Colunistas
CLÁUDIO HUMBERTO

Deputado Marco Feliciano: “Quando dá lucro, é privada, mas quando dá prejuízo, é estatal”

Deputado Marco Feliciano sobre o que chama de “malandragem” da Petrobras

Cláudio Humberto

13/05/2022 09:43

“Quando dá lucro, é privada, mas quando dá prejuízo, é estatal”  
Deputado Marco Feliciano sobre o que chama de “malandragem” da Petrobras

Dá para alterar a política de usura na Petrobras

A Petrobras poderia abandonar a política internacional de preços e lucros sem ferir seu estatuto e atender o Brasil com base nos custos reais, e em reais, além de manter uma enorme margem de lucro. 

A Associação Brasileira de Revendedores de Combustíveis Independentes e Livres (Abrilivre) garante que entre os riscos, explicados no Formulário 20-F, o governo pode criar “políticas macroeconômicas e sociais” que “podem ter um efeito adverso” nos resultados e condição financeira da estatal.

Sugestão

A Abrilivre demonstra que a Petrobras pode atender 80% da demanda com sua produção e importar 20%. Com isso, o barril sairia por US$70.

De dar inveja

Ainda assim, os acionistas da Petrobras garantiriam uma margem de lucro de 50%, que não é vista em nenhuma das grandes petroleiras.

Lucro absurdo

Diretor do Abrilivre, Rodrigo Zingales cita o lucro atual, quase o dobro do lucro da Exxon, maior petroleira do mundo, e 40% acima da Petrochina.

Alguém ganha

Para Zingales, o Brasil está perdendo com essa situação, “mas alguém está ganhando e a população precisa saber quem são essas pessoas”.

Suspeito do Consórcio NE chefia campanha de Lula

O prefeito de Araraquara (SP), Edinho Silva (PT), está na coordenação da comunicação de campanha de Lula. Ele teve o indiciamento pedido na CPI que apurou denúncias de fraude na compra 300 respiradores pelo Consórcio Nordeste da empresa HempCare, que vende produtos à base de maconha e nunca entregou nenhum aparelho. 

O contrato foi fechado com o governo de Rui Costa (PT), na Bahia, também investigado pela Polícia Federal, com R$48 milhões pagos antecipadamente.

Velhos conhecidos

Edinho presidiu o PT/SP quando um irmão de Eduardo Suplicy era sócio de Luiz Henrique Ramos Jovino, dono da HempCare.

Ficha corrida

O petista já foi alvo da Polícia Federal na operação Capitu, braço da Lava Jato. Também figurou na famosa “Lista Janot”.

Faltou gás

Edinho Silva e o deputado federal Rui Falcão entram no lugar de Franklin Martins, que não conseguia fazer Lula decolar nas redes sociais.