro, “essa história de matar índios e queimar florestas é um exagero”.

AUGUSTO Aras até deve aceitar o pedido de prorrogação da Operação Greenfield, prevista para terminar em dezembro. Só que não está disposto a ceder mais procuradores como também solicitou o comando da força-tarefa. À propósito, Aras não tem a menor simpatia por forças-tarefas.

23 projetos para ajudar no combate à pandemia, já aprovados pela Câmara, mas que ainda aguardam análise do Senado para virar lei. E há outros 62 que já viraram lei, metade deles propostos pelo governo.

O SECRETÁRIO Especial da Desestatização, Desinvestimento e Mercados, Diogo Mac Cord, quer reprivatizar as raspadinhas da Lotex até março. Na Caixa Econômica ninguém mais acredita no projeto depois que a italiana IGT e a americana SGI, vencedoras do leilão de 2019 desistiram da operação.

DEPOIS de Jair Bolsonaro, o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, é o principal interlocutor do governo com o senador Márcio Bittar, relator da proposta orçamentária para 2021. Paulo Guedes tem que se conformar com a terceira colocação nesse ranking.

INDEPENDENTE dos resultados nas eleições presidenciais norte-americanas, o país já está em comemoração. Tudo porque a taxa de votação deverá bater recorde. Estima-se que 157 milhões de pessoas votaram nesta disputa eleitoral. A taxa de participação representa 65,7% dos eleitores é a maior desde 1908 (65,5%). Em 2016 a taxa de votação foi 60,1%. Vale lembrar que nos Estados Unidos o voto é facultativo.

O PRESIDENTE Jair Bolsonaro é claramente torcedor de Donald Trump nas eleições presidenciais. Mas vendo que o “amigo” está cada vez mais longe de uma possível reeleição já avisou que irá parabenizar Joe Biden quando o resultado oficial for anunciado.

DEVIDO a pandemia a Globo tomou uma decisão importante para preservar a saúde dos funcionários da emissora: cancelou a edição deste ano do Troféu Melhores do Ano. A premiação do programa de Fausto Silva é entregue desde 1995.

Felpuda


Embora tenha manifestação de que não haverá mudanças na administração municipal que se iniciará dia 1º de janeiro, o que se ouve por aí é que a realidade não seria bem assim.

Alguns setores deverão passar por alterações, como forma de se azeitar engrenagens que estariam deixando a desejar. 

O Diário Oficial, a partir daquela data, deverá ser a publicação mais lida a cada manhã.