Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

GIBA UM

"Chamar o tributo sobre pagamentos eletrônicos de nova CPMF é maldade ou ignorância”

Ministro Paulo Guedes, sobre o novo imposto sobre pagamentos eletrônicos
07/08/2020 05:00 - Giba Um


O Confaz já fez sua parte, autorizando os estados a zerar a alíquota do ICMS para o medicamento Zolgensma, para tratamento da Atrofia muscular espinhal, que afeta um a cada 10 mil recém-nascido no mundo.

Mais: agora, vem a etapa dura: o Ministério da Saúde garantir junto à equipe econômica verba para a importação e disponibilização do remédio no SUS. É a droga mais cara do mundo. E custa US$ 2 milhões cada dose.

 

“É um manicômio tributário. Não aumentaremos a carga de impostos. Chamar o tributo sobre pagamentos eletrônicos de nova CPMF é maldade ou ignorância”, 

de PAULO GUEDES // ministro da Economia, sobre o novo imposto.

 

In – Strogonoff de frango

Out – Strogonoff de carne

 
 

De salto alto 

A cantora, compositora e atriz Rihanna está na capa de Harper’s Bazaar da Rússia, que traz um ensaio para lá de divertido, algumas das fotos ela aparece em situações do dia-a-dia como o abrir de uma geladeira, mas com um detalhe, sempre de salto alto. Rihanna que está há quatro anos está sem gravar revelou que em breve estará lançando um novo CD. “Estou sempre trabalhando com música e quando estiver pronta para divulgá-la da maneira que me sinto bem, ela sairá. E os fãs não ficarão desapontado quando acontecer, vai valer a pena a espera”. Neste tempo afastada da música a cantora se dedicou as suas quatro empresas, Fenty (roupas) Fenty Beauty (cosméticos), Fenty Skin (linha de cuidados com a pele) e Savage x Fenty (lingerie). E no mês passado ampliou sua marca criando a Fenty Shoes, em parceria com a estilista Amina Muaddi.

Flávio para crianças 

Para ilustrar pagamentos sem origem, o senador Flávio Bolsonaro vem recorrendo a histórias de livros para crianças. Os enredos surpreendem. O MP descobriu que o sargento Diego Ambrósio pagou um boleto de R$ 16,5 mil em nome da mulher dele. Versão de Flávio: estavam num churrasco, a prestação estava para vencer e sensibilizado, o policial teria se oferecido para abater a dívida. Amigo é para essas coisas. Há mais historinhas de Flávio Bolsonaro: quiseram saber por que Fabricio Queiroz pagava o plano de saúde e a escola das filhas do senador. Ele explicou: “Eu pego o dinheiro meu, dou para ele, ele vai ao banco e paga para mim”. O que até  poderia ser normal se não fosse o fato de Queiroz ter recebido repasses de pelo menos 13 assessores do chefe. Mais: na loja de chocolates, a maioria das pessoas pagavam em dinheiro vivo. “Se a pessoa chega com dinheiro para comprar, eu não vou aceitar?”.

 
 

Presente ganho 

A atriz Andrea Beltrão, 56 anos, que agora pode ser vista de duas maneiras diferentes na Globo como Sueli na reprise do humorístico Tapas & Beijos e na minissérie Hebe, onde ela interpreta a própria apresentadora, que teve muito orgulho de interpreta-la e revelou que ganhou no final das gravações “Ganhei todas as joias. A família me deu de presente”. E não foi só isso que ela ganhou nas gravações: “Ganhei uma fascite plantar também”, tudo porque está costumada com sapatos baixos teve que usar saltos altos nas gravações. Fora da TV aberta desde 2017, deverá voltar às novelas no ano que vem. Foi escalada para novela Um lugar ao sol (título provisório) que substituirá Amor de Mãe.

Infiltrado

O delegado Cleo Matusiak foi escolhido para assumir a coordenação-geral da Polícia Fazendária, órgão vinculado a diretoria da Investigação e Combate ao Crime Organizado da Polícia Federal. A indicação foi do próprio ministro André Mendonça. Trata-se de rara brecha concedida pelo governador Bolsonaro a um integrante da “República de Curitiba”. Matusiak integrou a força-tarefa da Lava Jato em 2018, quando estava na superintendência da PF no Paraná.

 
 

Indexador

Gilmar Mendes deu um nó na Justiça do Trabalho. O motivo é a liminar concedida pelo ministro, autorizando a aplicação tanto da TR quando do IPCA-E na correção de dívidas trabalhistas. Há um acordo tácito na Justiça do Trabalho pela manutenção do uso do IPCA-E, que já vinha sendo utilizado e é mais favorável aos trabalhadores. O receio é que a liminar abra uma brecha para que os empregadores apresentem embargos contestando o índice. Detalhe: há alguns anos, o próprio STF considerou inconstitucional o uso da TR em processos trabalhistas.

A conta não fecha

Dos R$ 120 bilhões que o governo quer arrecadar com o novo imposto sobre transações, R$ 70 bilhões seriam destinados para custear a desoneração da folha de pagamento. Pelo modelo em estudo na área econômica, seria necessários R$ 40 bilhões para a desoneração do salário mínimo, que seria integral e outros R$ 30 bilhões para bancar uma redução de 20% para 15% da contribuição patronal do INSS para as demais faixas salariais. Sem a arrecadação de R$ 120 bilhões – que viriam da criação, caso aprovado pelo Congresso, de imposto sobre transações com uma alíquota de 0,2% - seria praticamente impossível garantir essa redução da carga tributária sobre a folha de pagamento.

OUTRO PROBLEMA

Apesar de todo esse debate em torno de aumento da base de arrecadação, a equipe econômica tem outro problema pela frente. Para conseguir cria o Renda Brasil  e o Programa Carteira Verde-Amarela é preciso reduzir outras despesas obrigatórias e focalizar programas, para conseguir que esses gastos fiquem dentro do teto. Por mais que o governo consiga elevar a receita, o teto de gasto não se altera porque é definido com base na despesa do ano anterior e corrigido pela inflação, que está caindo.

Alerta

Armínio Fraga e Affonso Celso Pastore, dois ex-presidentes do Banco Central estão alertando para os riscos da tendência do encurtamento do prazo da dívida pública, num ambiente de muita incerteza sobre a manutenção do teto de gastos, a principal âncora fiscal do país. O Tesouro Nacional pode até ganhar algum tempo emitindo títulos públicos de curto prazo, mais baratos. Mas ficará cada vez mais vulnerável a uma súbita mudança de humor dos mercados.

DESMONTE

Simultaneamente aos desmonte da Lava Jato, procuradores do MPF apontam que Augusto Aras estaria também agindo para desarticular também a Operação Greenfield, que investiga irregularidades nos fundos de pensão. A força-tarefa do Greenfield é um exército de um homem só, o procurador Anselmo Lopes. O desmanche se dá justo no momento em que o MPF denunciou à justiça 13 ex-dirigentes da Previ, Petros e Funcef, o que poderá ensejar acordos de delação e novas linhas de investigação.

Dia dos Pais

Apesar da pandemia, a maioria dos brasileiros (79%) pretende comemorar o Dia dos Pais. Para 54%, a principal forma de festejar é reunindo a família, só que de maneira diferente: os passeios e as idas a restaurantes serão substituídos por delivery e encontros por videoconferência. A pesquisa foi realizada para área de Inteligência de Mercado da Globo, que entrevistou 1.165  pessoas de diferentes idades e classes sociais.

PRESENTE

Pesquisa feita pela Superdigital mostra que 75% dos brasileiros das classes C e D pretende presentear os pais na data comemorativa. Dos que pretende dar presentes 33% darão alguma peças de vestuário ou acessórios;  15% preferem dar perfume; 10% darão algum eletrônico; 8% darão celular. E 23% ainda não sabe o que darão. Mais: 41,2% dos entrevistados que darão presente pretendem gastar  entre R$ 50 a R$ 100, 22% darão presentes no valor entre R$ 100 e R$ 200, 21% gastarão até R$ 50 e 15% acima de R$ 200. Mais: 59% pretendem ir até uma loja física para comprar o presente e 41% comprarão pelo internet. Das compras feitas 26% pretendem pagar com dinheiro; 24% com cartão de crédito à vista; 22% com cartão de crédito parcelado; 19% com cartão de débito e surpresa 1% pretendem pagar com cheque, hoje, algo raro de se ver.

MISTURA FINA

- PAULO Guedes tem se preparado para os embates que terá no Congresso, onde enfrentará várias vezes um tiroteio com parlamentares da oposição contra a proposta de reforma tributária. Chegou, inclusive, a passar por um média training. Ele é considerado bom de oratória, mas, sabidamente, de pavio curto, o que, às vezes, mela a conversa. 

- WILSON Witzel está encalacrado até o pescoço com denúncias de irregularidades em licitações, sondou Henrique Mandetta para assumir a Secretaria de Saúde do Rio. Nada feito: o ex-ministro não  está disponível para ser fiador anti-impeachment de ninguém.

- BASTANTE próximo de Jair Bolsonaro, o almirante Flávio Rocha, secretário de Assuntos Especiais da Presidência, tornou-se também uma figura muito influente junto aos general Luiz Eduardo Ramos (Governo). Rocha tem ajudado informalmente o ministro na articulação política.

- SE a pandemia deixar, a ministra da Agricultura, Teresa Cristina pretende ir à Rússia ainda este ano para tentar reverter o embargo a frigoríficos brasileiros.

- RODRIGO Maia comprometeu-se com a ministra Damares Alves a acelerar a votação do projeto de lei que prevê penas mais rigorosas para casos de abuso sexual de criança e adolescente cometido por religiosos. A proposta estabelece ainda o aumento da idade de prescrição do delito de 70 para 80 anos.

- NOS bastidores de Brasília, comenta-se os conchavos entre parlamentares para a aprovação da chamada “PEC do Fraldão”, ampliando de 75 anos para 80 anos a idade limite para a aposentadoria do setor público, a fim de estender por mais cinco anos a permanência dos atuais ministros do Supremo. O objetivo seria impedir que Bolsonaro possa nomear ministros da Alta Corte. No pacote seria aprovada a regra de reeleição para presidentes da Câmara e do Senado.

- A INADIMPLÊNCIA da Eleva, super escola de Jorge Paulo Lemann, subiu 15% desde o início da pandemia. As mensalidades chegam a R$ 10 mil.

Felpuda


Os bastidores fervem com a ciumeira que vem acontecendo em alguns municípios, onde determinados candidatos estariam sendo mais prestigiados que outros depois das alianças que foram formalizadas nas convenções. As queixas só aumentam, e as lideranças partidárias já não sabem o que fazer, temendo a possibilidade de que a vitória vá para o ralo. A bronca maior está entre integrantes das chapas puras de vereadores que se coligaram na majoritária. E salve-se quem puder!