Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

GIBA UM

Jair Bolsonaro sobre o “gabinete do ódio”

“Eu desafio a imprensa que fica dando espaço para isso me apontar um texto meu de ódio, uma imagem, no meu Facebook e dos meus filhos”
13/07/2020 04:00 - Giba Um


O Brasil tem em 2020 a quarta maior cobrança de impostos sobre empresas entre 109 países, com taxação de 34% segundo a OCDE – Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico. 

Mais: a taxação média das companhias fica em 20%, ou seja, 14% percentuais menos do que no Brasil. A entidade mostra que o Brasil trocou de posição com a França. Lá, a taxação é de 32%.
 

Eu desafio a imprensa que fica dando espaço para isso me apontar um texto meu de ódio, uma imagem, no meu Facebook e dos meus filhos”, 

de JAIR BOLSONARO // sobre o “gabinete do ódio”.


In – Inverno: calça fleece

Out – Inverno: calça jogger 

 
 

Sem filtro

A cantora e apresentadora Anitta, 27 anos, mostra que está mesmo em alta. Ela é capa da V Magazine, onde aparece seminua. Entrevistada pelo DJ Diplo contou que apesar de considerarem uma ascensão relativamente rápida ela sempre teve uma vida simples, sua família não tinha muito dinheiro, mas ensinou a importância de estudar e que precisava ser criativa se quisesse mesmo seguir a carreia. E foi que fez, desafiou tudo, desde convenções musicais a forças de censura e alcança o sucesso merecido. E “Não tenho filtro. E, acho que isso traz ainda mais preconceito para mim”. E disse que gosta lançar novos artistas. “Se alguém está explodindo ou é supertalentoso, eu sei que se eu der um empurrãozinho, eles vão ainda mais longe”.

Quem tem, tem medo

Em sua live da semana, o presidente Jair Bolsonaro apareceu de camisa esporte, sozinho, sem máscara, com uma caixa de cloroquina na mesa e reclamando que essa história de relacionar seu nome e de seus filhos ao chamado “gabinete do ódio” é “perseguição”. Incansável em suas fixações, Bolsonaro aproveita a contaminação para insistir na prescrição da hidroxicloroquina, desaconselhada por médicos e entidades internacionais. Por ter efeitos colaterais sérios. Bolsonaro poderia estar correndo risco de um ataque cardíaco por causa desses efeitos. Com receio, é submetido a dois eletrocardiogramas por dia.

 
 

Defendendo a bandeira

Enquanto espera a retomada das gravações da novela Amor de mãe onde vive Erica, Nanda Costa, 33 segue defendendo a bandeira do LGBTQI+. “Me assumir publicamente foi, na verdade, uma virada de chave. Foi alegre e muito mais fácil do que imaginava para mim. O mais difícil foi viver tanto tempo escondida e com medo de ser quem eu sou; Controlando meu jeito de falar, de andar, de me vestir, com medo de ser descoberta ou pega no flagra. Como se isso fosse uma coisa ruim, ser quem eu sou e amar outra mulher”. E completa: “É muito importante saber que fazemos parte de uma comunidade tão grande e que vem crescendo cada vez mais. Juntos, lutando pelos nossos direitos. Pelo direito de existir, pelo respeito”.

Amigo é para isso

Jair Bolsonaro continua recebendo gentilezas do ministro João Otávio de Noronha do Superior Tribunal de Justiça. Já derrubou decisões de duas instâncias que barravam a posse do chefe da Fundação Palmares e repetiu o expediente ao livrar Bolsonaro de apresentar exames médicos à imprensa. Agora, libertou Fabrício Queiroz e sua mulher Márcia Aguiar, que está foragida, concedendo aos dois prisão domiciliar. Noronha, a propósito, é candidato a uma vaga no STF.

Buscando

Ainda sobre a decisão do STJ de conceder Fabricio Queiroz: assim que soube da deliberação, sua filha Nathália Queiroz mandou recado: “Estou indo te buscar, meu pai! E você vai ter o abraço de todos os seus filhos que estão cheios de saudades e tanto te amam e sabem o homem incrível que você é!”.

 
 

Apagado

Luciano Huck, supostamente pré-candidato ao Planalto, tratou de apagar de suas redes fotos onde aparece ao lado de Ricardo Nunes, fundador da Ricardo Eletro e que foi preso (e já solto) sob a acusação de ter armado um esquema de sonegação de impostos de R$ 400 milhões. Eram muito amigos. É a segunda vez que Luciano trata de limpar suas redes: antes, foram as fotos ao lado de Aécio Neves, companheiro de circuladas noturnas pelo Rio de Janeiro.

“Absolvido”

A investida da Lava Jato contra o senador José Serra não passa de bala de festim. Se as acusações da República de Curitiba se referem a fatos ocorridos em 2007, Serra já está absolvido. A prescrição para crimes de lavagem de dinheiro é de 16 anos. Para quem tem acima de 70 anos, o prazo cai pela metade, ou seja, oito anos. E Serra tem 78 anos. No caso de sua filha, Veronica Serra, investigada no mesmo inquérito, o prazo ainda não prescreveu.

VELHOS TEMPOS

Numa entrevista, Lula lembrou um episódio ocorrido no segundo turno das eleições de 1989. Brizola foi até ele e propôs que os dois renunciassem às suas candidaturas e apoiassem Mário Covas contra Fernando Collor. Claro que Lula não topou e ele foi para o segundo turno com Collor, onde foi derrotado. Hoje, ele acha que teria mudado a história do país se tivesse aceitado a ideia de Brizola.

De saída

O vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) assim que soube da derrubada de algumas páginas no Facebook que eram a favor do presidente Bolsonaro, disse que vai se afastar das redes sociais. “Totalmente ciente das consequências e variações. Aos poucos vou me retirando do que sempre explicitamente defendi. Creio que possa ter chegado o momento de um novo movimento pessoal. Estou cagando pra esse lixo de fake news e demais narrativas. Precisamos viver e nos respeitar!”. Muitos acreditam que a revolta não durará muito tempo, até porque quer ajudar sua mãe Rogéria na campanha para vereadora no Rio.

NO PÁREO

O aumento da exposição do deputado Celso Russomano na Rede Record e nas redes sociais, com seus tradicionais quadros de defesa ao consumidor, não deixam dúvidas entre seus colegas de Congresso: ele será candidato à prefeitura de São Paulo. Nas pesquisas, ele está em segundo lugar com 12,9% enquanto Bruno Covas teria 22,6%. Em anos anteriores, Russomano sempre desistiu quase em cima da hora. 

Indignado

Assim que o presidente Jair Bolsonaro divulgou que havia positivado para o Covid-19, as redes sociais e a mídia eletrônica se encheram que gozações. Muitos foram além desejando a morte do Chefe do Governo. Só que isso chegou também até a mídia impressa onde o jornalista Hélio Schwartsman escreveu um artigo com o mesmo desejo. O que deixou muita gente de boca aberta com atitude. Um dos mais indignados era o presidente do Senado, Davi Alcolumbre. “Registro minha indignação, como homem público e cidadão, com o lamentável artigo”.

Sandálias

A Prada lançou, na última semana, a polêmica coleção “PreFall 2020”, que inclui uma sandália de couro trançado semelhante aquelas tipicamente brasileiras produzidas por artesãos do Nordeste e comercializada na feira de Caruaru. Enquanto a sandália brasileira, um patrimônio cultural pode ser encontra à venda por menos de R$ 50, o calçado da marca italiana custa 650 euros, cerca de R$ 4 mil.

GAY”

A atriz Maria Zilda Bethlem tem feito muito sucesso desde maio com suas lives nas redes sociais. Geralmente, ela conversa com algum de seus colegas. Numa das últimas ela revelou um segredo do ator Ary Fontoura (que também tem feito muito sucesso com suas postagens no Instagram). E contou como soube que seu colega era “gay”. “Um dia a gente foi para sala de atores para passar o texto. E aí estávamos passando o texto e ele disse assim: ‘Eu sou viado’. Eu disse: ‘Quê?’. Ele: ‘Antes que digam para você, digo eu. Eu sou viado’. Cara, foi a coisa mais incrível que já ouvi na minha vida”. O ator de fato, nunca se casou e nem teve filhos.

MISTURA FINA

- LÍDERES evangélicos, como Silas Malafaia e o deputado Marcos Feliciano estavam organizando um culto virtual para orar pela saúde do presidente. Bolsonaro, rapidamente, freou a manifestação de fé: era muito barulho por quase nada.

- BOLSONARO acaba de autorizar Edir Macedo e sua mulher Ester Bezerra, “investidores com domicílio no exterior”, a assumir o controle de 100% do Banco Renner, através de uma offshore. Até 1998, o banco era o braço financeiro das lojas Renner. No governo de Dilma Rousseff, Edir e Ester, em 2013, já haviam sido autorizados a comprar 49% do banco.

- HÁ um mês, Regina Duarte era exonerada da Secretaria da Cultura no Ministério do Turismo. Na época, Bolsonaro, disse que lhe dava um presente, a direção da Cinemateca Brasileira, em São Paulo, “para não ficar desamparada”. Até agora, nada e a Cinemateca enfrenta sua pior crise, sem dinheiro nem para pagar o fornecimento de energia elétrica.

- EM meio a pandemia mundial do Covid-19, o presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, resolveu alfinetar de leve as atitudes seguidas pelos presidentes dos Estados Unidos e o Brasil na gestão da pandemia. E afirmou que se seguissem a atitude o seu país “estaria em uma grande merda”. Tentando consertar, ele garante que a Filipinas é um país pobre e o Brasil e EUA não. 

- NO mais recente boletim Focus, do Banco Central, a expectativa dos analistas é de que terminaremos o ano com o dólar ao redor de R$ 5,20. Há oito semana, no meio da pandemia, a previsão era de R$ 4,80 e, no início do ano, esses mesmos analistas previam o dólar a R$ 4,09 no final de 2020.

- É CONSENSO dentro do MP que o processo aberto pela Corregedoria Federal contra a subprocuradora federal Lindôra Araújo será apenas para inglês ver. Não há qualquer comprovação de que Lindôra tentou obter dados e informações da Lava Jato sem formalizar o pedido. Vai ficar tudo dito pelo não dito.

- EM 1994, um Big Mac custava R$ 2,42 no Brasil. Em 2020, o mesmo sanduíche custa R$ 20,50, um aumento de preço de 8,5 vezes no período. Nos Estados Unidos, um Big Mac custava US$ 2,32 em 1994. A inflação nesse período foi mais contida do que a nossa e hoje o sanduíche é vendido a US$ 5,51.

Felpuda


Mesmo sem ter, até onde se sabe, combinado com o eleitor, candidato a prefeito começou a apresentar nomes do seu ainda hipotético secretariado, pois parece estar convicto de que conseguirá vencer a disputa.

Os adversários dizem por aí que ele está muito distante de “ser um Jair Bolsonaro”, que, ainda na campanha eleitoral para presidente da República, já falava em Paulo Guedes para ser seu ministro de Economia. Como sonhar é permitido