Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

GIBA UM

“Se tivéssemos agido como o Brasil, os Estados Unidos teriam 2,5 milhões de mortos”

de DONALD TRUMP, criticando o método brasileiro de guerrear contra o coronavírus
09/06/2020 06:00 - Giba Um


“Se tivéssemos agido como o Brasil, os Estados Unidos teriam 2,5 milhões de mortos”,  
de DONALD TRUMP // criticando o método brasileiro de guerrear contra o coronavírus.

O número de computadores, notebooks, tablets e smartphone em uso no Brasil chegou a 424 milhões ou dois dispositivos por habitantes, segundo pesquisa da FGV.  

Mais: a base ativa é composta principalmente por smartphones que representam 56% do total. O crescimento em relação ao ano passado não foi muito grande. Eram 420 milhões de dispositivos.

 
 

A Maria cresceu

A atriz Carol Oliveira, 25 anos, é a primeira fotografada para o novo projeto do fotógrafo Guilherme Lima chamado Keep your distance. Muitos se surpreenderam de ver o ensaio super sensual porque ela ainda carrega a imagem da personagem Maria da minissérie Hoje é dia de Maria, quando tinha 11 anos, mesmo feito outros trabalhos. Desde 2017 está na Record onde aguarda o fim do isolamento social para retornar as gravações de Gênesis onde interpretará Kira. Carol já apareceu pela primeira vez nua na TV no final do ano passado, na série Vítimas Digitais da GNT e na época disse: “Nunca tive pudor com meu corpo. Ter que ficar sem roupa não era uma questão para mim. A questão mesmo era como é que vamos fazer a cena para não parecer gratuito, para não ficar fora do contexto, para ficar bonito e fazer parte da história. E confesso que ficou muito legal, melhor do que imaginava”.

Fé bem paga

Com tendência progressista, a CNBB – Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, revolveu ir contra grupo de leigos e donos de emissoras de TV de alguns dos maiores grupos católicos do país que estão oferecendo ao governo apoio total às suas comunicações – em troca de apoio publicitário. Um deles é João Monteiro de Barros Neto, da Rede Vida, que alega nunca ter sido “reconhecida pela sua cobertura e programação”. A Rede Vida é a quarta maior rede de TV Digital do país, tem também a TV Pai Eterno e a Associação Evangelizar é Preciso, com rádios e TVs próprias, representada pelo padre Reginaldo Manzotti. A CNBB mandou dizer que “a Igreja Católica não faz barganhas”.  Mais: cardeais de várias cidades brasileiras estão pregando junto a seus fiéis que evite assistir e ouvir emissoras de rádios e televisão cujo troca de favores com governo federal seja evidente. Muitos nem são ligados à CNBB, mas estão repetindo que a associação dos bispos vem pregando. “Ela estabelece relações institucionais com agentes públicos e os poderes constituídos pautada pelos valores do Evangelho e nos valores democráticos, republicanos, éticos e morais. 

 
 

Vale tudo

Esta semana é comemorado a Dia dos Namorados no Brasil. Os comerciantes sabem que as vendas irão cair devido a pandemia, com o comércio fechado por todo país. Mesmo assim lojas, shoppings e outros segmentos investem na propaganda para tentar atrair a atenção dos apaixonados. O Shopping Iguatemi por exemplo criou uma plataforma chamada Iguatemi365.com onde se pode comprar em qualquer loja com retirada drive-tru  e na campanha apostou na simpatia da atriz Isis Valverde e de seu marido André Resende. A atriz está esperando para voltar a gravações de Amor de Mãe onde vive Betina.

Manifestações

Rio e São Paulo concentraram no domingo (7) as principais manifestações de rua, que ocorreram em Brasília e outras 5 capitais. Receita: igualdade racial, defesa da democracia e palavra de ordem contra Bolsonaro. Ocorreram também atos menores pró-Bolsonaro. Nesse lado, a justificativa de menor volume de manifestantes foi atribuída ao próprio Capitão que pediu que seus apoiadores não fossem às ruas medir forças.

In – Bolo gelado de doce de leite
Out – Bolo gelado de mandioca

 
 

Novo Silvinho

O general Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria Geral, é encarregado de distribuir cargos e verbas, escreveu aos colegas de farda como está cumprindo a missão que um dia coube a Silvinho da Land Rover. Disse que nenhuma indicação passa por ele se não for “republicana, ética e legal”. A nomeação de Alexandre Borges Cabral para o Banco do Nordeste passou por ele e durou menos de 24 horas. O TCU investiga o sumiço de R$ 2,2 bilhões da Casa da Moeda durante sua gestão.

Cabotagem

Os ministros da Economia e da Infraestrutura estão dando os últimos retoque no BR do Mar, programa de estímulo à cabotagem. O mais provável é que a proposta seja levada ao Congresso sob a forma de Medida Provisória e não projeto de lei. A MP deverá permitir às companhias de navegação o uso de embarcações produzidas no exterior, mediante o compromisso de encomendar barcos em estaleiros nacionais na relação de um para um.

APOIO

Abraham Weintraub está sendo rejeitado pelo Centrão. E não mais pela amarração de cargos, que ele já entregou. É porque essa turma do “É dando que se recebe” acha que a companhia do maluco atrapalha os negócios. Além dos seguidores que fazem qualquer coisa, como carregar o ministro nos ombros, ele só tem o apoio dos filhos de Bolsonaro e de outro aloprado, o terraplanista Olavo de Carvalho.  

Garcia 2022

Enquanto João Doria faz confronto diário com Jair Bolsonaro, o chefe da Casa Civil, Rodrigo Garcia faz articulação política cotidiana e discreta, nos bastidores. Ele também é responsável pelo plano de reabertura gradual das atividades econômicas do Estado. E para 2022, ele já tem um projeto para o DEM e PSDB unidos: um tucano do centro como protagonista e outro do DEM para sucessão governamental (leia-se: João Doria e  Rodrigo Garcia, respectivamente).

OLHO NO MELÃO

Seis meses depois que o governo chinês autorizou a compra do melão brasileiro, como resultado de demoradas negociações bilaterais, as exportações não decolaram. Primeiro, teve a pandemia lá, depois a pandemia aqui. Trata-se de motivo de preocupação para os governos do Ceará e Rio Grande do Norte, onde o cultivo do melão tem forte peso na agricultura familiar.

Governo militar

Os cerca de três mil militares alocados nos mais diversos cargos da administração federal, seja em nível ministerial, seja no alto e médio escalões, fazem da atual administração exibir um rótulo de governo militarizado. Esse volume representou um aumento de 43% em relação ao que havia em 2018 com cerca de 1,6 mil cedidos para o Exército, quase 700 pela Marinha e mais de 600 pela Aeronáutica.

Novo imposto

A política de desoneração da folha começou a ser adotada em 2011 com a substituição da cobrança de uma alíquota de 20% de contribuição previdenciária sobre a folha de salários por um percentual de faturamento. Desde então, a União abriu mão de mais de R$ 100 bilhões em arrecadações e reduziu os setores beneficiados. Paulo Guedes, da Economia, quer criar novo imposto para compensar a perda de receita com a desoneração da folha. Seria uma nova versão da antiga CPMF. Detalhe: Bolsonaro é contra, mas começa a amolecer. Quem viver, verá.

OUTRO PORCINA

Carlos Wizard entrou e saiu da Secretaria Nacional de Ciência, Tecnologia e Insumos. Nem esquentou a cadeira depois de anunciar “nova contagem” dos óbitos do país por coronavírus. É mais uma Porcina, “aquela que foi sem nunca ter sido”. Wizard levou tantas e duras críticas que não poderia continuar. Mas a ideia permanece com Bolsonaro, que ganha novas manchetes em jornais do mundo. O The Guardian disse: “O Brasil quer recontar seus mortos”.

MISTURA FINA

  • EM entrevista conjunta de quase duas horas, Fernando Henrique Cardoso, Ciro Gomes e Marina Silva alertaram para os riscos que estão sobre o país que é preciso deixar de lado conflitos do passado para a união em defesa da democracia. Ciro foi mais longe: “Quem não vier, é traidor”. Lula não vai e nem mandou avisar.
  • LULA surpreendeu até mesmo os aliados ao recusar a assinar manifesto em favor da democracia lançado no fim de semana passado. Lembrou o velho PT que, em 1985, proibiu seus deputados de votarem em Tancredo Neves no Colégio Eleitoral que pôs fim à ditadura e em 1988, voltou contra a Constituição recém-aprovada.
  • O SETOR elétrico é, desde 2008, um dos mais lucrativos e o que mais pagam dividendos no Brasil, segundo a Consultoria Econométrica. Nesse período, distribuiu um montante acumulado de R$ 145 bilhões em dividendos e juros sobre o capital próprio. Em 2018, só perdeu para os bancos e em 2019 ficou em terceiro lugar.
  • O GOVERNADOR Wilson Witzel e o prefeito Marcelo Crivella não estão se entendendo sobre determinações do isolamento no Rio. Witzel mantem linha dura em comércio e outras proibições e Crivella, na capital, flexibiliza além da conta, trazendo mais preocupações. Detalhe: os templos evangélicos serão liberados. Crivella é bispo licenciado da Universal.
  • O IMPACTO da possibilidade de abandono de agenda de reformas no país já está sendo calculado em cenário chamado de “extremo” em relatório do Santander enviado a clientes. Nesse caso, a dívida pública brasileira subiria continuamente ao longo do tempo, saltando a 125% do PIB em 2022 e 160% do PIB de 2030. Apertem os cintos o piloto sumiu.
  • O TOMA lá, dá cá, do governo vai bem, obrigado: até agora 325 cargos do segundo e terceiro escalões já foram liberados para o Centrão. Rodrigo Maia, presidente da Câmara, que segue de microscópio o programa do troca-troca, acha que o pessoal do Centrão ainda não forma uma força de apoio total ao governo.
  • O EX-presidente Jimmy Carter, 95 anos, conclamou americanos poderosos a sair nas ruas para combater o racismo. “O silêncio pode ser tão mortal quando a violência’. As manifestações, nos últimos 14 dias, que seguem até hoje pelo menos, quando George Floyd for sepultado representam enorme grito contra a violência. No Brasil, tão pacífico, 59 negos são assassinados a cada dia.

Felpuda


Questão de família acabou descambando para o lado da política, e a confusão já é do conhecimento público. 

A queda de braço tem como foco a troca de apoio político que, de um, foi para outro. Sem contar as ameaças de denúncia da figura central do imbróglio. 

A continuar assim, há quem diga que nenhum dos dois candidatos a vereador envolvidos na história conseguirá ser eleito. Barraco é pouco!