Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ARTE EM CORES

Artista plástico e médico José Roberto Amin busca novas possibilidades artísticas com obras em três dimensões

José Roberto Amin sempre priorizou as texturas em seu trabalho
08/07/2020 07:00 - Naiane Mesquita


 

Artista plástico há mais três décadas, José Roberto Amin não esconde sua paixão por texturas. As últimas obras inspiradas no colorido dos corais marítimos seguem o abstracionismo informal que sempre o orientou na arte. Porém, além das telas texturizadas, a novidade é o formado, também possível em três dimensões, o famoso 3D.  

“Desde o começo eu sempre busquei texturizar o meu trabalho. Comecei a pintar em 1987 e já fiz mais de 1.300 obras. Agora estou envolvido nesse novo projeto, em um novo mercado, que é a saída um pouco do quadro plano”, explica Amin.  

A possibilidade de transmutar a obra surgiu pelo convite da Marcelo Neves Art Gallery,  a qual Amin é artista exclusivo. “Estamos buscando novos projetos com o meu trabalho, dessa vez em 3D. Ainda está em fase de produção. Eu envio as telas pintadas para a galeria em São Paulo e eles desenvolvem o projeto para fixar essas telas em vários suportes diferentes, como cubos ou móbiles, ou seja, em formato de três dimensões”, explica.

Segundo Amin, o trabalho busca uma forma totalmente contemporânea, onde o olhar se confunde com a pintura e escultura. “Ainda estamos em fase de análise de como ficariam essas obras, em busca de quem vai fazer o complemento, se vai ser em acrílico, madeira. É uma fase destinada a pesquisa mesmo”, aponta.  

Carreira

Amin é artista plástico, mas também médico perito. Nasceu em Três Lagoas, no interior de Mato Grosso do Sul e mudou-se para Campo Grande em 1979.  

Seus quadros estão espalhados pela Capital sul-mato-grossense, especialmente em consultórios médicos. Nesta nova fase, busca conquistar o mercado de artes plásticas brasileiro, por meio da parceria com a galeria paulista. “Eu fiz uma exclusividade com essa galeria, mas aqui em Campo Grande eu tenho toda a autonomia de vender uma obra”, reforça.

Segundo Amin, no entanto, o mercado parece promissor em São Paulo. “Há um mercado interessante em grandes centros”, frisa. 

 
 

Felpuda


Embora faltem 26 dias para as eleições, a bolsa de apostas nos meios políticos já está em alta.

Dois nomes estão sendo apontados como favoritos para disputarem o segundo turno.

Isso acontecendo, há quem garanta que um deles receberia total apoio de antiga liderança e de todo o seu grupo, que hoje estão em lados opostos.

Vai longe o tempo em que o objetivo era tão somente o bem comum...