Clique aqui e veja as últimas notícias!

CLÁUDIO HUMBERTO

Clever Vasconcelos, constitucionalista: “Me sinto envergonhado”

Clever Vasconcelos, constitucionalista, sobre o STF ignorar a Constituição para autorizar a reeleição da dupla Maia/Alcolumbre
05/12/2020 08:20 - Cláudio Humberto


Doria bate e Bolsonaro cresce: o dobro de votos

Não tem dado certo a estratégia do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), pré-candidato a presidente em 2022, de atacar com frequência o ocupante do cargo, Jair Bolsonaro, e tentar se apresentar como o “pai da vacina”. 

Levantamento nacional do Paraná Pesquisa mostra que Doria é um dos oponentes mais fracos de Bolsonaro, tem quase 10 vezes menos intenções de voto. Em eventual 2º turno entre os dois, a vitória hoje seria categórica: Bolsonaro teria mais que o dobro de votos: 51,1% a 23,8%.

Pouco promissor

Em um cenário sem Lula e com Sérgio Moro, Bolsonaro está em primeiro na pesquisa, com 33%, e Doria em sétimo, com 3,7%.

Desempenho igual

Com Lula na disputa, Doria sobe para 3,8% e chega a 4,8%, com Ciro Gomes no lugar de Lula. Bolsonaro também lidera nos dois cenários.  

Muito a melhorar

Segundo os níveis de escolaridade, Doria oscila entre 3,6% e 3,8%. Tem baixa adesão de jovens (2,2%), mas melhora entre os mais velhos: 5%.

Tem gente pior

O cartaz se Doria como presidenciável é baixo, mas pior é o de outro governador, Flávio Dino, do Maranhão, que soma apenas 1%.

STF faz política para beneficiar Maia e Alcolumbre  

Em julgamento estranhamente virtual, apesar de sua relevância, com votos na madrugada, o Supremo Tribunal Federal (STF) sinaliza uma decisão política para atender a ambição de reeleição dos presidentes do Senado e da Câmara. 

É até chocante o “jeitinho” em curso, ignorando, em vez de proteger, o parágrafo 4º do artigo 57 da Constituição, que proíbe categoricamente a reeleição dupla Rodrigo Maia/Davi Alcolumbre.

Constituinte supremo

Para o mestre em Direito Constitucional Acácio Miranda Silva Filho, “o STF encampa atribuições de constituinte” ao ignorar a Constituição.

Vergonha alheia

O constitucionalista Cléver Vasconcelos sente vergonha do que se passa no STF, com a “desobediência latente” que abre precedentes perigosos.

Perpetuidade de mandatos

Cléver Vasconcelos adverte que o casuísmo pode liberar reeleições até na Justiça, no próprio STF, e assembleias e câmaras por todo País.

Nome irrelevante

Flávio Dino (PCdoB) foi incluído pelo Paraná Pesquisa em cenário de disputa presidencial sem Lula e Haddad. Nem assim o governador do Maranhão se torna relevante: tem apenas 1,2% das intenções de voto.

DF fez ótimo negócio

Brasília teve uma sexta-feira histórica: avaliada em R$1,4 bilhão, a estatal de energia CEB foi arrematada com ágio de 76%, R$2,5 bilhões, pela Bahia Geradora de Energia. E o governador Ibaneis Rocha (MDB) tira de suas preocupações a dívida de R$800 milhões da empresa.

Vice falante

O comentarista de obviedades Hamilton Mourão, vice nas horas vagas, desenvolveu apreço pela própria voz. O general enveredou no setor de palestras e falará nos 126 anos da Associação Comercial de SP.

Apelo ao inchaço

Derrotado nos dois maiores colégios eleitorais do Estado, o governador Renan Filho (MDB) apela ao inchaço da máquina para tentar fortalecer o próprio projeto em 2022: prometeu abrir 5 mil vagas na pobre Alagoas.

Trabalhar pra quê?

A partir de segunda-feira (7), faltam apenas 15 dias para o recesso no Congresso. Em vez de votar o orçamento, por exemplo, patina com a reeleição inconstitucional de Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre.

Rádio no celular

O parlamento do Chile aprovou uma lei que obriga todos os celulares comercializados no país a ativar a funcionalidade que permite a sintonia de emissoras de rádio FM. A ideia é evitar que os consumidores sejam obrigados a utilizar o pacote de dados para ouvir o rádio.

Sobre violência

Acusado de assédio por uma dúzia de mulheres, o diretor global e humorista Marcius Melhem há menos de um ano denunciava apoiadores de Bolsonaro em entrevista. Violência sexual não entrou na pauta.

Apesar da covid

O governo do Peru anunciou acordo com o Reino Unido que vai permitir que 95% dos produtos peruanos vendidos no país europeu sejam isentos de impostos. Em 2019, as exportações peruanas já bateram recorde.

Pensando bem...

...com julgamento virtual à meia-noite, o STF mostrou que surpresas não têm mais hora nem local para acontecerem.

PODER SEM PUDOR

Espírito natalino

Às vésperas do Natal de 1991, como sempre, os senadores votavam em esforço concentrado uma pequena redução nos próprios salários, rolagem de dívida dos Estados, incentivo fiscal para usineiros e a “renda mínima” de Eduardo Suplicy. 

O maranhense Epitácio Cafeteira pediu a palavra: “Baixou o espírito natalino no Senado: vamos votar a redução do nosso próprio salário, rolar a dívida de quem não paga, conceder incentivo a quem é inadimplente e dar dinheiro a quem não trabalha...”