Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TURISMO

Com templos de ouro e jade, Mianmar deve crescer ainda mais após a pandemia

País se abriu em 2011 para o turismo e teve um crescimento de turistas em 2019
30/09/2020 12:53 - Naiane Mesquita


Mianmar é um dos destinos turísticos que deve crescer após a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Antiga Birmânia, o país está localizado no sudoeste asiático e tem mais de 100 grupos étnicos residindo em sua extensão, o que o torna um local extremamente exótico culturalmente. 

 O crescimento do país no turismo vem desde 2019, quando houve um aumento expressivo de 40,2% no número de visitantes. Parte dessa valorização vem do país vizinho, a Tailândia, uma queridinha de quem busca locais diferentes e exóticos. 

Capital

Yangon ou Rangum (em português) é a maior cidade do país, tem cerca de 5 milhões de habitantes. A paisagem é uma combinação de prédios, com ruas estreitas e sacadas cheias de plantas. A maioria das antigas construções é do período colonial britânico, que durou até 1948 e influenciou muito na cultura do país. 

Outro ponto importante na cultura do povo de Mianmar são os templos budistas. Há vários, de todos os tamanhos possíveis. Mas um deles é o mais especial, o Shwedagon Pagoda. O templo gigantesco em formato de sino tem mais de 2500 anos e 100 metros de altura. É todo construído em ouro e diamantes. No local há relíquias budistas do século 6.

 
 

Mandalay

Desde 2011 quando o país foi aberto ao turismo, uma das cidades que mais cresceu neste ponto foi Mandalay. A cidade tem mais de 1 milhão de habitantes, uma cultura vibrante e grande importância comercial. Uma boa parada é a vista para o pôr do sol da ponte U Bein, um dos principais cartões postais do país. 

Entre os destaques da cidade estão o monastério Shwenandaw Kyaung e a Kuthodaw Pagoda. Um fato curioso é que a pedra jade é uma das mais populares do país, o que torna a visita até Werawsana Pagoda imperdível, já que o templo é feito com a pedra.

 
 

Bagan

A antiga capital do reino Pagan, a cidade de Bagan tem campos planos com vegetação rasteira, o que torna a visita ainda mais mágica. A cidade fica na parte árida do país, na margem oriental e a 145 km sudoeste da cidade de Mandalay. A Unesco tentou várias vezes transformar Bagan em Patrimônio da Humanidade, mas não conseguiu. No local ainda há diversos templos budistas construídos no século 11. 

 

Felpuda


Comentários maldosos nos meios políticos dão conta que duas figurinhas que se rebelaram contra os próprios colegas poderão ficar no sereno político e, de forma indireta, serem personagens das próprias manifestações.

Um deles defendeu a redução do número de vereadores, e o outro disse ter vergonha de exercer o cargo. Agora enfrentam altos e baixos na campanha eleitoral.