Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

GIBA UM

“Não estou aqui para dizer: “Presidente, muda seu jeito de ser”. Não adianta. Ele tem 65 anos”

de HAMILTON MOURÃO, vice-presidente, garantindo que é impossível mudar o comportamento de Bolsonaro
31/03/2020 05:00 - Giba Um


“Não estou aqui para dizer: “Presidente, muda seu jeito de ser”. Não adianta. Ele tem 65 anos”,  
de HAMILTON MOURÃO // vice-presidente, garantindo que é impossível mudar o comportamento de Bolsonaro.

O CNJ abriu licitação para comprar café para si, STJ e TSE. Quer comprar 2,3 toneladas de café e 2,2 toneladas de açúcar para abastecer somente CNJ por um ano.  

Mais: somados as três casas (CNJ,  STJ e TSE) consomem, anualmente, mais de 18 toneladas de café e 12 toneladas de açúcar, custando R$ 350 mil para os três órgãos.

 
 

Estoque de doce

Apesar da quarentena provocada pelo Coronavírus, as mais importantes revistas continuam em pleno vapor, até porque muito conteúdo é feito com antecipação. A Vogue Coreia por exemplo, traz na capa e no recheio fotos provocantes e sensuais de Bella Hadid, 23 anos, a nona modelo mais bem paga do mundo (US$ 6 milhões) que já usou suas redes sociais para pedir para as pessoas ficarem em casa. Em um dos posts pediu também para que as pessoas não comprem em exagero e brincou “Em quarentena só não pode faltar doces, chocolates e balas”, e garantiu que já tinha seu estoque antes do isolamento. Numa fase solteira depois de um relacionamento ioiô de quatro anos com The Weeknd garante que agora vai se focar mais na carreira, mas não descarta nova reconciliação.

Cheiro de Pólvora

No início dos anos 60, jornais viviam antecipando que “havia um cheiro de pólvora no ar”. Significava que as Forças Armadas estavam se movimentando. Não seria demais repetir agora o mesmo mote. Preocupada com a reação de Bolsonaro ao coronavírus, ilustrada por diversas manifestações dele que beiram a insanidade, a cúpula militar acende o alerta e mesmo alguns não gostando da ideia, sinaliza todo apoio ao vice Hamilton Mourão. Ele, do seu lado, vai se preparando, voltando a aparecer em entrevistas e nos eventos anti-coronavírus de Brasília, especialmente onde Bolsonaro estiver. Dentro desse alerta, sucedem-se em Brasília, encontros das Forças Armadas para discutir cenários de médio e longo prazo sobre um possível afastamento do Presidente, “sempre um trauma”, como diria Michel Temer. A possibilidade da saída imediata é remota. Em caso de impeachment, Mourão assume (e Bolsonaro tem acompanhado seus movimentos). Só que ainda não é o caso: a saída poderia ser a renúncia. E ele, por sua vez numa conversa: “Jamais trairia meus 67 milhões de votos”.  

 
 

Evolução pessoal

A atriz Antônia Morais, 27 anos, estava pronta para começar a gravar a novela Gênesis na TV Record, onde viverá a Azenate que teve as gravações adiadas por conta do coronavírus. Solteira, depois de um namoro de quatro anos com o ator Wagner Santisteban, garante que está mais ligada à espiritualidade e aproveitando o  momento de isolamento para sua evolução pessoal. “Estou reencontrando ainda a minha individualidade, mas está sendo muito prazeroso. É como se estivesse redescobrindo várias coisas da vida. Estou compondo, escrevendo, lendo, pintando, pensando.... Acredito que a melhor forma de manter a mente sã é trazer toda essa inquietude e incerteza que estamos vivendo para a arte”.

Outro round

A cúpula das Forças Armadas e até grande parte do Ministério, incluindo alguns dos militares em comando de Pastas, ficaram entre atônitos e constrangidos por nova frase dita em público por Bolsonaro, na semana passada: “Alguns vão morrer? Vão morrer, ué, lamento. Esta é a vida, é a realidade. Nós não podemos parar a fábrica de automóveis porque tem 60 mil mortes no trânsito por ano, está certo?”.

In – Sombra glossy
Out – Sombra em pó

 
 

Com Crivella  

Agora, depois de Carlos Bolsonaro e de sua mãe Rogéria Bolsonaro (ela vai concorrer à vereadora no Rio) também o senador Flávio Bolsonaro se filia aos Republicanos, partido do prefeito do Rio Marcelo Crivella que vê nessa transposição grande chance de ser reeleito. Falta o deputado Eduardo Bolsonaro, que está negociando. Crivella, do seu lado, trata de fazer fotos ao lado de todos.

Contra-ataque

Luiz Henrique Mandetta, da Saúde levantou a voz com Bolsonaro em reunião ministerial: “Se morrem mil pessoas, será o equivalente à queda de quatro Boeings”. Augusto Heleno apareceu na reunião, quebrando seu isolamento e foi aconselhado pelo médico do Planalto a se recolher, de imediato, em sua casa. Queria formar ao lado de Bolsonaro, mas não deu tempo. O contra-ataque do Chefe do Governo veio no domingo: nas ruas de Taguatinga e Sobradinho visitou o comércio e se enfiou no meio de populares, quebrando regras de contaminação.

TAMBÉM QUER

Os presos de Bangu com mais de 60 anos também querem cumprir suas penas em prisão domiciliar, como Eduardo Cunha. Dos 9 mil presos na carceragem do Rio, pelo menos 800 estão nessa faixa etária. No Brasil, a população carcerária é de cerca de 600 mil pessoas. Se a regra de Bangu valer para o resto do país, perto de 50 mil presidiários seriam colocados nas ruas por medida de isonomia com Cunha.  

Caminhoneiros

Caminhoneiros estão compartilhando vídeo onde pequenos grupos aparecem protestando por não ter onde comer e tomar banho nas estradas porque os restaurantes estão todos fechados. A cozinha do caminhão e suprimentos mal dá para uma refeição. A grande mídia sabe o que aconteceria se eles parassem e faz campanha chamando-os de “heróis do asfalto”. Medo de paralisação – e aproveitamento da oportunidade, quando assinada por marca de caminhões.

BARRADA

O governo prepara MP para permitir o corte de até 65% de remuneração dos trabalhadores do setor privado - com ajuda federal para recompor os ganhos, dependendo da renda – o ministro Dias Toffoli já manda espalhar seu recado: uma resposta de emenda constitucional para reduzir vencimento de servidores deverá ser barrada pela Corte.

Sem máscaras

De repente, Jair Bolsonaro e toda turma do governo parou de usar máscaras nas entrevistas. No anúncio do pacote de empréstimos dos bancos oficiais, além de não estar mascarado, o presidente ainda chamou para bem perto de si os presidentes das instituições enquanto um deles falava. Ou seja: as máscaras de outras entrevistas eram só encenação.

Elegância

Em meio a tantas discussões sobre coronavírus e quando não está usando sua jaqueta igual a de Trump, Jair Bolsonaro de terno e gravata acaba de aderir a camisas com faixa de cor logo na frente do colarinho, criação da loja Napoleon, de Nova York que ganhou o mundo. Paulo Maluf, em tempos de melhor saúde, também gostava de usar camisas estilo Napoleon.

NA FRENTE

Malgrado eventuais tropeções e a saída de Gabriela Prioli, chamada sua atenção num debate, na CNN, a nova rede continua emplacando maior audiência, dependendo dos horários, fica na frente da Globonews. E os observadores começam a detectar sintomas de uma emissora  chapa branca na CNN, preservando o governo. Por outro lado, estima-se que o bispo Edir Macedo também participaria da propriedade da rede.

MISTURA FINA

  • O PATRULHAMENTO das praias cariocas inclui o calçadão dos mais conhecidos bairros de lá. Ou seja:  quando Paulo Guedes e sua mulher Cristina andavam pelo calçadão do Leblon, na semana passada, também estavam infringindo recomendações da OMS, do Ministério da Saúde e do governo de Wilson Witzel.
  • O PREÇO do petróleo anda rolando ladeira abaixo no mundo. Por aqui, o boletim publicado pela Agência Nacional de Petróleo (ANP) diz que, na semana passada, a gasolina nas bombas caiu 1,92% e o diesel, 2,62%. Já o gás de cozinha subiu para o consumidor: 0,29%.
  •  DUAS universidades britânicas estimam que o Brasil terá centenas de milhares de mortos se não adotar medidas de distanciamento no combate ao coronavírus. Bolsonaro deu risada; “Isso aí, no meu entender, é chute. Deve ter algum interesse econômico colocado em jogo aí”.
  • O H1N1 em 2009 contagiou 760 milhões em todo o mundo e matou 300 mil; no Brasil, 780 mortos. No ano passado outros 300 mil morreram por problemas cardiovasculares, 80 mil por pneumonia e 5.000, em 2018, entre 70 mil portadores de tuberculose.
  • OTÁVIO Mesquita, apresentador de TV  da madrugada, estrelou a propaganda do governo (circulou nas redes e foi proibida de ser veiculada) e garante que emprestaria seu rosto mais uma vez para divulgação das novas diretrizes do Planalto.
  • DADOS do Conselho Nacional do Ministério Público: hoje, 31% dos 1.439 presídios do país não têm assistência médica interna, o que complica a identificação e a triagem de casos suspeitos, sem levar em conta condições de higiene em celas abarrotadas.
  • A SECRETARIA de Produtividade, Emprego e Competitividade, do Ministério da Economia, resiste em liberar o “home office” para seus funcionários. Na semana passada, numa reunião com 20 pessoas havia um brigadista medindo a temperatura dos presentes porque havia uma pessoa gripada na reunião.
  • NAS redes sociais, circula vídeo onde Neymar Jr. aparece jogando vôlei em uma quadra de areia junto a companheiros, em grande confraternização. Abraçam-se, não ficam distantes e jogam uns ao lado de outros, contrariando todas as recomendações da Organização Mundial da Saúde e do Ministério da Saúde.

Felpuda


Figurinha carimbada ganhou o apelido de “biruta”, instrumento que indica direção do vento e, por isso, muda constantemente. Dizem que a boa vontade até existente ficou no passado, e as reclamações são muitas, mas muitas mesmo, diante das decisões que vem tomando a cada mudança de humor do eleitorado. Como bem escreveu o poetinha Vinicius de Moraes: “Se foi pra desfazer, por que é que fez?”.