CIDADES

Mau tempo pode adiar o início do ano letivo

Mau tempo pode adiar o início do ano letivo
20/01/2010 04:38 -


A chuva também pode adiar o início do ano letivo nos municípios mais afetados, conforme adiantou o presidente da Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomassul), Beto Pereira. Em uma reunião, marcada para amanhã, às 14 horas, na sede da associação, os prefeitos devem discutir a viabilidade de adiar o início das aulas, inicialmente marcado para o dia 8 de fevereiro, sem prejudicar os alunos. Isso porque, conforme explicou Beto Pereira, ruas e pontes de áreas rurais foram danificadas pela chuva e devem dificultar o acesso dos alunos às escolas. Durante a reunião, também deve ser feito um balanço dos prejuízos causados pela chuva nos municípios mais atingidos, como Novo Horizonte do Sul, Aquidauana, Anastácio, Miranda, Ivinhema e Bela Vista. Hoje, a maioria dos prefeitos deve concluir o levantamento dos danos causados pelo excesso de precipitações e cheias nos rios, o que desalojou centenas de famílias ribeirinhas em várias localidades. No encontro, ainda será debatido convênio para manutenção do transporte escolar, repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), aumento salarial aos servidores públicos e remuneração de professores. (BG)
smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".