Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CLÁUDIO HUMBERTO

“O PT não cansa de ser piada”

Deputado Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ), sobre o vídeo em que um presidente municipal do PT promete seguir princípios do partido como “fazer muito e roubar pouco”
10/07/2020 07:30 - Cláudio Humberto


“O PT não cansa de ser piada”

Deputado Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ), sobre o vídeo em que um presidente municipal do PT promete seguir princípios do partido como “fazer muito e roubar pouco”.

 

Decisão de Noronha foi ‘tecnicamente perfeita’

Foi tecnicamente perfeita a decisão do ministro João Otávio de Noronha, presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ao conceder prisão domiciliar de Fabrício Queiroz, ontem, segundo especialistas como o respeitado criminalista Marcelo Bessa, para quem a decisão de Noronha foi “extremamente acertada”. Ele lembra o dever da Justiça de preservar a saúde do investigado. “E Queiroz sequer foi denunciado”, lembra. Outro jurista, Pierpaolo Botini, vê a decisão do STJ como “adequada”.

Justificativas

Além de doente, com um câncer que evoluiu para metástases em várias partes do corpo, Queiroz não tem condenação, não fugia da Justiça.

Faltaram provas

Para o ministro, não estavam preenchidos os requisitos para a prisão de Queiroz: o ministério público não apresentou provas das suas alegações.

Alegação curiosa

Chamou a atenção do STJ a principal “acusação” nos autos contra a mulher de Queiroz, Márcia: ela fez um depósito na conta do marido.

Espelho meu

A prisão domiciliar de Queiroz foi o segundo grande furo do site Diário do Poder, esta semana. O outro foi a covid-19 do presidente Jair Bolsonaro.

Pesquisa: Covas lidera disputa pela prefeitura

Levantamento do instituto Paraná Pesquisas revela que o atual prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), assumiu a liderança da disputa pela prefeitura da capital paulista em todos os cenários, com resultados entre 20% e 33% da preferência do eleitorado. Já na pesquisa espontânea, 72% dos paulistanos ainda não decidiram em quem votar em novembro. O Paraná Pesquisa ouviu 1,2 mil eleitores paulistanos de 4 a 8 de julho.

Fator Russomano

Celso Russomano (PSD), como tem sido habitual nas últimas eleições, estaria no segundo turno, segundo a pesquisa, se a eleição fosse hoje.

Cenário 1

Bruno Covas lidera com 22,6% contra 18,3% de Russomano e 12,9% do jornalista José Luiz Datena. Márcio França (PSB) é 4º com 7,8%.

Cenário 2

Sem Russomano ou Datena, Covas lidera com 33,6% contra 12,6% de França. Nesse caso, Guilherme Boulos (Psol) é 3º, com 7,2%.

Nunca conversaram

Os desinformados, sobre os quais tem falado o ministro Augusto Heleno, procuram cabelo em ovo na decisão que mandou Queiroz e a mulher para a prisão domiciliar. O ministro Noronha e Bolsonaro nunca conversaram, exceto publicamente, durante eventos oficiais.

Projeto útil

Dr. Jaziel (PL-CE) quer tornar hediondos crimes contra a administração pública durante a pandemia. Para o deputado, crimes desse tipo são “a cabal demonstração da inabilidade de viver em sociedade”.

Seguindo o rito

Para o ministro Ricardo Salles (Meio Ambiente), faz parte do processo natural o pedido do ministro Alexandre de Moraes (STF) de parecer da PGR sobre o inquérito sobre sua expressão “passar a boiada”.

A caminho da gaveta?

Segundo o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, o projeto aprovado pelo Senado que supostamente combate fake news é “urgente”, mas deve ser precedido discussões na Casa. “Vamos ampliar o debate”, promete.

Só piora

Citando “proteção da sociedade”, o senador Ângelo Coronel exigiu informações do Facebook sobre a decisão de cancelar contas ligadas ao PSL bolsonarista. Não para investigar eventual censura da empresa, e sim para ajudar o Facebook a supostamente “combater o ódio”.

Atuação conjunta

Empresários se reúnem nesta sexta com o vice-presidente Hamilton Mourão, coordenador do Conselho Nacional da Amazônia Legal, para debater soluções e políticas públicas de “baixo carbono” para o Brasil.

Tudo para dar errado

Especialistas em eleições tentam usar a pandemia para plantar a ideia de eleição virtual este ano. Segundo Daniel Blume, o voto digital seria uma alternativa apenas em caso de “intensificação do isolamento social”.

Origem desconhecida

O Ministério de Ciência e Tecnologia liberou R$3,9 milhões para estudo sobre as toneladas de óleo que surgiram no litoral brasileiro em 2019. A origem do desastre que emporcalhou as praias ainda não foi desvendada.

Pensando bem...

...a internet foi criada para a livre comunicação, não para campanha eleitoral.

 
 

PODER SEM PUDOR

A voz dos sapos

Na campanha presidencial de 1945, o deputado Último de Carvalho fazia campanha para o general Eurico Gaspar Dutra, que enfrentava o pretenso favoritismo do brigadeiro Eduardo Gomes. No interior de Minas, ele enfrentava dificuldades para convencer até um dos seus cabos eleitorais, que o convidou a ir à janela de sua casa e ouvir algo.

- Só ouço o coaxar dos sapos! – disse, impaciente.

- Até as rãs, só sabem dizer “brigadeiro, brigadeiro”.

Deu Dutra.

Felpuda


Figurinha carimbada ganhou o apelido de “biruta”, instrumento que indica direção do vento e, por isso, muda constantemente. Dizem que a boa vontade até existente ficou no passado, e as reclamações são muitas, mas muitas mesmo, diante das decisões que vem tomando a cada mudança de humor do eleitorado. Como bem escreveu o poetinha Vinicius de Moraes: “Se foi pra desfazer, por que é que fez?”.