Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

GIBA UM

“Agora, tudo é pandemia. Não adianta fugir disso, fugir da realidade. Tem que deixar de ser um país de maricas”

de JAIR BOLSONARO // em discurso no Palácio do Planalto, após ter recebido a notícia que o números de mortes pela covid passava dos 162 mil.
12/11/2020 05:00 - Giba Um


Apesar de serem minoria no mercado de trabalho formal, as mulheres concentram quase dois terços (65,6%) da destruição de vagas na pandemia. São dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados. 

Mais: entre março e setembro, o saldo entre contratados e demitidos com carteira assinada foi negativo em 897,2 mil vagas, das quais 588,5 mil eram mulheres. Elas representam hoje 81% do resultado do Cadastro em 2020.

In – Pimenta caiena

Out – Pimenta do reino

 
 

Planta em crescimento

“Planta” assim foi chamada Thelma Assis, 35 anos, por outra concorrente enquanto estava no Big Brother Brasil. Só que Thelminha, mostrou que de planta não tem nada, saiu vencedora da edição e colhe os frutos de sua participação, não só pela vitória, mas também pelo seu profissionalismo e carisma. 

Talento que ultrapassou fronteiras e a ex-BBB virou a garota-propaganda no Brasil da Fenty Beauty, linha de beleza criada pela cantora Rihanna. 

Ela ainda está na campanha do perfume Idôle da Lancôme e da sandálias Ipanema, entre outros. Sem poder voltar a exercer sua profissão de anestesiologista, segue no mundo da comunicação e diz estar gostando. 

“A minha rotina mudou bastante. Estou amando trabalhar com a minha imagem, com a comunicação e isso exige muito tempo e dedicação. Então, posso dizer que a agenda que sempre foi apertada, continua sendo só que de uma forma diferente”. Recentemente, revelou que sonha em ser mãe de forma biológica, mas também quer adotar. 

E pretende congelar os óvulos porque o projeto materno irá demorar pelo menos dois anos. 

Repasse eleitoral

Em queda nas pesquisas de intenção de votos e com rejeição de 47% do eleitorado, o deputado federal Celso Russomano perdeu apoio até mesmo dentro de seu próprio partido, o Republicanos, na disputa pela prefeitura de São Paulo. 

Ele desidratou mais rápido nesta eleição do que nas disputas de 2012 e 2016, quando terminou em terceiro lugar e o comando da legenda optou por afastar-se da campanha e segurar recursos para a candidatura. 

Russomano recebeu R$ 1,2 milhão da legenda, o equivalente apenas 1,2% do R$ 100,6 milhões a que a sigla tem direito no Fundo Eleitoral. É o menor repasse partidário entre os principais candidatos da capital. 

Aposta do Psol nesta eleição, Guilherme Boulos receberá R$ 2,7 milhões de seu partido, pouco mais que o dobro do investido pelo Republicanos na candidatura de Celso Russomano. Márcio França teve repasse de R$ 2,2 milhões do PSB e mais R$ 500 mil do PDT, sigla de seu vice Antônio Neto. 

Jilmar Tatto recebeu R$ 4,8 milhões do PT e Joice Hasselmann R$ 5,9 milhões do PSL. Bruno Covas teve R$ 8,1 milhões, além de R$ 3,1 milhões de outros partidos da aliança.

 
 

Essa sou eu

A modelo Mariana Goldfarb, 30 anos, ganhou proporção nacional quando começou a namorar o ator Cauã Reymond. Só que ela provou que não quer ficar na sombra dele e nem ficar eternamente conhecida como a namorada do ator. 

Com cara e coragem há pouco mais de um mês lançou um desafio no Instagram para que as pessoas postassem fotos sem usar filtros ou maquiagem de forma natural e pediu para quem aceitasse o desafio colocasse a hashtag #essasoueuhoje e claro que fez muito sucesso. 

Mariana mostrou também quem não tem medo de ser natural em outra postagem e compartilhou sua camiseta com marca de suor depois de debater alguns assuntos que são tratados como tabu pela sociedade como distorção da imagem, compulsão, dissociação e etc.

Sabotagem

Dentro do Ministério da Infraestrutura há quem enxergue sabotagem dentro da Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa) contra a privatização da empresa. 

Na semana passada, os administradores do Porto de Vitória deixaram de assorear o berço da atracação, impedindo que as embarcações de grande calado operassem no local. Às pressas, navios de maior porte tiveram de ser desviados para terminais privados de Vitória.

 
 

Dossiê

O vice-presidente Hamilton Mourão recebe de aliados um dossiê contra integrantes da equipe de Paulo Guedes. O documento tem duas páginas e lista cargos ocupados por seis deles em gestões do PT. 

O dossiê contém outro tipo de informação sobre assessores. A iniciativa demonstra que avançam firmes os ataques de militares e assessores de Bolsonaro contra o ministro da Economia, cada vez mais isolado no governo e no Congresso. O grupo afirma que o ministro da Economia mais atrapalha do que ajuda.

Patinando

O triunfo do capitão reformado Jair Bolsonaro em 2018 pode ter servido de inspiração para o lançamento de diversos candidatos associados às polícias ou às Forças Armadas neste ano. 

Até agora, contudo, os postulantes a prefeito que apresentam nas capitais como policiais, delegados, sargentos, coronéis e outras distinções do gênero patinam nas pesquisas. Neste ano, há pelo menos 16 capitais com candidatos a prefeito ligados às forças de segurança. 

Nessas cidades, é possível identificar 24 candidatos da “família” de policiais ou militares. Pelo comando de Vitória, concorrem um coronel, um capitão e um delegado.

PERSEGUIDA”

A ex-presidente Dilma Rousseff já obteve indenização de “perseguida política” em três comissões de anistia, mas achou pouco. 

Agora, ela tenta arrancar do governo federal mais dinheiro, mas as chances são reduzidas e seus advogados pedem sucessivos adiamentos no julgamento do caso pela Comissão Nacional de Anistia. 

Pediu de novo, alegando que pandemia pode prejudicar sua pretensão. A Comissão vai se reunir mais uma vez no final de novembro.

Fora dos 10

Com a desvalorização do real e redução do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, o tamanho da economia do país vai sofrer grande queda neste ano e sair do seleto grupo das dez maiores do planeta, de acordo com dados do FMI compilados pela FGV. 

Pelas projeções do Fundo, o PIB brasileiro deve recuar 28,3% neste ano em relação a 2019, quando convertido para a moeda americana de US$ 1,8 trilhão para R$ 1,4 trilhão. 

O país deve perder três posições no ranking das maiores economias do mundo, caindo para 21ª posição ultrapassado pelo Canadá, Coreia do Sul e Rússia.

EMPRÉSTIMO

Com um impacto de R$ 500 milhões nas contas deste ano devido à pandemia, o Hospital Albert Einstein, de São Paulo, fechou um empréstimo de longo prazo no valor de R$ 200 milhões com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). 

Esse foi o primeiro financiamento concedido pelo banco para um hospital privado no Brasil. O prazo de amortização é de sete anos e taxa de juros do mercado e o Einstein encerrará o ano com um caixa de R$ 1,3 bilhão.

Calote

Preso nesses dias no Rio de Janeiro depois de mais de um ano foragido, o empresário Jonas Jaimovick, dono da JJ Invest, tem contas a acertar com o futebol carioca. 

Ele deu o calote em quatro times pequenos do Rio que eram patrocinados pela sua corretora. Jaimovick é acusado de montar um esquema de pirâmide financeira com prejuízo estimado em R$ 170 milhões.

Repúdio

Rodrigo Maia, presidente da Câmara (e com poucas chances de emplacar a reeleição na Casa) usou as redes sociais para repudiar a última fala do presidente Jair Bolsonaro, que chamou o Brasil de país de maricas. 

“Entre pólvora, maricas e o risco à hiperinflação, temos mais de 160 mil mortos no país, uma economia frágil e um estado às escuras. Em nome da Câmara dos Deputados, reafirmo o nosso compromisso com a vacina, a independência dos órgãos reguladores e com a responsabilidade fiscal”.

OLHO EM 2024

“Eu voltarei” teria dito o presidente Grover Cleveland ao deixar a Casa Branca depois de perder a eleição em 1888. E ele cumpriu a promessa. Deu a volta por cima em 1892. 

Cleveland ainda é, até hoje, a única pessoa da história norte-americana a governar o país em dois mandatos não consecutivos (1885 a 1888 e 1893 a 1896). 

Agora, enquanto briga na Justiça e cria dificuldades para a transição do governo, Donald Trump sonha em repetir a façanha de Cleveland. Em 2024, com 78 anos ele está certo de que seu retorno não será tão difícil.

 

MISTURA FINA

  • BEM informados do Planalto estão boquiabertos com os encontros que têm se sucedido entre Bolsonaro e o ministro Gilmar Mendes. Eles têm conversado com uma frequência raramente vista. Os mais irônicos dizem que o clima entre eles é de pura lua de mel.
  • INTIMADO a pagar R$ 2,9 milhões a Caetano Veloso, Olavo de Carvalho teve negado o pedido de liminar para suspender a cobrança. A decisão é do desembargador José Acir Lessa Giordani, da 12ª Câmara Cível do Rio. O valor refere-se à multa aplicada a Olavo por não ter apagado postagens de 2017 em que acusa o cantor de pedofilia – e pelas quais acabou condenado. Detalhe: Olavo não tem esse dinheiro a vaquinha que vinha fazendo pelas redes sociais rendeu pouco.
  • O PRESIDENTE Jair Bolsonaro pretende fazer “panfletagem” dupla no próximo domingo, dia de eleição, a favor de seus candidatos, entre São Paulo e Rio, Celso Russomano e Marcelo Crivella. Acha que há condições de dar um último apoio a eles.
  • LEVANTAMENTO feito pela a Associação Brasileira das Administradoras de Consórcios (Abac) mostra que a procura por consórcios durante a pandemia cresceu 9,7% em relação ao mesmo período do ano passado. O levantamento também aponta que grande parte dos clientes estão abaixo dos 40 anos e que a principal procura é por consórcio de imóveis (35%), seguida por automóveis (30%), Motos (25%) e serviços (10%).
  • O PRESIDENTE do TSE, o ministro Luis Roberto Barroso disse que empresas devem apresentar um novo modelo de eleição digital usando o celular. Para ele, a urna eletrônica é confiável, mas custa muito caro e “a cada dois anos temos que substituir 500 mil e isso custa R$ 700 milhões”.
  • NO Brasil, poucos dias antes das eleições para o novo Chefe do Estado americano, as operadoras Vivo, Claro, Tim e Oi foram procuradas pelo corpo diplomático dos EUA para uma reunião privada que discutiria a tecnologia 5G, que se mostra implacável com a Huawei e vem pressionando outros países, inclusive o Brasil para apertar o cerco à fabricante. As operadoras disseram não ao encontro que estava marcado em São Paulo.
  • NEYMAR está em negociação com sites de apostas europeias para lançar sua primeira criptomoeda. O jogador do PSG não está sozinho: Daniel Alves já tem a sua.

Felpuda


Comentários ouvidos pela “rádio peão”, em ondas curtas, são de que figurinha só ganharia apoio dos colegas caso pessoa agregada fosse “curtir a aposentadoria” de uma vez por todas. Como seu acordo político acabou naufragando nesta campanha, agora dito-cujo estaria querendo recuar e não ceder o lugar. 

Isso até poderia acontecer, se não fosse a sua, digamos, eminência parda. Afe!