Correio B

DECORE COM POUCO

Arquiteto dá dicas de como mudar o visual dos ambientes internos sem investir em uma reforma elaborada

Com a pandemia, a casa se tornou o centro das atenções e alguns pontos começam a incomodar

Continue lendo...

Por conta das mudanças cotidianas que o novo coronavírus (Covid-19) trouxe, a casa se tornou o centro das atenções, transformando o que antes era um espaço de transição em um local permanente.  

Com todo esse tempo dentro de casa, é normal que alguns pontos comecem a incomodar, desde aquela parede sem cor até a falta de conforto no home office.  

Porém, com a crise e as medidas de segurança, o ideal é evitar sair e contratar mão de obra para “quebrar tudo”, sendo a saída mais adequada transformar os ambientes com o menor gasto possível.  

O arquiteto André Luis de Souza Matheus explica que o mercado de decoração oferece muitas possibilidades para quem deseja mudar os ambientes sem gastar muito.  

“Com um toque de criatividade, é possível transformar ambientes sem reformas elaboradas. Uma parede, por exemplo, pode ser transformada com materiais como o adesivo. Tem várias opções e até em 3D, que simulam revestimentos cerâmicos e trazem mais realismo para o ambiente”, explica.  

Nessa linha, Matheus ressalta que é possível adquirir papéis de parede, inclusive pela internet. “Eles também têm o poder de mudar a aparência de um ambiente da água para o vinho. Tem muitas opções no mercado, do mais clássico ao moderno, com texturas diferentes, sejam estampados, com listras, geométricos e até mesmo lisos”, frisa.  

Quem não levar jeito para aplicar os papéis de parede, apesar dos vários tutoriais da internet, podem investir na velha e boa tintura. “Já foi a época em que se gastava muitos litros com tintas. Com lojas que produzem a cor desejada, você pode adquirir pequenas quantidades e só o necessário para decorar apenas uma parede ou um ambiente todo. Existem tintas sem odores, o que é bom para esse período em que todo mundo está em casa, assim não atrapalha o dia a dia”, aponta.  

Piso

Nem só as paredes podem ser reformadas durante a quarentena. Quem não suporta mais o piso de casa pode optar por materiais adesivos também para essa parte do imóvel. “Alguns imitam madeiras, texturas em 3D ou até mesmo formas lisas e simples. Este material também pode ser aplicado sobre paredes, criando pequenos espaços diferentes, ou radicalizar e fazer uma mudança total. O piso adesivo também pode ser aplicado em box de banheiros, dando uma outra cara no ambiente”, indica.  

Peças de decoração

Nem sempre é preciso comprar peças de decoração para mudar a cara do ambiente. O arquiteto explica que basta uma readequação de peças para reavivar a casa, seja mudando as almofadas de lugar ou trocando os vasos que estão na sala. “Fazer uso de almofadas também ajuda a dar uma outra cara ao ambiente. Podemos criar ambientes modernos e sérios, assim como podemos deixá-los mais alegres e extravagantes. Com vários tamanhos, estampas e formatos, você pode brincar com sua imaginação e dar o toque que necessita. O mesmo vale para dormitórios, onde se pode abusar de cores e tamanhos. Tecidos estampados também ajudam na aparência, assim como mantas e lençóis”, pontua.  

Plantas

Sensação em grandes ou pequenos ambientes, as plantas têm o poder de mudar tudo e trazer vida para a casa. O melhor é que podem ser compradas em pequenas floriculturas, ajudando o microempresário, ou em redes de supermercados, aproveitando o dia de fazer compras. “O uso de vasos de plantas remete ao aconchego. Para dentro de casa, o ideal são espécies que gostam de sombra e pouco sol. Vale a pena um vaso cerâmico, arranjos pendentes. Uma horta na cozinha também muda a decoração e faz bem para quem está em isolamento”, afirma.  

Iluminação

A cereja do bolo, segundo o arquiteto, está na iluminação da casa. “Se você procura aconchego, utilize sempre iluminação indireta; fazer uso de luzes amarelas também traz essa sensação. Quem pode gastar um pouco mais pode fazer uso de pendentes ou luzes direcionais”, frisa. 

MÚSICA

Festival de rock terá 5 bandas que tocam vários estilos, como indie, grunge e rock clássico

Pedrada Sunset Rock Festival agenda para o dia 13 de julho, Dia Mundial do Rock, celebração com 5 bandas que passeiam por vários estilos; grupo paulista cover do Oasis está no line-up

24/06/2024 10h00

Nova formação da banda Hellora

Nova formação da banda Hellora Foto: Reprodução / Instagram/Hellora

Continue Lendo...

Com canções atemporais e uma presença planetária que vai bem além da função de trilha sonora, o rock ‘n’ roll é mais que um gênero musical. Desde os anos 1960, ou talvez desde os anos 1950, como defendem alguns especialistas, o rock embala também todo um estilo de vida, que é celebrado anualmente, no Brasil, no dia 13 de julho.

Neste ano, a data cairá em um sábado e, com a realização do primeiro Pedrada Sunset Rock Festival, no Sunset Growler Station, a partir de meio-dia, os organizadores do evento querem relembrar e reforçar que o rock não morreu e segue mais vivo que nunca com uma sonzeira que promete sacudir os Altos da Afonso Pena por 12 horas seguidas. O festival terá a apresentação de cinco bandas, passeando por várias vertentes do gênero.

A iniciativa parte da Pedrada Inc. Produções e Eventos, que nasceu como um agendão do rock nas redes sociais e, para além das 12 horas de música ao vivo no palco principal, vai oferecer atrações em gastronomia, negócios focados no segmento e outras opções de “diversão”, além de uma vista privilegiada de um dos mais belos cenários da capital de Mato Grosso do Sul, que se pode apreciar do mirante do Sunset Growler Station, nos Altos da Afonso Pena.

LINE-UP

Para a jornada estão confirmadas no line-up as bandas: Haiwanna, com o melhor do rock nacional; Ana & Mais, em uma pegada indie rock guiada pela voz poderosíssima de Ana Menezes; Hellora, com um rock clássico “lado B” na voz marcante de Ellora Tuanne; Lowdown, trazendo um ao público ares da cena grunge de Seattle; e, por fim, os paulistas da Manchester Oasis Cover, que, como o nome já indica, é uma das maiores bandas de tributo ao Oasis da América Latina.

Para Ellora Tuane, vocalista da banda Hellora, o evento vem agregar à cena local de forma positiva.

“Esse evento que une vários subgêneros do rock [nacional, grunge, alternativo, clássico], acolhe um público maior, não se limitando a apenas uma tribo, mas, sim, trazendo um entretenimento de qualidade para a cena”, afirma a cantora.

Matheus Zalenski, da banda Lowdown, se mostra otimista para o festival e promete um repertório especial para a ocasião.

“Nós, da banda Lowdown, estamos ansiosos e empolgados para o evento, pois com certeza será um festival que agitará a tarde e a noite de Campo Grande, com algumas das melhores bandas da cidade. Para isso, estamos preparando um repertório que vai animar muito a galera que comparecer”, promete Matheus.

Por sua vez, Ana Letícia Menezes afirma que o evento será uma chance de mostrar o ecletismo existente dentro do espectro do gênero musical.

“Estou bem animada para participar do festival, é uma oportunidade muito bacana de reunir em um só evento bandas de vertentes variadas. Acredito que o evento será um importante passo para fortalecer a cena do rock em Campo Grande”, diz a mentora do Ana & Mais.

Para o vocalista da banda Haiwanna, Hugo Carneiro, apesar de tocar estilos diferentes dentro do rock, as bandas falam a mesma “língua”.

“Vão ser cinco atrações muito legais. Eu adoro participar desses eventos assim, quando tem várias bandas, dizendo coisas diferentes, mas tentando ir no mesmo sentido, que é o rock ‘n’ roll. Eu acho que esse evento vai ser muito bom”, aposta Hugo.

Por fim, Amauri Junior, frontman da Manchester Oasis Cover, afirma que a banda está ansiosa por mais um evento da Pedrada.Inc.

“Estamos bem empolgados para fazer mais uma noite com muito rock ‘n’roll com nosso parceiro Marcelo, da Pedrada.Inc, e assim poder ajudar o evento a crescer, somando nosso som com as outras bandas. Precisamos de mais rock ‘n’ roll!”, dispara o vocalista.

Ele ainda adianta um pouco do que será o show.

“Estamos trazendo os clássicos do Oasis e também músicas novas das carreiras solo do Liam Gallagher e do Noel Gallagher. Sempre buscamos melhorar o set, misturando os clássicos com novas propostas, seguindo sempre com o feeling brit rock ‘n’ roll Gallagher”, diz Amauri.

Para além das bandas, o Pedrada Sunset Rock Festival terá, ainda, opções gastronômicas, com food trucks variados, bebida gelada e oportunidades de negócios, já que profissionais e empresas de segmentos diversificados dentro do universo do rock e da produção independente devem participar do evento.

A DATA

Celebrada no dia 13 de julho, a data foi escolhida em alusão ao megaevento Live Aid, realizado em 1985 com o objetivo de levantar fundos para acabar com a fome na Etiópia, com shows transmitidos ao vivo pela BBC para mais de 1,5 bilhão de pessoas em todo o mundo. 

E cabe aqui uma curiosidade: o Dia Mundial do Rock é celebrado somente no Brasil. Isso porque a sugestão de que se instituísse a data foi de Phil Collins, logo após o Live Aid, mas não houve adesão de outros artistas e a ideia acabou caindo no esquecimento, mesmo que tenha corrido o mundo.

Entretanto, a partir de meados dos anos 1990, duas rádios de São Paulo, a 89 FM e a 97 FM, com atuação segmentada no rock, fizeram uma programação especial em alusão ao dia 13 de julho, referindo-se a ele como Dia Mundial do Rock, o que fez com que a ideia “pegasse” no País e, desde então, o Brasil comemora a data.

Porém, independentemente disso, para os amantes do rock, a data é uma oportunidade para celebrar o bom e velho rock ‘n’ roll e suas vertentes, surgidas ao longo das décadas, com música de qualidade e muita diversão. Afinal de contas, o rock é, também, um estado de espírito que não precisa de dia para ser comemorado.

A PEDRADA

A Pedrada Inc. Produções e Eventos nasceu de um canal de mídia social, com foco no melhor do rock ‘n’ roll, informações de bandas, músicos e shows pelo Brasil, além de dicas e curiosidades.

Com o passar do tempo, vendo a necessidade de novas opções de entretenimento, a Pedrada Inc. também passou a trazer os melhores shows de rock ‘n’ roll para Campo Grande, além de dar espaço e visibilidade às bandas locais.

Com isso, são vários shows de bandas importantes, locais e do cenário nacional no currículo. A Pedrada.Inc também tem, em seu site, venda de camisetas e outros itens para quem gosta de “se vestir com seu artista favorito”, tendo, inclusive, material de bandas locais.

SERVIÇO 

O Pedrada Sunset Rock Festival será realizado no dia 13 de julho, no Sunset Growler Station, que fica na Avenida Afonso Pena, nº 5.668, com abertura dos portões ao meio-dia. 

O passaporte para o evento – R$ 50 por pessoa no segundo lote – pode ser adquirido por meio do Sympla, no link: https://www.sympla.com.br/evento/pedrada-sunset-festival/2473523.

Os valores podem mudar conforme a disponibilidade de ingressos e a proximidade da data do evento ou conforme os lotes se esgotarem.  O site da Pedrada.Inc é o www.pedradainc.com.br, e lá você pode conferir também a loja virtual. Instagram: @pedrada.inc.

Assine o Correio do Estado

Diálogo

Confira a coluna Diálogo na íntegra, desta segunda-feira, 24 de junho de 2024

Por Ester Figueiredo ([email protected])

24/06/2024 00h01

Continue Lendo...

 

Martha Medeiros escritora brasileira
Solidão não se cura com o amor dos outros. Se cura com amor-próprio”.

FELPUDA


Conversas olhos nos olhos estariam ocorrendo em reuniões para poucos, segundo os bastidores, em que algumas lideranças partidárias estariam discutindo o presente e o futuro não muito distante, ou seja, 2026. No centro da mesa das conversações, o tabuleiro de xadrez político da sucessão à Prefeitura de Campo Grande e, do lado, uma bola de cristal. A maioria dos participantes, olhando para a esfera colorida, estaria mostrando certa preocupação com o que consegue ver no que se relaciona ao desempenho de certa candidatura. Vixe!

Números


Dados do Ministério do Turismo, da Embratur e da Polícia Federal mostram que o Brasil recebeu 3.264.765 de turistas de outros países, o que representa aumento de 8,6% no acumulado dos cinco primeiros meses, em comparação com a mesma época de 2023, quando o registro foi de 3.005.505.

Mais


Este é o terceiro melhor desempenho da série histórica, iniciada em 1995, ficando atrás apenas de 2017, com 3,3 milhões.  Um dos principais destaques foi a chegada de visitantes chilenos, que tiveram salto de 46,3% neste período.

Jucimara Palieraqui e Solange Gimenez

 

 Rafaela Furlanetto
 

Sete


O número de adiamentos do julgamento no Superior Tribunal de Justiça para tornar réu ou não o conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Estado Ronaldo Chadid é igual ao de integrantes daquele órgão: sete. Até comparecimento em missa de sétimo dia levou à mudança da data dos trabalhos dos magistrados. Com isso, a comissão criada na Assembleia Legislativa de MS para fazer o acompanhamento dos processos daquele e de outros dois conselheiros defenestrados temporariamente desuas cadeiras de malfeitos bateu às portas da Corregedoria do STJ.

Insegurança


A Assembleia Legislativa de MS é responsável por julgar as contas do TCE e vice-versa. A comissão encarregada de acompanhar a tramitação dos processos contra os conselheiros afirma em sua reclamação ao STJ que está havendo insegurança jurídica, pois os afastados estão sendo substituídos por auditores fiscais que, obviamente, não são conselheiros designados originariamente para a função. 

Composição


É óbvio, porém, que deputados estão de olho principalmente na cadeira ocupada por um dos conselheiros, que, na composição daquele órgão, é de indicação da Assembleia Legislativa de MS. As outras duas são para o Ministério Público de Contas e Auditoria. O quadro atual é composto por três integrantes 
da “cota” do Legislativo, e o quarto, de livre indicação do governador da época, conforme prevê a lei.

Aniversariantes


Renatha Camargo,
Luciana do Amaral Rabelo, 
Jane Serrou Camy Mandetta, 
Juliana de Oliveira Ayala, 
Cecília de Oliveira Bernardo,
João Romero de Lima,
Joana Ubalda Pereira de Sant’Ana,
Eneida Peixoto de Azevedo,
João Batista Bandeira Almeida,
Joana Paes de Almeida,
Joanita Rodrigues da Rosa,
Maria José Santos Fernandes,
Emanuel Ubirajara da Rocha Porfírio,
Nelson Fernando Dauer Júnior,
Roberto Shigueo Bando,
Hélio de Lima,
João Antônio de Marco,
João José Jallad,
Beatriz Barros Marinho,
Dr. Abadio Rezende,
Francieli Mascolli Benante Montalvão,
Marilene Moraes Coimbra, 
João Massatoshi Kawaguchi,
Dr. João Roberto de Lima,
Júlio Sacco,
Valterlina Pereira da Silva,
Wellington João Santiago Ramos,
Dr. Marcos Vinicius Vieira de Lima,
Dra. Auristela Machado Vidal,
Joana D’Arc Migliorini,
Dênis Renato Damaceno Lima,
João Batista de Cardoso,
Ângela Maria Costa,
João Lemes de Souza,
Túlio Alves Filho,
Sandra Elena Inocêncio,
Iracy Menezes Lourenço,
Sônia Aparecida Pereira,
José Roberto Tecchio,
Sandra Barberato Lobo,
Fábio Jun Capucho,
Vanessa Menezes Amorim,
Mário Gonda, 
Daniel Ramalheira, 
Gilberto Congro Bastos Filho, 
Alberto Duque Portugal,
Antonio Batista Sancevero,
Ana Lúcia Gomes dos Santos,
Fernando Silva Rocha,
Vicência Bezerra de Souza,
Elenir Rodrigues Pereira,
Fernando de Matos Wanderley Neto,
Thiago Luiz Morente,
Joana Aparecida Stiegler,
Jonia Salgado Schultze,
Aparecida Moura Queiroz,
Gilberto Hidetoshi Ianas,
Joana Lugo de Cáceres,
Bruna Viveiros Barros,
Juliana Gava Boin,
Dorotéa de Araujo Rodrigues,
João Pedro Gay, 
João Batista Dauria,
Hudson Garcia Moreira,
João Gonçalves, 
José Luiz Higa da Silva,
Luiz Batista Sguissardi da Rosa,
Elvira Pinto de Araújo Alarcon,
Dalva Ferreira Leite,
Maria Cristina Borges de Lara Campos,
Deyse Cristina da Silva Dias,
João Paulo Coimbra Neto,
Dulcelina Pereira Nantes,
Renan Fonseca,
Eliene Marta Breguedo 
do Nascimento,
Elisabeth Maria de Mendonça Silva,
João Batista Trindade Rodrigues,
Glauce Marla Arakaki,
Anaide da Silva Figueiredo,
Lhays Raquel Martins Regis,
André Luiz Fernandez de Moraes,
Fabiano Goes Nagata,
João Batista Ramos de Morais,
João Okogusiku,
Valéria Siqueira Jacini,
João Carlos Diaz Rodrigues,
Wilson João Bittencourt Bellincanta,
Jorge Luiz Godoy Gabinio,
Paulo Domingos Ribeiro Junior,
João Batista Pereira Lopes,
Paulo Douglas Almeida Moraes,
Armando Albuquerque,
Edilson de Alvarenga,
João Antonio Gusso,
Otávio Nascimento Prestes,
Elisângela de Paula Videgoi,
Scheilla Gauze,
Dilmara Monteiro Ferreira,
Ariadne Nobre de Oliveira Silva,
Rosely Debesa da Silva, 
Alessandra Paulino Matheus,
Joana Ramos da Silva Cruz,
Maria de Fátima da Silva Gomes,
Luiza Conci,
Rodrigo Santana,
João Magno Nogueira Porto,
Volnei Leandro Kottwitz.

 

Colaborou Tatyane Gameiro

Assine o Correio do Estado
 

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).