Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CLÁUDIO HUMBERTO

Ministro do STF, Luiz Fux: “Será uma Corte que a sua voz será unívoca”

Presidente da Corte, ministro Luiz Fux, sobre o futuro do Supremo Tribunal Federal
18/10/2020 11:03 - Cláudio Humberto


Covid em países europeus supera Brasil em 150%

Enquanto a Europa enfrenta uma segunda e mais numerosa onda de infecções pelo coronavírus, França, Reino Unido, Espanha e Itália juntos registram 50,9 mil casos por dia, em média, segundo o Worldometer, e seguem tendência de alta. 

Os quatro países somados têm população semelhante à brasileira, mas duas vezes e meia mais casos que o Brasil. Em queda desde o início de agosto, temos cerca de 20 mil casos diários. 

Situação inversa

Além dos casos, as mortes também seguem tendência de alta. A Espanha, por exemplo, já tem mais mortes por habitante que o Brasil.

Altas preocupam

A média de novos casos de covid na França já é quatro vezes maior que o pico registrado no início do ano e mais de três vezes no Reino Unido.

Drama se repete

Espanha e Itália também já superaram o pico da pandemia no primeiro semestre, quando o drama nos países foi acompanhado mundialmente.

Volta a maio

No Brasil, apesar do “jornalismo de funerária”, as médias de novos casos e mortes por covid estão nos menores patamares desde o mês de maio.

‘Liberou geral’ do STJ parece pior do que de fato é

A decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) de estender a todo o país o pedido de liberdade para os presos que não pagaram fiança deu a impressão de que ruas serão tomadas por milhares de bandidos, mas juristas ouvidos pela coluna garantem que não é bem assim. 

Segundo eles, o benefício da fiança não é aplicado a criminosos de grande periculosidade. Deve ajudar quem cometeu pequenos delitos e não está respondendo em liberdade por não ter as mínimas condições financeiras.

Continuam em cana

Traficantes, assassinos, estupradores etc. não estarão entre libertados porque são alvos de mandados de prisão preventiva, explicam juristas.

Os livres

“Pequenos furtos e usuários de drogas” serão os principais beneficiados, segundo o mestre em Direito Penal e professor Ricardo Prado.

Casos específicos

Em SP, lembra Prado, a fiança “foi caindo em desuso” e foi substituída por outras condições de liberdade. “Vai depender de cada estado”, disse.

Pouco muda

Transferindo ao plenário o caso do afastamento do senador cuecão, Luís Roberto Barroso observa a mudança do estatuto que atribui ao colegiado as decisões penais. Mas a palavra final continua sendo a do Senado.

Eu vacino, você paga

O governo paulista excluiu o restante do Brasil da vacina desenvolvida com a parceria do Instituto Butantã. O governador João Dória anunciou reiteradas vezes que haverá vacinação apenas “dos brasileiros de São Paulo”. Agora exige que a conta seja paga pelo Ministério da Saúde.

No páreo

O ex-ministro Mendonça Filho (DEM) andou patinando nas pesquisas, mas após o início da campanha tornou-se um candidato competitivo à prefeitura do Recife. Seus apoiadores estão mais confiantes.

Melhor calar

Parecia a pior possível a situação de Robinho, que confessou em gravação o estupro coletivo na Itália, mas se tornou irreversível depois de se dizer perseguido como Bolsonaro e prometer gol em sua homenagem.

Sem superministro

Ainda que se tenha posicionado contra a soltura do bandidão, o ministro Gilmar Mendes acha que o ministro Luiz Fux, presidente do STF, não pode suspender decisões dos outros ministros, o que o tornaria “censor”.

Eleição é logo ali

O ministro Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) anunciou a retomada das obras de 856 moradias na Paraíba do governador João Azevedo (Cidadania), que até ano passado era filiado ao PSB.

O mundo era assim

Teve início em outubro de 1973 a crise petrolífera, após o embargo da Organização de Países Árabes Exportadores de Petróleo (Opep) a países como os EUA, que ajudaram Israel na Guerra do Yom Kippur.  

Nem dicionário ajuda

Norberto Bobbio, o jurista italiano conhecido pelo seu “Dicionário de Política”, completaria 111 anos neste domingo. Não estaria feliz na era das redes sociais, com a “direita socialista” e os comunistas milionários.

Pensando bem...

...com a Justiça soltando presos a granel, a pretexto da pandemia, logo vai aparecer ONG pregando o fechamento de todos os presídios.

PODER SEM PUDOR

Como reconhecer Amin

Chegando a Florianópolis para assumir a chefia da sucursal do jornal Gazeta Mercantil, o jornalista Valério Fabres telefonou a Esperidião Amin, então governador catarinense, na época o careca mais famoso do Brasil, e os dois marcaram um encontro num restaurante. 

Fabres sugeriu: “Precisamos combinar um meio de nos reconhecermos...” Antes que ele percebesse a bobagem que acabara de dizer, Amin avisou: “Não se preocupe, eu não vou de peruca.”

 
 

Felpuda


Ex-cabecinha coroada anda dizendo por aí ser o responsável por vários projetos para Campo Grande, executados posteriormente por sucessor. 

Ao fim de seus comentários, faz alerta para que o eleitor analise atentamente de como surgiram tais obras e arremata afirmando que não foi “como pó mágico de alguma boa fada madrinha. 

Houve muito suor nos corredores de Brasília”. Então, tá!...