Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

GIBA UM

“São bolsonaristas fascistóides, além de covardes e ignorantes”

de CELSO DE MELLO, ministro do STF, sobre mensagens, inclusive ameaças de mortes, que vem recebendo, até de magistrados
25/05/2020 05:00 - Giba Um


“São bolsonaristas fascistóides, além de covardes e ignorantes”, 
 de CELSO DE MELLO // ministro do STF, sobre mensagens, inclusive ameaças de mortes, que vem recebendo, até de magistrados.  

No complexo do Alemão, que abriga mais de 80 mil cariocas, o Ministério da Saúde atende pelo nome de Comando Vermelho. Lá, os moradores conhecem o Estado apenas de raspão.

Mais:  a inteligência da polícia pública do Rio de Janeiro já detectou que a facção tem distribuído máscaras, álcool gel e até mesmo ajudado moradores doentes a se deslocarem para hospitais.  

 
 

Estilo Flashdance

A atriz Juliana Paes, 41 anos, que pode ser vista na pele de Carol em Totalmente demais, diz que está se reinventando nesta quarentena. Que seu grande desafio é equilibrar tarefas domésticas, exercícios e as tarefas escolares dos filhos. “As mães com filhos em idade escolar estão dando duro. Tive que virar uma verdadeira pedagoga”. Mais: ela mantém uma rotina de exercícios diários e explica porque: “De uns tempos para cá, aprendi que a endorfina da malhação é necessária para o bem estar. Eu nunca tive problema com o peso, mas o exercício é bom para a saúde. Me tira aquela sensação de fadiga, o estresse do trabalho e me dá ânimo. Para mostrar sua boa forma vive postando fotos  e vídeos de incentivo, uma das últimas foi no melhor estilo Flashdance.

Todos armados

Há quem aposte que há um projeto em curso para armar e municiar pessoas e grupos que apoiam o presidente (o que pode ser visto até em manifestações nas ruas). As pessoas, é o que parece, estão cada vez mais à vontade em portar armas. No acampamento paramilitar da Esplanada dos Ministérios há gente armada, conforme revelou a líder do grupo, Sara Winter, ex-Fenem e ex-BastardXs. Ela disse que as armas servem para o grupo se defender. Só não se sabe do que ou de quem. Nesse acampamento paramilitar da Esplanada dos Ministérios muito são efetivos ou reformados de forças militares. Além de membros das três Forças Armadas, há cargos ocupados por oficiais ou praças da ativa ou da reserva das forças auxiliares estaduais, como PMs e bombeiros e delegados ou agentes das Polícias Civis, Federal e Rodoviária. O importante é consolidar a presença militar e policial nas estruturas do poder que qualquer solavanco que ameace estes empregos se transforme em gatilho de defesa do governo.

 
 

Haja fôlego

As celebridades fazem o que podem para atrair seus fãs. A maioria das mulheres se esbaldam num festival de lingerie para promover suas atrações. Luciana Gimenez (à esquerda), apareceu na semana passada de lingerie preta para avisar que seu programa Superpop iria ao ar com convidados online. A cantora Simaria (meio), parceira de Simone usou a mesma técnica para promover a live da dupla. Simony (à direita) postou foto com baby-doll preto para desejar Boa noite aos fãs e exibir sua boa forma.  

Desigualdade

O Brasil é o país da desigualdade e não apenas no que se refere a trabalho e salários. Dentro da cidade de São Paulo, a expectativa de vida ao morrer de um morador da Paulista é de 79,4 anos, enquanto a média de idade ao morrer de um morador do Jardim Ângela é de 55,7 anos, conforme mostra Mapa da Desigualdade da Rede Nossa São Paulo. Soma-se a isso o envelhecimento acelerado da população brasileira, as causas externas (violência) e a incidência de doenças infectocontagiosas.

Na calada da noite

À luz do dia, o secretário de assuntos fundiários do Ministério da Agricultura, Naghan Garcia, jura que queria o lugar de Tereza Cristina; na calada da noite, conspira dentro do próprio DEM, partido da ministra, para assumir o cargo. Há testemunhas, algumas, contam para ela no dia seguinte.

In – Vitamina de mamão
Out – Vitamina de abacate

 
 

Esbarrões

A distribuição de cargos para o Centrão tem provocado esbarrões entre os ministros da Secretaria Geral, general Luiz Eduardo Ramos, e o da Cidadania, Onyx Lorenzoni. Lorenzoni, à propósito, em meio ao desembarque de militares na Saúde, conseguiu emplacar a nomeação de Cláudio Oliveira para o comando do Grupo Hospitalar Conceição, controlado pelo governo federal.

Cassação de chapa

Das saídas constitucionais para o fim do governo Jair Bolsonaro (na Câmara, já são 35 pedidos em 17 meses de governo), a da cassação da chapa pelo TSE é a que parece mais simples. Não precisa convencer Bolsonaro a renunciar, nem de alargar o funil dos 343 votos necessários à chancela parlamentar de um processo de impeachment. Batam quatro voto. Se bem que no caminho para esta maioria pró-cassação é considerado um sinuoso caminho.

MAGIA

O ex-presidente da Anvisa, Gonzalo Vecina Neto, sanitarista e professor da Faculdade de Saúde Pública da USP, está denunciando que usar cloroquina em estágios iniciais do Covid-19 é “uma barbaridade”. Ele diz que “pode provocar mais mortes do que provocar graves efeitos colaterais. E emenda: “É inacreditável como em pleno século 21 a gente esteja vivendo de magia”.

Mais curas

O número de curados do coronavírus pelo mundo cresceu 57% mais rápido que os casos ativos. Segundo o Worldmeter, que mantém a conta atualizada, entre 1º e 20 de maio, foram 577 mil curas e  3671 de casos de ativos a mais. No Brasil, a previsão de crescimento até o fim do mês, mas em ritmo de desaceleração, como mostra estudo do Instituto de Saúde Global da Universidade de Genebra. A previsão da Imperial College London para o Brasil é que  estabilização acontece em agosto.

NA ESQUERDA

Os presidentes do PSB, Carlos Siqueira, e do PCdoB, Luciana Santos, conversaram sobre a possibilidade de lançamento de candidaturas conjuntas em pelo menos cinco capitais nas eleições municipais. Seria uma previa de uma possível tabelinha na eleição presidencial de 2022. O PT não deu o ar da graça: continua conversando consigo próprio, mais a ausência de Lula como orientador. Ele só está preocupado com o segundo casamento.

Novo round

Em novo round da briga da Odebrecht e seu ex-presidente Marcelo Odebrecht, o grupo abriu uma nova ação judicial contra o herdeiro do conglomerado. A empresa pede anulação de um pagamento ao empresário do valor de R$ 52 milhões. A remuneração seria um “honorário complementar” pelos serviços prestados por Marcelo entre 2013 e 2015, quando era presidente. A Odebrecht acusa o herdeiro de obter o pagamento por meio de coação dos executivos da época.

Arrependido

O número de brasileiros que votaram em Bolsonaro  que se arrependem aumenta cada dia. Alguns ainda ficam envergonhados de reconhecer este arrependimento, outros nem reconhecem que votaram  no Capitão. O  ídolo nacional e ex-jogador Oscar Schmidt é um que se arrependeu e reconhece isso. “Eu votei no Bolsonaro, tinha um otimismo danado nele, muito mais que a maioria das pessoas. Mas, todos os dias o cara dá chance pro azar. Eu achei que seria diferente. Confiei e me arrependi”.

DESPREPARADO

Ainda Oscar Schmidt: ela acredita que o arrependimento vai além das ações, e sim do despreparo. “Ele tem mostrado ser outra pessoa, com um despreparo danado para ocupar um posto tão importante. É muito triste durante uma pandemia a gente ainda ter que se preocupar com política. Esse vírus não tem partido, ele pode matar qualquer um. E pra quem ainda chama isso de gripezinha, isso me deixa louco”.

MISTURA FINA

  • NÃO são apenas nove militares nomeados por Eduardo Pazuello que ocupam posições no Ministério da Saúde. Mesmo nas gestões anteriores, outros eram nomeados para cargos de segundo e terceiro escalão, com cuidado de não misturar o verde-oliva com decisões médicas. No total, hoje são 18 os militares em postos do Ministério da Saúde.
  • O NOVO protocolo de tratamento instaurado pelo novo secretário da Saúde do governo de Wilson Witzel, no Rio, o médico Fernando Ferry, não inclui  a cloroquina receitada pelo doutor Jair Bolsonaro. Jamais um integrante do governo de Witzel rezaria pela cartilha do Capitão, fora achar que o medicamento é perigoso.
  • DIFICULDADE na importação de peças e equipamentos ameaçam a meta do Ministério da Saúde de contar  com 14 mil respiradores fabricados no Brasil até o final de julho. Quem viver, verá.
  • A MODELAGEM para abertura de capital da Embasa, a empresa de saneamento da Bahia, está sobre a meta do governador Rui Costa – e deverá ficar por  lá durante um bom tempo. Por baixo, são necessários R$ 4 bilhões de receita que, nesses tempos, descem pelo ralo.
  • A IDA do astronauta Marcos Pontes para o espaço é questão de dias. Gilberto Kassab, meio dono do PSD, já estaria até montando sua equipe para o Ministério da Ciência e Tecnologia. Kassab é considerado uma das grandes e últimas “raposas” da cena política nacional.
  • NA reunião com os 27 governadores em clima de conciliação – inclusive entre Doria e o presidente – quando Bolsonaro chegou ao acordo para sancionar o socorro a estados e municípios (com veto para aumento de servidores por 18 meses), o Chefe do Governo repetiu sua teimosia: estava sem máscara. E todos os demais, com máscaras.
  • AS redes de hotéis que atuam no país operam desde abril com uma taxa média de ocupação de quartos de 9,4% depois de fecharem março com uma taxa de 34,6%. A causa da retração é a pandemia da Covid-19. São dados do Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil, que reúne 870 hotéis. Em abril, a taxa de ocupação caiu 83,5% em comparação ao mesmo mês de 2019.
  • SUBORDINADO à Secretaria de Cultura do governo de João Doria, o Museu Afro Brasil, em São Paulo, demitiu 23 funcionários nos últimos dias. A maior parte do Dia Internacional de Museus, no começo da semana.

Felpuda


Comentários maldosos nos meios políticos dão conta que duas figurinhas que se rebelaram contra os próprios colegas poderão ficar no sereno político e, de forma indireta, serem personagens das próprias manifestações.

Um deles defendeu a redução do número de vereadores, e o outro disse ter vergonha de exercer o cargo. Agora enfrentam altos e baixos na campanha eleitoral.