Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

GIBA UM

"Minha vontade é encher tua cara de porrada, tá?”, do presidente Jair Bolsonaro

Bolsonaro a repórter que perguntava sobre os depósitos de Queiroz na conta de Michelle Bolsonaro
25/08/2020 05:00 - Giba Um


Eduardo Paes afastou emissários de João Doria, que queria fazer um composição de candidatos às eleições municipais, mas com olho em 2022. A ideia de Doria seria uma ação conjunta com Bruno Covas.

Mais: a ideia de Doria seria participar das duas campanhas tanto de São Paulo quanto do Rio. Paes não gostou: prefere caminhar sozinho, mesmo sabendo que Crivella virá com apoio de Bolsonaro. 

 

Minha vontade é encher tua cara de porrada, tá?”, 

de JAIR BOLSONARO // a repórter que perguntava sobre os depósitos de Queiroz na conta de Michelle Bolsonaro.

 

In – Morango

Out – Pêssego

 
 

Durmo no formol”

Com 58 anos completados no domingo (23) Paula Toller, contou a revista Ela que muitas pessoas não acreditam em sua idade e brinca: “Sou vampira e durmo no formol”. E revela o motivo de sua aparência jovem “A verdade é que sou disciplinada. Malho todos os dias, corro, faço pilates, jogo tênis, pulo corda, pratico musculação. É um sacrifício”. É casada há 33 anos com o cineasta Lui Farias e com quem tem um filho de 30 anos, Gabriel, que está passando a quarentena com ela. “Ele veio passar quatro dias na minha casa e continua aqui até hoje”. Aliás ela garante que o distanciamento social foi a melhor prova de amor de seu casamento duradouro “ Quatro meses em casa direto, né? Mas passamos com nota mil. Nós gostamos da companhia um do outro. Lui já foi meu parceiro musical e eu dou pitacos nos seus roteiros. A canção ‘Tímidos românticos’, diz bem como somos. A gente se admira e tudo rola bem”.

Corrente e protestos

A investida de Jair Bolsonaro (primeiro, um comentário, depois uma ameaça contra o profissional) em cima de um repórter de O Globo, respondendo à pergunta sobre depósitos de Fabrício Queiroz na conta de Michelle Bolsonaro, desencadeou uma corrente virtual que envolveu famosos e anônimos, incluindo artistas, jornalistas, intelectuais e influenciadores digitais. De Caetano Veloso a Fábio Porchat, de Patrícia Pillar a Paolla Oliveira, mais Felipe Neto, Anitta, Teresa Cristina e o cartunista Laerte todos repetiam “Presidente Jair Bolsonaro, porque sua esposa recebeu R$ 89 mil de Fabrício Queiroz?”. Por outro lado, entidades ligadas ao jornalismo protestaram contra o comportamento presidencial. Ciro Gomes, derrotado por Bolsonaro nas eleições de 2018 referiu-se ao presidente como “covarde” e Rodrigo Maia, presidente da Câmara, condenou o Chefe o Governo. Já o senador Major Olímpio (PSL-SP), ex-aliado de Bolsonaro, afirmou nas redes sociais que gostaria de fazer a pergunta “olhando nos olhos” do presidente.

 
 

Superando o dia a dia

A atriz Selma Blair, 48 anos que ficou conhecida pelo personagem Liz Sherman da série dos filmes Hellboy, desde 2018 vem lutando contra esclerose múltipla. Na semana passada, divulgou em suas redes sociais uma prévia de um ensaio, sem dar muito detalhe, mas que emocionou os fãs por ela aparecer com uma bengala. Desde que descobriu a doença ela compartilha tudo, seus tratamentos (incluindo quimioterapia), os sintomas, até o impacto em seu filho Arthur, de 9 anos. Mesmo enfrentando a doença, se sente abençoada e agradece muito o namorado Ron Carlson, com quem está há oito anos e está sempre a apoiando em tudo: “Pessoas entram em nossas vidas. E às vezes eles vão. E você continua. E você tenta juntar as peças em sua mente para dar sentido a isso. Eu sou a mulher mais sortuda”.

Comportamento

Esse comportamento do presidente não chega a ser uma novidade. Ele revida, furiosamente a qualquer pergunta que seja mais direta. Há dias, mandou outros repórteres “calarem a boca” e chamou, depois, o profissional que perguntou sobre os depósitos na conta de sua mulher de “safado”. O termo “Michelle” ficou entre os assuntos mais comentados do Twitter. Depois, Bolsonaro foi informado de que o repórter era de O Globo, o que aumentou sua fúria contra o grupo de comunicação.

 
 

Operação de guerra

O ministro Luís Roberto Barroso acha que a eleição municipal de 15 de novembro exigirá uma superprodução. O presidente do TSE espera contar com 7,5 milhões de máscaras (quem vai trabalhar, se trocar de máscara quatro vezes no dia), um milhão de litros de álcool gel e um milhão de face shields, escudo faciais com viseira. Imagine-se a logística para distribuir isso tudo em 5.570 municípios. Mais: Barroso se reuniu com as operadoras de telefonia celular. A ideia é que as empresas permitam que a consulta a site do TSE não seja cobrada do pacote do usuário. Seria uma forma de estimular as pessoas a ligarem para o Tribunal, ajudando a combater o fake news na internet e tirando dúvidas do Covid-19.

Manco

O programa Pró-Brasil ou Renda Brasil é um saco de políticas compensatórias que deverá ser lançado e embrulhado com fitas de Natal. Falta no programa, contudo, um item: as obras de infraestrutura. Os investimentos receberão apenas um quinhão de R$ 5 bilhões e são essenciais para gerar empregos e resgatar o dinamismo da economia. E sobram dúvidas se o governo vai ter disponível a contribuição sobre transações, a CPMF de Paulo Guedes, para financiar o assistencialismo. Ninguém sabe se o governo vai deslocar despensas obrigatórias para financiar sua política compensatória.

DE ONDE VEM

O Centrão se prepara para aprovar, no Congresso, a “BR do Mar”, projeto de lei que estimula a navegação de cabotagem. A proposta aumenta o número de diretorias da Antaq de três para cinco cadeiras, que alimenta o apetite dos partidos do bloco. Só não se sabe de onde vem o dinheiro para esse estica e puxa da agência reguladora. Até agora, o Ministério da Infraestrutura não aumentou a previsão do orçamento da Antaq.

Chega!

O governo quer decretar o final do escoamento interminável de recursos do Tesouro Nacional para bancar as 697 empresas estatais, quase todas imprestáveis. Dados oficiais mostram que 88% das receitas das estatais são consumidos por salários, vantagens e penduricalhos que beneficiam funcionários e diretores. Do total, sobram apenas 12% para custeio, despesas e investimentos essenciais às empresas. Os salários pagos nas estatais são bem maiores do que os do mercado.

VIA CENTRÃO

A manutenção do veto a reajustes para servidores públicos pelo placar de 316 x 165 votos mostrou a força do Centrão na base de apoio ao governo e reafirma o tamanho real da oposição. E mostrou também a forma da sociedade que se manifestou rapidamente contra a decisão de 43 senadores, aplicando “choque de realidade” na Câmara em relação ao pagador de impostos, que perdeu o emprego, a empresa ou teve salário e faturamento reduzido. 

Mais um

Depois da ameaça do presidente Jair Bolsonaro contra um repórter que perguntou sobre os depósitos de Fabrício Queiroz na conta de Michelle, mais um pedido de impeachment é protocolado contra o Chefe do Governo. O líder da oposição no Senado, Randolfe Rodrigues (Rede-AP) é o autor e ainda pediu medidas protetivas ao repórter que questionou sobre os depósitos. E mais um pedido que deverá se juntar a muitos outros que não serão julgados tão cedo.

Sem internet

Nos Estados Unidos, quatro milhões de crianças em idade escolar não tem acesso à internet em suas casas. No Brasil, com 100 milhões a menos de habitantes são 4,8 milhões. Para essas crianças, a solução educacional durante a pandemia pode ser a televisão. No Peru, México e alguns países africanos, a experiência em TV educativa comunitária é caso de sucesso. Em Nova Jersey, nos EUA, a TV pública local trabalha com sindicato dos professores para atender 300 mil alunos sem acesso digital e reduzir a distância que separa alunos de poucos recursos e os mais ricos.

FILMES

Uma pesquisa feita pela divisão de mídia da Nielsen Brasil em parceria com a Toluna, mostrou que 97,56% dos brasileiros que possuem acesso à internet, entram nela todos os dias de junho. Dessas, 93,2% tiveram acesso para assistir filmes, vídeos ou programas de TV; 86,87% para ouvir música; 77,47% usaram para acessar redes sociais ou consultar seu e-mail. 77,24% para interagir na redes sociais; 68,06% para ler notícia; 64,85% para jogarem online; 64,5% para fazer compras; 52,87% para uso de sua vida bancária; 50,4% para pedidos de delivery e somente 40,84 para uso exclusivamente de trabalho. A pesquisa também mostra quais são os modos de acesso. 44,9% navegam usando smartphone, 13,7% por laptop/notebook; 11,7%, por desktop, 11,2%, por smart TV e 2,9% por tablets. Mais: a média de permanência na internet é mais de 15 horas semanais.

MISTURA FINA

- O NOVO líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), já começou sua liderança tendo que responder sobre o comportamento do presidente Jair Bolsonaro, que em fala ameaçou um repórter. Ele acredita que a fala não irá influenciar no relacionamento entre o Chefe do Governo e os parlamentares da Câmara. “Conhecemos Bolsonaro há 28 anos, ele sempre foi assim e não vai mudar”.

- OS advogados de Lula vão entrar com pedido de anulação da delação premiada de Antônio Palocci. A defesa do ex-presidente vai se agarrar ao inquérito da PF, conduzido pelo delegado Marcelo Daher. Segundo a investigação as revelações de Palocci contra Lula não passam de um “corta e cola” do noticiário da mídia.

- O CABO Daciolo deve virar um fenômeno eleitoral na disputada da prefeitura do Rio. Ele se beneficia do “recall” da eleição presidencial e do senso de humor carioca. Por conta, Daciolo já vem se submetendo a seus “retiros” de solidão onde conversará com Deus, o que se repetirá até o momento das eleições em novembro. Daciolo pode vir um outro Tiririca.

- DEPOIS de derrota na corrida ao Senado, também a ex-atleta Maurren Maggi estar de volta nas eleições de novembro. Vai concorrer a uma cadeira na Câmara dos Vereadores. Um grupo do PSB chegou a pensar em lançá-la como candidata a prefeita, o que logo virou papo de esquina.

- INFORMAÇÕES extraoficiais do Ministério Público Federal, 25 signatários de acordos de deleção premiada entre pessoas físicas e empresas – a maior parte no âmbito da Lava Jato – estão inadimplentes no pagamento de suas multas. O “calote” acumulado já soma cerca de R$ 300 milhões. Resumo da ópera: todos esses acordos correm o risco de serem anulados.

- A PETROBRAS, um dos pontos de maior esquema de corrupção do mundo, anunciou com pompa que venceu o “Troféu Transparência 2020”, entre empresas com receita líquida acima de R$ 8 bilhões.

Felpuda


Figurinha está trabalhando intensamente para tentar eleger a esposa como prefeita de município do interior.

Até aí, uma iniciativa elogiável. Uns e outros, porém, têm dito por aí que seria de bom tom ele não ensinar a ela, caso seja eleita, como tentar fraudar folha de frequência de servidores. 

Afinal, assim como ele foi flagrado em conversa a respeito com outro colega, não seria nada recomendável e poderia trazer sérias consequências. Só!