Clique aqui e veja as últimas notícias!

NUTRIÇÃO E BOA FORMA

Cinco dicas de um especialista para treinar com segurança durante o Verão

Professor de educação física explica como potencializar o treino, mas com cuidado para evitar lesões
21/12/2020 07:30 - Naiane Mesquita


Praticar exercícios durante o verão exige alguns cuidados, seja com as altas temperaturas que podem causar algum tipo de mal-estar ou com o exagero em busca de resultados em pouco tempo. De acordo com o professor de Educação Física, Rafael Valente, para evitar estes problemas, o ideal é sempre contar com a orientação de especialista. 

“Busque se exercitar sempre com orientação, até mesmo para alcançar desempenho e resultado de forma mais eficaz, independente se em curto ou longo prazo”, afirma Valente. 

O professor ressalta que mesmo durante a pandemia do novo coronavírus, o ideal é manter os exercícios em dia, principalmente para evitar o sobrepeso e a obesidade, considerada uma comorbidade para o agravamento da doença. “Há meios de se buscar um resultado de forma mais imediata e o profissional de Educação Física consegue atender essa necessidade atuando junto e promovendo maior de qualidade de vida, de forma segura e potencializada”. 

De qualquer maneira, opte por praticar as atividades ao ar livre, evitando o risco de contaminação, e de preferência antes das 10h ou depois das 16 horas, evitando o horário de pico do calor. Além disso, o aconselhado é utilizar protetor solar, ter uma alimentação leve antes da prática e hidratar com frequência, não esperando ter segue para beber líquidos.

Com isso em mente, confira cinco dicas para a prática responsável:

 

1) Busque orientação de um profissional: o profissional de educação física é responsável por avaliar a capacidade física e traçar um plano sob medida e exclusivo conforme necessidades e objetivos de cada pessoa. Segundo Valente, “trata-se da Atividade Física Estruturada, que é aquela com planejamento e supervisão desse profissional”, ressalta. 

 

2) Observe os limites do corpo: mesmo com a supervisão profissional, algumas pessoas aumentam cargas por iniciativa própria ou agregam exercícios à rotina que podem não alcançar o efeito desejado, por isso, é importante observar os próprios limites e sempre dialogar com o profissional sobre as mudanças desejadas.  

 

3) Estabeleça metas: traçar um plano com prazos e objetivos é essencial para manter-se atento ao cronograma de exercícios, bem como acompanhar resultados e a evolução gradual dos treinos.  

 

4) Mantenha uma rotina: há quem acredite que tudo que se execute diariamente, pelo período de 21 dias, passa a ser incorporado como um hábito. Verdade ou não, é importante se manter sempre ativo, respeitando o período de descanso prescrito pelo profissional. Buscar aquela motivação para cumprir a agenda de exercícios ajuda a evitar as famosas desculpas para faltar ao treino.   

5) Busque ajuda multiprofissional: Um conjunto de fatores associados contribui para se alcançar a meta desejada. Por isso, o professor da Uniderp recomenda buscar orientação de nutricionistas, médicos, fisioterapeutas, esteticistas e outros profissionais da área de saúde e estética.