Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

CLÁUDIO HUMBERTO

Ex-ministro Delfim Netto: “Estamos em um manicômio tributário”

Ex-ministro Delfim Netto sobre os dados do IBPT indicando que o Brasil cria duas novas regras tributárias por dia
27/10/2020 08:17 - Cláudio Humberto


Empresa de compliance gerencia ‘fundão’ do PSL

O presidente nacional do PSL, deputado Luciano Bivar (PE), já transferiu quase R$18 milhões (exatos R$17.998,500) do Fundo eleitoral para candidaturas municipais de São Paulo. 

Só a candidata à prefeitura paulistana Joice Hasselmann recebeu R$5,65 milhões, que não foram liberados antes porque ela se demorou a enviar o recibo, exigência da Alvarez & Marsal, empresa norte-americana de compliance contratada pelo PSL, com atuação no partido Republicanos, dos Estados Unidos.

Muitas regras e cotas

Bivar explicou ser preciso equalizar as múltiplas regras e cotas (gênero, raça etc.) de acessos aos recursos, daí a necessidade de compliance.

Não foi bem assim

Joice se queixou em entrevista que os candidatos do PSL em São Paulo haviam recebido, em média, R$2,5 mil e ela R$2 milhões

Sem recibo, nada feito

Ele diz que o “compliance officer” só libera recursos do Fundo mediante recibo. “Enquanto isso, recursos são empenhados, mas não remetidos”.

Mais que suficiente

Para ser eleito, Jair Bolsonaro gastou R$ 2,8 milhões dos R$4,3 milhões arrecadados, metade do dinheiro já transferido à Joice Hasselmann.

Marinho oferece outra face e Guedes bate de novo

Apesar dos gestos de concórdia do ministro Rogério Marinho, o czar da Economia, Paulo Guedes, continua adotando uma atitude hostil em relação ao titular do Desenvolvimento Regional. 

Foi de Marinho, por exemplo, a iniciativa de bancar o nome de Vitor Eduardo de Almeida Saback, chefe da assessoria parlamentar do Ministério da Economia, para uma ambicionada diretoria da Agência Nacional de Águas (ANA).

Vitor fazia o plenário

O novo diretor da ANA foi premiado por sua dedicação às causas de Paulo Guedes no Congresso. Ele fazia o corpo-a-corpo, no plenário.

Marinho fora do Sesc

Em “retribuição”, o ministro Paulo Guedes retirou a chancela de Rogério Marinho para compor o conselho fiscal do Sesc.

Complementação salarial

A indicação para compor conselhos, como do Sesc, são utilizados para complementar os salários mensais de autoridades do Executivo.

Sem comunicação

O Itamaraty confirmou que não foi sido notificado pelo Ministério Público do Trabalho sobre as denúncias de agressões da embaixadora das Filipinas contra uma empregada doméstica que trouxe de Manila.

Multas pró-Amazônia

Segundo a AGU, as 72 ações judiciais da Força-Tarefa em Defesa da Amazônia contra desmatadores já totalizam mais de R$ 2,2 bilhões em multas cobradas. O grupo foi criado pelo governo em setembro de 2019.

Para quem precisa

Apenas ontem, o governo pagou R$420,2 milhões da segunda parcela do Auxílio Emergencial. Foram contemplados 1,6 milhão de beneficiários do Bolsa Família. No total, 16 milhões receberão o auxílio este mês.

Máscara não é polêmica

Pesquisa CNT/MDA divulgada nesta segunda (26) informa que apenas 3% da população disse “não utilizar máscaras em locais públicos”; enquanto 75,7% “sempre” usam a proteção e 21,3% “algumas vezes”.

Aliança política

Humberto Costa (PE) é o único senador do PT que assina a proposta de emenda à Constituição do tucano Izalci Lucas (DF), que propõe mandato de 8 anos para ministros de tribunais superiores (e STF) e listas tríplices.

Grátis e central

A Secretaria de Ciência e Tecnologia e o Metrô do DF inauguram nesta terça-feira (27) o “Wifi Social”, que fornece internet grátis para cidadãos de Brasília, na estação central do metrô, na Rodoviária do Plano Piloto.

2020 não é 2016

Segundo o Target Early, que faz levantamentos em tempo real sobre a eleição norte-americana, mais de 55,5 milhões já votaram. Desses, 49,4% são democratas, 40,8% republicanos e 9,9% não têm filiação.

Diferente, mas parecido

Presidente dos EUA, o republicano Donald Trump tem atualmente cerca de 30% de chances de ser reeleito, segundo as maiores casas de apostas. A uma semana da eleição de 2016, ele tinha cerca de 16%.

Pensando bem...

...quem lacra, só lucra em cima do presidente.

PODER SEM PUDOR

O sono do tédio

Eleita prefeita de São Paulo, Luíza Erundina foi a uma reunião com o prefeito Jânio Quadros, que logo caiu num sono profundo. 

A reunião durou duas horas, todos sussurrando para não incomodar o dorminhoco. Sem jeito, Erundina não sabia o que fazer: despedia-se do prefeito? Ia embora? 

O secretário de Negócios Jurídicos, Cláudio Lembo, cutucou Jânio: “Presidente, já terminamos.” O prefeito acordou, já com olhos arregalados, ajeitando-se na cadeira: “Sim? E o que decidiram por mim? Onde assino?”

 
 

Felpuda


A futura composição  dos 29 vereadores  em Campo Grande poderá ser diferente  da que foi oficializada, segundo o que  se tem ouvido,  com certa frequência, nas rodinhas de conversas dos meios políticos.  

Nova distribuição  das cadeiras poderá ocorrer e, assim, quem está prestes a entrar com pompa e circunstância poderá nem passar pela porta de entrada  e tomar posse de cadeira  para chamar de sua.  

O caldeirão está fervendo.