Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

LAZER

Animações nacionais são atrações deste domingo do Autocine

Espaço foi revitalizado em junho, após ficar desativado por mais de 30 anos
12/07/2020 09:11 - Adriel Mattos


O Autocine de Campo Grande exibe neste domingo (12) duas animações nacionais. Devido ao toque de recolher, que começa às 20h, a sessão será aberta às 18h e tem entrada gratuita limitada a 70 veículos com quatro pessoas.

“Ser criança em Campo Grande” é dirigido pela professora da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) Constantina Xavier. A animação traz o relato de duas crianças que declaram o amor por Campo Grande. Contanto como é o seu dia, elas imaginam a cidade governada por crianças super-heroínas, com chuva de doces e balas, transformada em uma docelândia, sorvetelândia e guaranalândia.

Já “Tito e os pássaros”  conta a história de um menino que é responsável, junto com seu pai, por achar a cura para a doença do medo que é contraída após a pessoa tomar um susto. A animação da Bitsfilmes foi exibida em mais de 50 festivais ao redor do mundo e conta com a direção de Gustavo Steimberg, Gabriel Bitar e André Catoto. As vozes dos personagens principais ficam por conta dos atores Denise Fraga, Matheus Nachtergaele, Matheus Solano, Pedro Henrique e Otávio Augusto. O filme tem duração de 83 minutos.

Localizado no campus da UFMS, o Autocine foi reaberto no mês passado. Por conta das medidas de restrição impostas em razão da pandemia de Covid-19 (doença causada pelo novo coronavírus), os cinemas da Capital estão fechados desde março. Alguns shoppins da cidade já haviam realizado sessões no sistema drive-in.

Em parceria entre o Governo do Estado, prefeitura e UFMS, a área do antigo Autocine foi revitalizada. O local funcionou de 1972 a 1989.

O projeto teve um investimento de R$ 100 mil, sendo que para cada exibição, o diretor estima um valor de R$ 20 mil investidos para a locação dos equipamentos.  

“Para nós foi muito prazeroro. O Autocine está parado há 31 anos e mesmo nessa período de pandemia ver o retorno dele, a expectativa do público, a resposta dos que foram, valeu muito a pena”, disse o secretário municipal de Cultura e Turismo, Max Freitas.

 
 

Felpuda


É quase certo que a aposentadoria deverá ocorrer de maneira mais rápida do que se pensava em determinado órgão. O que deveria ser a tal ordem natural dos fatos acabou sendo atropelada por acontecimentos considerados danosos para a imagem da instituição. Os dias estão passando, o cerco apertando e já é praticamente unanimidade de que a cadeira terá de ter substituto. Mas, pelo que se ouve, a escolha não deverá ser com flores e bombons de grife.