Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

GIBA UM

Eu tenho poder de pegar cada idoso lá e levar para um lugar É a família dele que tem que cuidar dele em primeiro lugar

de JAIR BOLSONARO, 65 anos, sobre proteção aos idosos alvos do coronavírus.
27/03/2020 05:00 - Giba Um


“Eu tenho poder de pegar cada idoso lá e levar para um lugar? É a família dele que tem que cuidar dele em primeiro lugar”,  
de JAIR BOLSONARO // 65 anos, sobre proteção aos idosos alvos do coronavírus.

No PT, há uma crescente aflição com o distanciamento de Lula nas articulações políticas para as eleições municipais deste ano. Até agora, a participação dele na campanha é uma incógnita.  

Mais: ele deverá subir no palanque apenas nas grandes cidades. Nos demais casos, depoimentos gravados para o horário eleitoral e olhe lá. Janja acha que ele precisa ter um tempo para ele.

 
 

De volta ao passado

Em tempos de quarentena, a modelo Renata Kuerten relembrou ensaio que fez para a revista espanhola KOOSS Magazine. Na legenda: “Louca para voltar a trabalhar”. A modelo está à frente do reality Um Show de Noiva e é jurada no programa Juju Bootcamp, ambos exibidos no canal E!. Por falar em noiva, Renata e seu noivo Beto Senna, devido a agendas cheias, adiaram o casamento. Ainda sem data só sabe que se casará na praia. “Não tenho noção do dia, mês ou semestre, mais vai ser este ano, até porque já quero engravidar logo depois, já vai tudo no embalo”. Aliás ela já tem até o vestido. “Eu sempre quis um modelo camisola, achava muito elegante, mas provei um e minha mãe não gostou. A opinião dela conta muito para mim. Então, eu provei um no estilo princesa, e ela amou. E daí fui ver com uma estilista para tentar fazer um “dois em um”.

Canja de Galinha

O ministro Luiz Henrique Mandetta, da Saúde, vem se equilibrando entre as recomendações que faz à população para evitar o coronavírus e as declarações insanas do presidente Jair Bolsonaro, na contramão da posição adotada pela OMS (e pela maioria dos governadores, do lado de cá). Sabe que não pode esquecer de falar bem do “governo” pois Bolsonaro seria bem capaz de afastá-lo do cargo. Esta semana para descontrair, contou uma história de sua avó e outra de sua mãe, que usavam chá e canja de galinha para combater resfriados: “Minha avó falou. Vocês vão me ver tomando chá. Canja de galinha também. Minha mãe falou para mim que é bom”. Mandetta, que já chamou a doença de “virose”, também achou “precipitada” a adoção de quarentena por alguns estados, aproximando-se do discurso de Bolsonaro. “Entramos e agora como é que saímos?”. Acha que as medidas podem ser alternativas, restrições por bairros ou “redução da mobilidade urbana”. Mas, avisou que só larga o ministério “se o presidente achar que devo – ou doente”.

 
 

Desafio e tanto

A atriz Bárbara Reis, 30 anos, deu um show como a vilã Shirley em Éramos Seis, que termina hoje. Sua carreira começou na novela o Velho Chico e disse que foi um grande aprendizado contracenar com dois ídolos, Cássio Gabus Mendes e Glória Pires. “Olhando para trás, lá do começo, quando senti algo próximo do medo, foi um desafio e tanto, mas eu dei o meu melhor. E isso me engrandece enquanto atriz, pois não temi o desconhecido. Principalmente pelo grande desafio que tive em me distanciar, em cena, da minha própria idade, da idade da Carol Macedo que faz a minha filha na trama. Acredito que realizei com muito sucesso”. Carol Macedo é só 4 anos mais nova que Bárbara.  

No meio do campo

O vice Hamilton Mourão, que continua meio ignorado pelo presidente, defendeu o isolamento social: “Nosso governo é de isolamento social e distanciamento e pode ser que ele (referindo-se a Bolsonaro) tenha se expressado de uma forma, digamos, que não foi o melhor”. Aí, o Capitão ficou irritado e mais ainda pela expressão “nosso governo”.

In – Cozinha: armários cinza cogumelo
Out – Cozinha: armários brancos

 
 

Novas profecias

Esta semana,  Jair Bolsonaro voltou a atacar a adoção de medidas extremas em alguns estados. Na porta do Alvorada, fez novas profecias (a expressão é usada até por membros do governo), dizendo que “não haverá como pagar salários, os supermercados serão saqueados e o país correrá o risco de ruptura democrática”, caso o comércio não volte e as escolas sejam abertas.

Bem cotado

Que ninguém imagine que Bolsonaro não seja capaz de trocar Paulo Guedes, mesmo num momento dramático da cena nacional. Se acontecer, o favorito para o cargo é Pedro Guimarães, presidente da Caixa, formado em Economia pela PUC-RJ, mestre em economia pela FGV e doutor pela Universidade de Rochester nos Estados Unidos, atuou 20 anos no mercado financeiro e antes de assumir a Caixa, era sócio do banco de investimentos Brasil Plural.

PREVINIDOS

Artigos do Vírus Research, Sciense, Nature, Current Opinion in Virology revelam que essa epidemia, assim como esse vírus, estava prevista há alguns anos. Há cerca de quatro anos, ocorreu em duas cidades, uma na China (Hong Kong), outra no Japão. Agora, a previsão tomou conta e só esses países sabiam como  agir adequadamente. O resto do planeta supostamente não se preparou.

Data marcada

O Ministro Paulo Guedes avisou Bolsonaro que a economia aguenta isolamento só até 7 de abril. Dentro do Ministério da Economia, a data é vista como limite para que estabelecimentos permaneçam fechados sem impacto mais grave. Segundo Abílio Diniz, Guedes vai colocar mais de R$ 600 bilhões em circulação, “podemos chegar a R$ 700 bilhões”. E acrescenta: “É um valor muito próximo ao que economizaremos com a reforma da Previdência em 10 anos”.

SUFOCO

O governo de Minas Gerais está quebrando a cabeça em busca de dinheiro para pagar o 13º salário dos servidores, do ano passado. O projeto original de dinheiro naufragou. O estado não conseguirá arrecadar os R$ 6 bilhões previstos com antecipação dos royalties do nióbio, devido à queda de demanda global pelo minério. Mais: o governo planeja um pacote de benefícios fiscais para pequenas e médias empresas afetadas pela Covid-19.

Desobediência

Um movimento de desobediência civil está sendo instalado no país: governadores e congressistas estão dispostos a não cumprir quaisquer recomendações de Jair Bolsonaro que vai contra as normas da OMS. E Bolsonaro fica falando sozinho, apoiado apenas pelo grupo palaciano (e alguns ministros) que o reverenciam do jeito que é. Até o incentivam a manter suas investidas. Só que, sem partido, sem apoio dos governadores, sem conversa com o Congresso, ele só finge que governa.

Infectado

A revista Veja teria conseguido cópia do resultado do exame feito pelo presidente Bolsonaro e não revelado até agora, que poderia ter dado positivo. Se for confirmada a informação, o impeachment de Bolsonaro pode ser requerido por crime de responsabilidade contra a saúde pública.

SUPERSTIÇÃO

Rodrigo Maia, começa a se assustar com a possibilidade de um pedido de impeachment de Jair Bolsonaro, passado pela casa. Supersticioso, lembra que todos os Presidentes da Câmara, no passado, que se envolveram em pedidos de impedimentos presidenciais, caíram após o combate. Relembrando: Ibsen Pinheiro, na época do impeachment de Fernando Collor e Eduardo Cunha, comandante no pedido de impeachment de Dilma Rousseff, foram cassados.

MISTURA FINA

  • PARA quem gosta de comparações: o pacote americano de apoio à economia chega a 10% do PIB. O Congresso apoiou o pacote de US$ 2 trilhões quase por unanimidade e com rapidez, apesar da insegurança de Trump no começo da pandemia. Se o governo brasileiro aplicasse um programa proporcional, teria de gastar R$ 730 bilhões. Nem pensar.
  • HENRIQUE Meirelles, ex-ministro e secretário da Fazenda de São Paulo, 74 anos, está despachando diretamente de sua casa. Preferiu o isolamento. “Prevenir é melhor do que remediar”, ele diz.
  • ESTUDO da FGV / Ieps diz que o gasto de 9% do PIB brasileiro com saúde, despesa que equivale a US$ 1,4 mil per capita, só é superior à de dois dos 35 países da OCDE (México e Turquia), mas excede despesa médica na América Latina. Na região, fica em quinto lugar, atrás do Uruguai, Chile, Panamá e Argentina.
  • AINDA o gasto com saúde: em proporção ao PIB, o gasto privado (5%) na saúde do Brasil, só perde para o americano (8,4%). O SUS, sistema público que atente ¾ da população brasileira, fica apenas com 42% do gasto total. Custa menos e entrega mais do que o Medicare e Medicaid, duas modalidades do sistema público da saúde nos Estados Unidos.  
  • CONSELHEIRO do presidente, Augusto Heleno (GSI), deixou o isolamento, garante que por permissão médica e voltou ao Planalto. Ele é, desde os primeiros vídeos de Bolsonaro, responsável pelo conselho contra fechamento do comércio e das escolas. E volta a formar ao lado do Chefe do Governo, com a mesma posição.
  • O GOVERNADOR João Dória já cogita em lançar a candidatura do médico David Uip à prefeitura de São Paulo. ele está em isolamento, infectado pelo coronavírus e muito provavelmente logo estará de volta ao combate. E Dória o colocará cada vez mais em evidência.
  • FUNCIONÁRIOS da rede Havan, do bolsonarista Luciano Hang, Capitão Brasil, estariam articulando uma paralisação. Seria um protesto contra a postura da companhia de não interromper proativamente as operações em todas as lojas (ele tem 145 no país), por conta do coronavírus. Ele avisa que “nos locais onde há determinação, as lojas estão fechadas”.
  • QUEM reapareceu foi a ex-juíza Denise Frossard, candidata muitas vezes ao governo do Rio. E reapareceu para apoiar as posições de Jair Bolsonaro.
  • NADA escapava ao apetite e à capacidade de monetização de Sérgio Cabral. Em sua delação, o ex-governador do Rio teria relatado a existência de um esquema de propinas que envolvia licitações para compra de veículos para o Estado.

Felpuda


Mesmo sem ter, até onde se sabe, combinado com o eleitor, candidato a prefeito começou a apresentar nomes do seu ainda hipotético secretariado, pois parece estar convicto de que conseguirá vencer a disputa.

Os adversários dizem por aí que ele está muito distante de “ser um Jair Bolsonaro”, que, ainda na campanha eleitoral para presidente da República, já falava em Paulo Guedes para ser seu ministro de Economia. Como sonhar é permitido