Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

GIBA UM

“Pode ser mexerica. Mas, laranja mesmo é o Queiroz”

Guilherme Boulos, sobre a situação do ex-assessor de Flávio Bolsonaro
16/07/2020 06:00 - Giba Um


O grande desafio da pobreza e da fome não é nacional. Segundo o SOFI de 2020, antes da pandemia, o Brasil, ainda apresentava menos do 2,5% da população total em grave insegurança alimentar.

Mais: é uma tendência que atinge diretamente populações vulneráveis, tanto em áreas rurais como urbanas. E um fator importante são as diferenças econômicas e sociais regionais.

 

Pode ser mexerica, tangerina ou bergamota. Mas, laranja mesmo é o Queiroz”, 

de GUILHERME BOULOS // sobre a situação do ex-assessor de Flávio Bolsonaro.

 

In – Cappuccino termogênico

Out – Cappuccino vegano

 
 

Mesma intensidade

O Big Brother Brasil abriu mesmo as portas, pelo menos no mundo artístico, para Thelma Assis, a vencedora da edição deste ano. Aos 35 anos, é capa da Harper’s Bazaar Brasil onde contou que, aos 12 anos, já havia decidido que queria ser médica, só não sabe em qual especialidade. Fazendo parte da equipe do É de Casa onde dá dicas de saúde usando seu conhecimento de médica viu o número de seguidores no seu canal no YouTube disparar, antes de entrar na casa tinha 200 seguidores, após o BBB20 tem 220 mil. E conta que sua atual rotina é tão ou mais intensa de quando dava plantões em vários hospitais. “Muita gente tem a falsa ideia de que a vida de digital influencer é fácil. Não é, tem muita dedicação. Tem vezes que trabalho até às três da manhã. Já troquei o dia pela noite e fui dormir às 6h30”. Ela ainda confessou que está tão confiante que chegaria à final que mesmo endividada mandou fazer um vestido bordado de pedraria, no valor de R$ 3 mil, do estilista mineiro VJ Junior, que assina alguns looks da cantora Iza. 

Orçamento militar

As novas prioridades impostas às Forças Armadas deverão reduzir ainda mais os limitados recursos disponíveis para a execução de projetos estratégicos da Defesa. A pandemia e o desmatamento já custaram ao Exército, Marinha e Aeronáutica perto de R$ 500 milhões, fora a dotação orçamentária adicional de R$ 1 bilhão liberada pela equipe econômica para o enfrentamento do coronavírus. A cifra inclui os gastos operacionais com mais de 30 mil homens das três Forças que dão apoio às ações de combate ao Covid-19. Agora, uma parte desse contingente está sendo deslocada para reservas indígenas, como as aldeias Xingu e Yanomani. No caso da Operação Verde-Amarelo, são cerca de oito mil soltados engajados na contenção de incêndios na Amazônia. Em dois meses, a Operação de Garantia da Lei e da Ordem na região, estima-se que as despesas girem em torno de R$ 120 milhões. Um gasto extra de R$ 500 milhões pode parecer pequeno diante do orçamento da Defesa para este ano, cerca de R$ 102 bilhões.

 
 

Todas as emoções

A cantora Katy Perry, 35 anos, está na reta final de sua gravidez, fruto do relacionamento com o ator Orlando Bloom. Mãe de primeira viagem e grávida de uma menina que ainda não escolheu o nome, conta que passou por todas as emoções durante esta gestação em pleno isolamento social. “Tenho sentido todas as emoções. Já fiquei arrasada, ansiosa, feliz, feliz demais, deprimida. Eu tenho sentido tudo isso”. No meio disso tudo acaba de lançar o single Smile que fará parte do sexto álbum, que tem previsão de lançamento para agosto. Produzido em isolamento, o vídeo teve suas imagens captadas videoconferência, é muito divertido onde ela encara uma palhaça em 24 horas teve mais de 1 milhão de visualizações.

Desoneração

No corredores do poder, Paulo Guedes, da Economia, tem prometido a parlamentares que, em duas semanas, vai enviar a propostas sobre desoneração. A grande incógnita é saber se tais propostas estarão incorporadas na visão da equipe econômica para a reforma tributária. Há quem espere ser essa uma nova oportunidade para o governo tratar do assunto, embora muitos já estejam descrentes das promessas de Guedes.

 
 

Rachadinha

O PGR Augusto Aras tem sido conselheiro jurídico do clã Bolsonaro sobre o processo contra Flávio Bolsonaro pelo suposto esquema de “rachadinha”. As palavras de Aras não são de otimismo, mesmo com a concessão de foro privilegiado para Flávio. Mais: a decisão de João Otávio Noronha, presidente do STJ, de conceder prisão domiciliar a Queiroz e a sua mulher, causou forte constrangimento na Corte. Se a decisão for à plenário, Noronha deve sofrer uma grande derrota.

Venda de imóveis

Com a pandemia, o processo de venda de imóveis pela União em 2020 tem avançado em ritmo mais lento do que inicialmente projetado pelo governo. Até agora, apenas seis imóveis foram vendidos no valor de R$ 172 milhões. Ainda assim, o Ministério da Economia acredita ser possível bater a meta estabelecida para este ano, de uma arrecadação de R$ 5,9 bilhões. Neste mês, será lançado um número recorde de editais. Serão 113, com um valor mínimo de avaliação dos imóveis que soma R$ 200 milhões.

MENOS

A Petrobras espera reduzir em 34% o número de empregados próprios. O objetivo é diminuir a força de trabalho dos atuais 45,5 mil funcionários para 30 mil pessoas. Mais de um terço deve ser alcançado a partir do desligamento de 10 mil funcionários pelos programas de demissão voluntária e de outros funcionários por meio dos planos de desinvestimentos. 

Quem indicou

A indicação de Milton Ribeiro, novo ministro da Educação, é atribuída ao ministro da Justiça e da Segurança Pública, André Mendonça, com aval do secretário geral da Presidência, Jorge Oliveira e dos filhos do presidente. A bancada evangélica recebeu com ressalvas a nomeação do ex-vice-reitor do Mackenzie. Uma das críticas é que o Mackenzie seria um “ator esquerdista” entre institutos educacionais evangélicos. André Mendonça, que indicou um pastor presbiteriano não tem nada a ver com líder evangélicos.

CONTRA SALLES

Vem aí mais chumbo grosso na direção do ministro Ricardo Salles, do Meio Ambiente. O Grupo de Trabalho de Defesa na Amazônia do MPF prepara relatório com apoio técnico de entidades como Instituto Socioambiental, Imazon e Rede Xingu. Será mais subsídios para fundamentar o pedido de afastamento de Salles por improbidade administrativa, devido à “desestruturação dolosa das escrituras de proteção ao meio ambiente”. 

Fraude no auxílio

Depois de constatar que nada menos do que 396.316 servidores fraudaram o auxílio emergencial de R$ 600 pagos pelo governo a pessoas pobres, a Controladoria Geral da União vai “separar o joio do trigo” e demitir o restante. Serão poupados apenas aqueles cujos nomes e CPFs foram usados pelos golpistas. Servidores que embolsaram os R$ 600 serão demitidos e responderão por crimes de peculato e falsidade ideológica. Eles colocaram a mão em cerca de R$ 280 milhões e entre eles, estão 15.551 militares.

Pessoal

Ainda sobre orçamento militar: é preciso ressaltar que 90% desse valor estão engessados como o pagamento do pessoal (R$ 80 bilhões) e com custeio operacional (outros R$ 13 bilhões). O dinheiro sem rubrica obrigatória não passa de R$ 10 bilhões. É o que sobra para todos os investimentos da Defesa. Diante disso, Exército, Marinha e Aeronáutica estão revendo seus cronogramas e investimentos.

FRAGATA

Dos principais projetos da Forças Armadas, um dos poucos coberto é a compra de quatro fragatas classe Tamandaré, orçado em R$ 9 bilhões. Ainda assim, o primeiro grande contrato de área militar no governo Bolsonaro só foi assinado depois de uma complexa engenharia contábil: a União fez uma aporte direto de R$ 4,25 bilhões na Engeprom (Empresa Gerencial de Projetos Navais) vinculado à Marinha.

MISTURA FINA

- O VICE-governador do Rio, Cláudio Castro e Silva, já está recebendo indicações para seu eventual secretariado por parte dos deputados da Alerj. Ou seja: dos próprio julgadores de Wilson Witzel. Mais: na visita que fez às obras de um hospital público em Magé, na semana passada, ele estava acompanhado por apenas dois deputados. Em outros tempos, teriam uma tropa a seu lado. 

- O PRESIDENTE do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli concedeu prisão domiciliar ao ex-ministro Geddel Vieira Lima. O pedido foi concedido depois a comprovação de que Geddel testou positivo para o Covid-19.

- O PROJETO de criação de Tribunal Regional Federal da 6ª Região enfrenta forte resistência na Câmara – exceção feita à bancada de Minas Gerais, escolhida como sede do novo tribunal. O próprio presidente da Casa, Rodrigo Maia, tem dado sinais de que não votará tão cedo a proposta encaminhada pelo STJ.

- HÁ uma queda de braço na telefonia nacional: as operadoras pressionam o governo para que Huawei e ZTE participem da concorrência para fornecimento de tecnologia do 5G; de outro está a ala ideológica do governo, inclusive o chanceler Ernesto Araújo, que quer barrar os chineses, abrindo caminho para os norte-americanos. 

- DESDE que chegou de Portugal, o ministro Gilmar Mendes, do STJ, voltou carregado de referências negativas da imprensa europeia sobre o Brasil. chegou a comentar que o presidente Jair Bolsonaro não deve pisar na Europa sob o risco de ser notificado pelo Tribunal Penal Internacional.

- O LOBBY do jogo não descansa nem com o coronavírus. Empresários asiáticos estão organizando “visita técnica” de parlamentares brasileiros a casinos de Macau e Hong Kong para o pós-pandemia. Detalhe: a liberação do jogo no Brasil tem uma apoiador de peso no governo, o ministro Paulo Guedes. 

- O STJ e o Facebook rastrearam e identificaram os autores de quatro páginas inteiramente dedicadas à ataque da mídia. A maior delas reúne aproximadamente 92 mil seguidores e tem, em média, cinco mil publicações por dia – entre posts e comentários. Vão ser todas retiradas do ar.


- OS efeitos da pandemia de Covid-19 já têm sido sentido no segmento de gestão de patrimônio e private bank. No Brasil, isso deve se traduzir numa redução de 6% da riqueza das famílias com patrimônio financeiro a partir de US$ 1 milhão para cera de US$ 300 milhões neste ano. São estimativas da Oliver Wyman em conjunto com o Morgan Stanley.

Felpuda


Candidato a prefeito em cidade do interior tremeu que só nas bases diante da decisão que tirou a corda do pescoço de adversário, liberando o dito-cujo para disputar a eleição.

Como acreditava que o pleito seria “um passeio”, estava até pensando no modelito que usaria no dia da posse.

Agora, teme nadar, nadar e morrer na beira da praia, deixando o terno pendurado no cabide.