Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

SAÚDE EM ALTA PERFORMANCE

Existem diferenças entre correr na rua e na esteira?

Cauê Marques bate-papo com o professor de educação física e a atleta amadora Tati Bergamo sobre as diferenças na prática da corrida
27/07/2020 09:00 - Naiane Mesquita


Bate-papo:  Existem diferenças entre correr na esteira e na rua? 

Esse é o tema da estreia do quadro Saúde em Alta Performance, apresentado Cauê Marques

Para o primeiro episódio, Cauê convidou o professor de educação física, Rodrigo Mansano e a atleta amadora e digital influencer Tati Bergamo. “É um novo espaço, de bate-papo, entrevistas e transmissões ao vivo, onde iremos abordar assuntos do cotidiano de alta relevância para a sua saúde e bem-estar”, afirma Cauê.

No programa de estreia, Mansano explica que há diferenças significativas entre correr na rua e na esteira. “Quando você está fazendo na esteira você tem menos impacto. Hoje em dia tem esteiras que são super modernas que elas diminuem o impacto. 

No ar livre tem muito a ver com o espaço, como está o chão, se está plano, se tem buraco, isso acaba prejudicando o aluno iniciante, a pessoa que quer começar a correr”, explica o professor.

De acordo com Mansano, a diferença é uma questão de física. “A diferença é que na esteira você controla a velocidade e quando você está no ar livre, você vai fazer com a sua mecânica, isso é física, é mais difícil quando você faz ao ar livre. A esteira é mais leve e tem menos impacto”, pontua. 

O professor ainda defende que apesar da pandemia, as pessoas não devem deixar de praticar atividade física. “O mundo está mudando o tempo todo. Temos que se adaptar as mudanças. 

A primeira coisa que você tem que fazer é se cuidar, não deixar que nada externo atrapalhe a sua saúde, seja ao ar livre, na academia, manter a higiene pessoal, passar o álcool, mas não deixar de se cuidar. Isso é muito importante para a sua imunidade, para a sua mentalidade, e não deixar nada te abalar, porque o problema que temos na nossa vida, é nossa mente, o nosso eu”, frisa. 

Confira a entrevista completa com o professor no vídeo abaixo:

 
Entrevista com Professor de Educação física - Rodrigo Mansano - Edição Denis Felipe
 

Tati Bergamo

A convidada especial é a engenheira ambiental e corredora amadora, Tati Bergamo

Durante o bate-papo, Tati explicou que sente algumas diferenças entre correr na rua e na esteira. “Principalmente nos fatores externos. Na esteira você consegue controlar a temperatura. Na rua o vento muda muito, a inclinação é diferente. Na esteira você coloca a velocidade x e sempre será essa velocidade”, pontua. 

Tati frisa que também sente diferenças físicas na corrida. “Na minha opinião, sinto, por exemplo, que muda muito meu jeito de correr na rua e na esteira, mecanicamente falando. Eu não sei explicar, mas quando treino na esteira fico com dores pós-treino em lugares diferentes, parece que minha cadência é menor na esteira do que na rua”, acredita.

Tati ainda falou sobre os tênis que utiliza durante as atividades e qual foi o maior desafio que já enfrentou correndo pelo mundo. 

Confira a entrevista completa: 

 
Entrevista com Atleta Amadora Tati Bergamo - Reprodução Correio do Estado
 

Felpuda


Candidato a prefeito de cidade do interior foi buscar “inspiração” para elaborar seu programa de governo.

Assim, não se fez de rogado em beber da fonte de prefeito que tenta a reeleição em município da Bahia.

O dito-cujo cá dessas bandas copiou as propostas e vinha as apresentando como sendo de sua autoria.

A população já descobriu o plágio e ainda aguarda uma explicação.

Se não houver, as urnas certamente a darão.