Colunistas
CLÁUDIO HUMBERTO

Ministro Fábio Faria: “Preparou o Brasil para se tornar uma grande economia digital”

Ministro Fábio Faria (Comunicações) sobre ações como o leilão do 5G e o Internet Brasil

Cláudio Humberto

20/06/2022 09:14

“Preparou o Brasil para se tornar uma grande economia digital”
Ministro Fábio Faria (Comunicações) sobre ações como o leilão do 5G e o Internet Brasil

Petrobras transforma redução do ICMS em lucro

A indignação do presidente da Câmara, Arthur Lira, ao pedir a renúncia imediata do presidente já demitido da Petrobras, é compreensível diante da malandragem da empresa de usar feriadão para anunciar aumento de 5% na gasolina e 14% no diesel. 

O objetivo é levar para o bolso dos acionistas privados, que na prática a comandam, os bilhões da queda do ICMS após esforço conjunto hercúleo do governo e do Congresso.

Reincidente

Essa é a segunda vez que a Petrobras aproveita tentativas do governo de reduzir o preço para transformar a redução de impostos em lucro.  

Caso pensado

A manobra é preparada há semanas, com os anúncios de “defasagem” para cotação internacional, que agora justificam o aumento oportunista.  

Assalto

Além da margem de lucro até 10x superior a outras grandes petroleiras, a malandragem da Petrobras ficou pior com queda de 5,4% no petróleo

Gota d’água

O novo aumento entornou o caldo. Governo e Congresso já falam em instalação de uma CPI para investigar a “política de lucros” da estatal.

Partidos fora da ‘cláusula’ levam R$98 milhões

O Rede, de Marina Silva, que atualmente tem dois deputados e um senador, somado aos nove partidos que não conseguiram eleger um representante federal sequer, vão levar mais de R$97,6 milhões do fundão eleitoral, para financiar suas campanhas. 

A maior parte da bolada do Rede vem dos cinco senadores que conseguiu eleger em 2018, que “valeram” R$47,1 milhões no rateio do fundão eleitoral para 2022.

Menores

Partidos que não atingiram a cláusula de barreiras recebem “apenas” o fundão eleitoral, e perdem acesso ao R$1 bilhão do fundo partidário.

Dinheiro público

Cada partido registrado na Justiça Eleitoral, independente do tamanho, tem direito a 2% do fundo eleitoral. Este ano são R$3,1 milhões cada.

Sem deputados

Agir (ex-PTC), DC (ex-PSDC), PCB, PCO, PMB, PMN, PRTB, PSTU e o UP vão levar, no total, R$27,91 milhões para suas campanhas, este ano.

Melhor ir sozinho

O pré-candidato Luciano Bivar disse que o União Brasil pode ter chapa puro-sangue. Ele rivaliza em intenção de votos como nomes da terceira via, por isso não faz sentido entregar de mão beijada os seus maiores ativos: quase R$1 bilhão do Fundo Partidário e muito tempo na TV.