Clique aqui e veja as últimas notícias!

TURISMO

Com templos de ouro e jade, Mianmar deve crescer ainda mais após a pandemia

País se abriu em 2011 para o turismo e teve um crescimento de turistas em 2019
30/09/2020 12:53 - Naiane Mesquita


Mianmar é um dos destinos turísticos que deve crescer após a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Antiga Birmânia, o país está localizado no sudoeste asiático e tem mais de 100 grupos étnicos residindo em sua extensão, o que o torna um local extremamente exótico culturalmente. 

 O crescimento do país no turismo vem desde 2019, quando houve um aumento expressivo de 40,2% no número de visitantes. Parte dessa valorização vem do país vizinho, a Tailândia, uma queridinha de quem busca locais diferentes e exóticos. 

Capital

Yangon ou Rangum (em português) é a maior cidade do país, tem cerca de 5 milhões de habitantes. A paisagem é uma combinação de prédios, com ruas estreitas e sacadas cheias de plantas. A maioria das antigas construções é do período colonial britânico, que durou até 1948 e influenciou muito na cultura do país. 

Outro ponto importante na cultura do povo de Mianmar são os templos budistas. Há vários, de todos os tamanhos possíveis. Mas um deles é o mais especial, o Shwedagon Pagoda. O templo gigantesco em formato de sino tem mais de 2500 anos e 100 metros de altura. É todo construído em ouro e diamantes. No local há relíquias budistas do século 6.