Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CLÁUDIO HUMBERTO

“Não se combate o crime cometendo crime”, afirma ministro Gilmar Mendes

Ministro Gilmar Mendes sinalizando que o STF anulará mesmo sentenças de Sérgio Moro
31/08/2020 04:00 - Cláudio Humberto


“Não se combate o crime cometendo crime”
Ministro Gilmar Mendes sinalizando que o STF anulará mesmo sentenças de Sérgio Moro

‘Assustador’, diz procurador sobre decisões do STF
Ao criticar o Supremo Tribunal Federal (STF) por proibir a polícia de combater o crime em favelas do Rio, o procurador de Justiça Marcelo Rocha Monteiro desabafou nesta sexta (28), indignado. 

Para ele, “é assustador como o STF está sempre disposto a atender demandas dos bandidos”, referindo-se, por exemplo, à proibição de uso de helicóptero pela polícia. Proibir helicóptero é antigo sonho dos bandidos, lembra. O tiroteio de 27 horas entre facções pelo controle do Morro de São Carlos, no Rio, entre quarta e quinta, “devem ir para a conta do STF”, acusou.

Decisão do STF é ilegal
Marcelo Rocha Monteiro denuncia a ilegalidade na decisão: “não há lei que impeça uso de helicóptero, por isso a decisão do STF é ilegal”, diz.

Demanda de bandidos
Helicóptero permite localizar e neutralizar criminosos mais rapidamente e encurta a duração de tiroteios, por isso bandidos temem o equipamento.

Segurança é com governo
Para ele, isso é assunto de governo: “No Judiciário não há eleitos para definir política de segurança”. E que no STF ninguém entende do tema.

Ministro são inexperientes
“De quantas operações policiais o ministro Fachin participou?”, pergunta o procurador, desafiador, “o que eles sabem sobre isso?”

Governo do DF vê MP de Contas burlando sentença
O Ministério Público junto ao Tribunal de Contas do Distrito Federal tentou “driblar” decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que o obriga abordar órgãos do governo do DF somente através da presidência da corte e não mais diretamente, como fazia. 

O problema é que membros do chamado “MP de Contas” continuaram a agir como antes, utilizando-se de um subterfúgio: a Lei de Acesso à Informação. Vai dar confusão.

DF avalia queixa ao STF
O governo do DF vê o MP de Contas tentando burlar a decisão do STF e decidiu ignorar suas iniciativas. Mas avalia apresentar queixa ao STF.

Decisão é de Toffoli
A decisão que os integrantes do MP de Contas tentam driblar foi adotada pelo próprio ministro Dias Toffoli, presidente do STF.

Não é ministério público
O DF também anulou no STF penduricalhos salariais pagos a membros do MP de Contas como se eles fossem do Ministério Público da União.

Nosso dinheiro tungado
O Fundo Partidário surrupiado dos nossos bolsos já distribuiu R$558 milhões a 23 partidos, entre janeiro e agosto, informa o TSE. O PSL, ex-partido de Bolsonaro, levou R$65 milhões. Já o PT, R$54 milhões.

Já foi tarde
Completa quatro anos nesta segunda-feira (31) o afastamento definitivo da petista Dilma Rousseff da Presidência da República, após quase quatro meses de impeachment e cinco anos e meio no cargo.

A vida como ela é
Viraliza o desabafo de capitão do Bope do Rio, ignorado na imprensa, sobre consequências de o STF proibir polícia nas favelas. Diz que, sem polícia por perto, traficantes fazem vídeos arrancando o coração de rivais e meninas bonitas são retiradas dos pais, na marra, pelos vagabundos.

#VaiPassar
Depois de passar mais de um mês acima de 1.000, a média diária de mortes pelo novo coronavírus no Brasil segue a tendência de queda observada há mais de duas semanas e já está abaixo de 900.

Primeiro, fazer o certo
Em vez de retomar o serviço de excelência do passado, os Correios insistem em greves, a pretexto de “luta contra privatização”, para manter regalias e privilégios de custo bilionário que quebraram a empresa.

Conveniente
O Código de Ética da Câmara proíbe reuniões virtuais, e isso tem sido usado como pretexto para paralisar processos de cassação durante a pandemia. O corregedor Paulo Bengston (PTB-PA) tenta mudar isso.

O ‘novo normal’
Pesquisa do Sebrae com empresários de onze segmentos, indica que o comportamento e o consumo dos clientes mudaram na pandemia e já criam transformações nas empresas, que vão priorizar vendas online.

Mundo está perdido
Um padre roubou em Goiás, um pastor no Rio de Janeiro preso, uma pastora assassina e um espírita estuprador. Como diz a música de Raul Seixas, “pare o mundo que eu quero descer”.

Pensando bem...
...o ministro Paulo Guedes pode pedir música quatro vezes: desde a posse já foi alvo de uma dúzia de notícias de sua “iminente demissão”.

PODER SEM PUDOR

Herança maldita
Secretários do governo gaúcho estavam inconformados com o estilo light do então governador Germano Rigotto (MDB), que jamais criticava abertamente a herança recebida de Olívio Dutra (PT). 

Os secretários fizeram essa cobrança ao próprio Rigotto durante reunião, em 2003. Alceu Moreira (Habitação), ex-prefeito de Osório, conhecido por não ter papas na língua, desabafou sobre o jeito petista de governar: “Se eu fizesse na prefeitura de Osório o que encontrei na secretaria, estaria na cadeia...”

 

Felpuda


Como era de se esperar, as pesquisas mexeram nos ânimos de candidatos, principalmente daqueles que apareceram com índices pífios.

E assim, muitos deles certamente darão novo rumo às suas campanhas eleitorais.

A maioria, é claro, tenta mostrar otimismo, e o que mais se ouve por aí é que “agora o momento será de virada”.

Como disse atento e irônico observador: “Tem gente por aí que poderá virar, sim. Mas virar gozação!”. Ui...