Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TV

Artista que atuou em novelas da Globo e Record lança curso on-line

Helder Gattely se mudou para Campo Grande e acredita que Estado é "sagrado"
25/07/2020 10:25 - Naiane Mesquita


Artista há 25 anos, o ator Helder Gattely decidiu seguir com a carreira em Mato Grosso do Sul, depois de anos de trabalho no Rio de Janeiro e São Paulo.  

Apaixonado pelo Estado, Gattely acredita que a região é sagrada e perfeita para o desenvolvimento da cultura. “Desde que eu vim para cá a primeira vez, me senti diferente. Eu pertenço a esse lugar, amo esse lugar, acordo e durmo amando aqui. Acredito que Mato Grosso do Sul é um lugar sagrado”, explica em entrevista ao Correio do Estado.  

Com carreira multifacetada, Gattely já atuou em novelas da Globo, como “Negócio da China” e  “Páginas da Vida”, além dos seriados “Minha Nada Mole Vida” e “Sítio do Picapau Amarelo”, alem do clássico programa “Linha Direta”.

Na Record deu vida a personagens em minisséries religiosas como Abiatar, em “Rei Davi”, e Hira em “José do Egito”. O artista trabalhou ainda como preparador de elenco dos programas “Toma Lá Da Cá”, de Miguel Falabella, e “Malhação”. “Eu trabalhei muitos anos com teatro, televisão, cinema e música. No Rio de Janeiro atuei em obras da Globo e Record. Em São Paulo, dirigi videoclipe, abri meu estúdio”, elenca.  

Gattely conheceu Mato Grosso do Sul durante as gravações de um filme e se apaixonou. Ao lado dos pais se mudou para Campo Grande e agora se prepara para lançar um curso destinado a atores, além de um álbum. “Eu trouxe todos os meus projetos”, frisa.  

O curso denominado “Master Class Studio R” é composto por dez aulas, sendo nove on-line e uma presencial, com duração de uma hora e meia cada aula. Serão duas aulas por semana, totalizando pouco mais de um mês. O aluno receberá dois monólogos que servirão de base para discutir e compreender as técnicas necessárias para cada linguagem.  

Informações pelo telefones 67. 99256-0241 e 9276-6252.

 

Felpuda


Mesmo sem ter, até onde se sabe, combinado com o eleitor, candidato a prefeito começou a apresentar nomes do seu ainda hipotético secretariado, pois parece estar convicto de que conseguirá vencer a disputa.

Os adversários dizem por aí que ele está muito distante de “ser um Jair Bolsonaro”, que, ainda na campanha eleitoral para presidente da República, já falava em Paulo Guedes para ser seu ministro de Economia. Como sonhar é permitido