Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

GIBA UM

“A imprensa começa a incensar magistrado e ele já se vê como candidato à Presidência”

Ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal
03/08/2020 01:00 - Giba Um


“A imprensa começa a incensar determinado magistrado e ele já se vê como candidato à Presidência da República sem nem conhecer o seu estado, sem ter ideia do que é a vida pública”.

de DIAS TOFFOLI // presidente do STF.

 

O Brasil ocupa o segundo lugar no ranking dos países que mais tempo passa nas redes sociais, cerca de 3h43m por dia contra, 2h5m da média mundial. Segundo a Anatel, o uso da internet durante a pandemia cresceu 50%.

Mais: o dado que impressiona consiste nos 64 milhões de brasileiros que não tem acesso à internet. Essa exclusão digital atinge crianças jovens pobres que não podem ter aulas, baixar deveres de casa.

 
 

À pleno vapor

A modelo Isabeli Fontana, 31 anos, está em pleno vapor depois de se recuperar do Covid-19, apesar de ter apresentado poucos sintomas. Ela contou que teve pequena dor no peito e um dia de febre e como seu marido Di Ferrero tinha sido diagnosticado com o vírus foi al hospital. E depois se isolou com marido, ficando longe dos filhos. Capa e recheio de M magazine de Milênio, ela conta o que aprendeu com o isolamento: “Sou muito brava e nervosa. Minha família toda é assim. Quero mudar porque sofro com esse comportamento. Tenho certeza de que essa doença veio para me mostrar isso”. Ela acredita que a doença a fez diminuir o ritmo de trabalho. “Estou nesse ritmo desde os 13 anos, tenho 37! Era uma criança quando comecei. Outro dia, me olhei no espelho e não vi mais aquela menina. Envelheci e não vi o tempo passar”.  

Nova jogada

A tabelinha entre Jair Bolsonaro e Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, não se limita à polêmica MP 984, que alterou as regras para a vendas de direitos de transmissão de futebol. Landim tem feito gestões junto a Bolsonaro para a mudança da Lei de Acesso Condicionado, que regula a TV paga no país. A medida pode virar pelo avesso o concorrido mercado de aquisição de eventos esportivos no país. A principal guinada seria a permissão para que as empresas de telefonia celular e operadora de TV por assinatura possam comprar direitos de exibição de partidas de futebol. Se a MP 984 embaralhou o mercado e lançou insegurança jurídica sobre contrato em vigor, ao dar ao mandante a prerrogativa de negociar suas partidas, a alteração da Lei de Acesso Condicionado poderá provocar um imbróglio ainda maior. A mudança abriria as portas desse setor para fortes players estrangeiros que hoje estão fora do game. Vivo e Claro poderiam entrar pesado na aquisição dos direitos de transmissão dos principais campeonatos de futebol do país, hoje restrito às emissoras de TV e plataformas de streaming.

 
 

Coisas boas

A cantora e atriz Karen Hills, ex-Rouge, 41 anos compartilhou com os fãs que sua vida tinha virado de ponta cabeça por causa da pandemia e por isso foi obrigada a pedir o auxílio emergencial.  Ela estava na peça Donna Summer Musical, dirigido por Miguel Falabella, que havia estreado em São Paulo no começo de março e foi por causa do distanciamento social do Covid-19. Após seu desabafo, recebeu algumas propostas de trabalho e promete que se tudo for concretizado irá suspender ou devolver o valor do auxílio. “Lógico, tudo isso se confirmando, eu farei a suspensão imediata do benefício, pois considero esse um dever ético quando não se necessita mais de tal benefício”.  

Cartas marcadas

A cena atual do futebol, a MP 984 e da Mudança da Lei de Acesso Condicionado (SeAC) são faces da mesma moeda. Nos dois casos, a possibilidade de contrariar interesses corporativos da Globo parece galvanizar a relação entre Bolsonaro e Rodolfo Landim, presidente do Flamengo. O cartola recusou-se a vender à emissora direitos de transmissão dos jogos do clube no Campeonato Carioca. E ainda levou a final para o SBT, hoje uma espécie de “Sistema Bolsonaro de Televisão”.

 

InRosbife com molho bernaise  

Out Rosbife molho chimichurri

 
 

Atacadas

O ministro Humberto Martins, corregedor nacional de Justiça, decidiu determinar que o ministro Aloysio Corrêa da Veiga (TST), corregedor-geral da Justiça do Trabalho, investigue o desembargador José Ernesto Manzi, presidente da Terceira Câmara do TRT da 12ª Região, em Santa Catarina. É que, na sessão virtual do julgamento, ele interrompeu o voto da desembargadora Quézia de Araújo com grosseria: “Isso, faz essa carinha de filha da p...”. Na semana passada, também a ministra Ana Arraes, do TCU foi desrespeitada grosseiramente por um subalterno, em julgamento virtual.

Meta é R$ 300

A equipe econômica examina todas as despesas existentes para ver o que pode ser focalizado para o Renda Brasil. Um dos estudos mostra que com o orçamento do Bolsa Família (R$ 30 bilhões), abono salarial (R$ 18 bilhões) e seguro defeso (R$ 3 bilhões), a equipe teria R$ 51 bilhões que seriam suficientes para atender 57,3 milhões de beneficiários com um valor médio de R$ 232,00. Guedes quer chegar a R$ 300. Tinha cogitado R$ 350 antes, mas é muito alto diante das restrições fiscais existentes.

MÉDICOS

Com 21,6 mil médicos infectados pelo coronavírus no Brasil, o Congresso pressiona o governo para que seja cumprida a promessa de se realizar, ainda este ano, uma edição extraordinária de Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira (Revalida). O exame foi realizado pela última vez em 2017 e 15 mil médicos formados no exterior aguardam a medida.

Olho nos bancos

Antes do início da distribuição do auxílio, Bradesco, Itaú e Santander juntos tinham cinco vezes mais clientes do que a Caixa e, no primeiro trimestre, os três tinham realizados quase sete vezes mais operações de crédito do que a caixa. Roberto Luis Troster, ex-economista-chefe da Febraban, acha que surpreende a imposição de novas contas, quando a maioria já as possuía. A exclusividade do banco estatal não foi consistente com os princípios liberais.

ROMBO

A combinação entre queda de receita e aumento de gastos será dramática nos municípios acima de 100 mil habitantes em 2020 por causa da pandemia. As perdas serão menores do que as esperadas no começo da pandemia, segundo nota da Frente Nacional de Prefeitos, mas ainda assim o rombo pode chegar perto de R$ 30 bilhões. Só a perda de arrecadação do ISS (Imposto sobre serviços), principal tributo no nível municipal, deve chegar a R$ 13 bilhões.  

Nova cédula

A criação de uma nova cédula de R$ 200 foi justificada pelo Banco Central como necessária para atender a um aumento imprevisto por dinheiro vivo e economizar na fabricação de novas cédulas. A medida vai na contramão de outros países. Na Europa e mesmo em emergentes populosos e pobres  como a Índia, o esforço é para reduzir o uso do papel-moeda e eliminar notas de maior valor, em decorrência do avanço de outros meios de pagamentos, mas também para dificultar operações ilegais (drogas, contrabando, corrupção) que são feitas em dinheiro vivo.

Buchada de bode

Bolsonaro foi ao Nordeste, em plena campanha: máscara no queixo, chapéu de vaqueiro, montado numa égua e acenando e apertando a mão de meio mundo. Inaugurou uma adutora em Campo Alegre de Lourdes (BA) onde perdeu para Haddad por 89% a 11%. Com a máquina federal nas mãos, quer avançar sobre a última cidadela do lulismo. Só faltou comer buchada de bode. Ele aposta nos nordestinos para sua reeleição. No palanque em cinco minutos, citou Deus sete vezes e repetiu seu slogan eleitoral outras três vezes. E até ouviu gritar “mito”. Detalhe: a conquista do Nordeste não será tarefa fácil.  

CONQUISTA

Bolsonaro fará mais viagens pelo Nordeste. O Ministério de Desenvolvimento Regional organizou uma agenda por lá. A adutora inaugurada em Campo Alegre de Lourdes (BA) já estava quase pronta quando ele assumiu o governo, mas isso não foi lembrado. No começo do governo, Bolsonaro esnobou os nordestinos. Agora, aposta neles. Em junho, o Datafolha mostrou que ele registra 52% de opinião ruim e péssimo na região. É seu pior desempenho no país. O Chefe do Governo acha que, se conquistar o Nordeste, está mais do que reeleito.

MISTURA FINA

  • AINDA a ema, que virou personagem depois de ter bicado Bolsonaro, com uma caixa de cloroquina na mão: alguns irônicos dizem que não foi a cloroquina que curou o presidente, foi a bicada da ema. E por causa disso, deveria estar na nova cédula de 200 reais, que chega no final de agosto.
  • NO rastro do novo marco regulatório do setor, a Queiroz Galvão estuda entrar na área de privatizações da área de saneamento. Seu alvo é a mineira Copasa. Seria a volta do grupo às grandes licitações de concessões públicas depois da Lava Jato.
  •  DEPOIS de dois meses de queda, o crédito bancário a pessoa física voltou a crescer em junho, em mais um sinal de recuperação da atividade econômica. O crédito para empresas também começa a retomar um padrão mais normal, como a arrefecimento da demanda por linhas emergenciais e retomada de empréstimos de prazos mais longos. Na semana passada, o BC mostrou que o crédito a pessoas físicas cresceu 0,7% em junho, chegando a R$ 2.042 trilhões, após a retração de abril e maio.
  • EM meio ao processo de impeachment do governador Wilson Witzel, o Ministério Público do Rio tem recebido denúncias anônimas contra influentes deputados da Alerj.
  • A SENADORA Mara Gabrilli (PSDB-SP) já apresentou 18 projetos de lei e uma proposta de Emenda à Constituição durante a pandemia. Destes projetos foram aprovadas no plenário do Senado e agora tramitam na Câmara Dos Deputados.
  • A OBRIGATORIEDADE do uso de máscaras de proteção em todo país fez com que os brasileiros começassem a se preocupar com as região dos olhos. E segundo  a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, a blefaroplastia (cirurgia plástica que tem como objetivo remover o excesso de pele na pálpebra superior e de bolsas na pálpebra inferior devido ao processo de envelhecimento) agora é a terceira mais procurada, ficando atrás apenas das próteses de mama e da lipoaspiração do abdômen.
  • A REDE D’Or, que administra a maior rede de hospitais do país, com cerca de 50 unidades, criou um fundo, inicialmente de R$ 30 milhões, para adiantar pagamentos a médicos. Principalmente aqueles de especialidades não relacionadas à Covid-19, que tiveram perda de receitas de honorários durante a pandemia.

(Colaboração: Paula Rodrigues)

Felpuda


Os bastidores fervem com a ciumeira que vem acontecendo em alguns municípios, onde determinados candidatos estariam sendo mais prestigiados que outros depois das alianças que foram formalizadas nas convenções. As queixas só aumentam, e as lideranças partidárias já não sabem o que fazer, temendo a possibilidade de que a vitória vá para o ralo. A bronca maior está entre integrantes das chapas puras de vereadores que se coligaram na majoritária. E salve-se quem puder!