Clique aqui e veja as últimas notícias!

CLÁUDIO HUMBERTO

Chanceler alemã Angela Merkel: “Isso é inaceitável”

Chanceler alemã Angela Merkel, sobre as mortes por covid, em discurso emocionado
11/12/2020 08:22 - Cláudio Humberto


Governador paga mico fazendo lobby por vacina

Dizendo representar outros governadores, o piauiense Wellington Dias (PT) jogou para a plateia, no lobby pela vacina da Pfizer, pressionando a Anvisa a autorizar seu uso emergencial. A jogada foi prontamente desmascarada. 

Além de listar os requisitos para obtenção da autorização, a agência reguladora foi explícita quanto a quem cabe formular o pedido: às empresas. 

A Anvisa também explicou que nenhum dos laboratórios fez pedido e qualquer autorização emergencial só será feita diante de um pedido dos responsáveis pelos estudos clínicos.

Acompanhe as últimas notícias

Atalho seguro

Para a diretora da Anvisa Alessandra Soares, uso emergencial é válido, mas observados “requisitos mínimos de segurança, qualidade e eficácia”.

Jogo de cena

O bancário petista Wellington Dias chegou a fixar prazo de 72 horas para a Anvisa autorizar o uso emergencial. Ele não sabe o que diz.

Holofote na vacina

O marqueteiro e governador João Dória fez uma plaquinha “#vacinajá”, mas pedido de registro da sua vacina à Anvisa, que é bom, nada.

Regras claras

A Anvisa divulgou critérios como estudo na fase 3, com testes no Brasil e, caso seja liberada, uso exclusivo no SUS, proibida a comercialização.

Vacina: Sinovac admite não ter dados sobre eficácia  

O governador paulista João Doria tem feito forte pressão para vender ao Ministério da Saúde a vacina do laboratório chinês Sinovac, por meio do instituto Butantan, alegando inclusive sua “eficácia”.

Mas Doria poderia solicitar explicações ao dono do laboratório Sinovac, Yin Weidong, cuja empresa admitiu à agência de notícias Bloomberg não dispor de dados sobre a eficácia da vacina, rebatizada no Brasil de “Coronavac”. 

O laboratório chinês prevê para janeiro a divulgação desses resultados.

Ops, errei

O laboratório estatal da Indonésia PT Bio Farma anunciou que seus testes revelaram “eficácia” de 97% da Coronavac, mas voltou atrás.

Nem quem faz

O PT Bio Farma teve de se desdizer, após o parceiro Sinovac anunciar que também não tem resultados sobre a eficácia da vacina que produz.

Ninguém sabe

Nem mesmo o Instituto Butantan tem resultados sobre a eficácia da Coronavac. A estimativa é que o resultado saia no dia 15.

Perder poder faz mal

Amigos do deputado Rodrigo Maia ficaram preocupados ontem com seu nervosismo, bufando de ódio contra o presidente da República. “Ele não está sabendo sair de cena”, disse um aliado paulista, penalizado.

Que triste fase

A OAB vive uma triste fase. Perdeu de novo no STF, ao tentar obrigar o presidente da República a nomear o mais votado em listas tríplices. A direção da OAB parece não haver entendido que “lista tríplice” oferece três opções a quem nomeia. Ou seja, Bolsonaro tem agido corretamente.

Recordes seguidos

Mais uma boa notícia do campo: o terceiro levantamento da Conab sobre a safra 2020/21 revelou mais um recorde na colheita de grãos: serão 265,9 milhões de toneladas, 9 milhões ou 3,5% a mais que a anterior.

CNJ está de olho

Conselheiros do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) estão espantados com o juiz Elci Simões, do TRE do Amazonas. Ele já foi punido pelo CNJ por absolver o enroladíssimo ex-prefeito de Coari Adail Pinheiro. 

Agora, dá sinais de ajudar o atual prefeito Adail Filho em ação de inelegibilidade.

Futuro incerto

É incerto o futuro do quase ex-presidente da Câmara Rodrigo Maia. Continuar na política parece pouco promissor: ele teve 74 mil votos em 2018, perdeu até para Flordelis (PSD), que somou quase o triplo.  

Fechem a ECT

É um “pedala” nos Correios o artigo do jornalista Irineu Tamanini no site Diário do Poder: “Fechem a ECT. Não serve para nada”. Descreve a decadência da estatal que hoje já não consegue entregar documentos em um prazo razoável, mesmo cobrando caro pelo serviço Sedex.

Hipocrisia revelada

Cansado de ouvir demagogia do Psol sobre 50% de pretos ou pardos na Câmara, Marcel van Hattem lembrou que o partido tem 70% de brancos e dois suplentes negros. Sugeriu a renúncia para adequação ao discurso.

Grosso da guerra

Há 79 anos, em 11 de dezembro de 1941, Alemanha e Itália declaravam guerra aos EUA, após a nação norte-americana declarar guerra ao Japão pelo ataque em Pearl Harbor. Foi o início oficial da guerra global.

Pergunta na interpretação

Que fase a do general Ramos: afinal, “Traíra” é pior que “Maria Fofocas’?

PODER SEM PUDOR

Nada a declarar

Gonçalo dos Santos foi eleito deputado estadual no Amazonas, nos anos 1950, mas entrou mudo e saiu calado do mandato, sem fazer discursos na Assembléia. Não se reelegeu e os colegas resolveram insistir para que ele finalmente fizesse um discurso, o de despedidas.

Ele não queria, os deputados insistiram, empurraram-no, até que ele subiu à tribuna: “Senhor presidente, não aguento mais. Por favor, aquiete esses meninos!” Desceu da tribuna e foi embora, para nunca mais voltar.