Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CULTURA

Autocine exibe animação francesa "A raposa má" no próximo domingo (6)

Ingressos podem ser retirados na Praça dos Imigrantes na sexta-feira (4)
03/09/2020 11:01 - Gabrielle Tavares


No próximo domingo (6) o Autocine exibirá a animação francesa “A raposa má”, às 18h. Para garantir o ingresso é necessário retirá-lo na Praça dos Imigrantes na sexta-feira (4), das 8h às 11h30.

A distribuição é limitada a um ingresso por carro. Barreira sanitária atende o público na entrada do local, por isso é recomendado a chegada com 30 minutos de antecedência.

O filme conta três histórias diferentes, onde um grupo de agitados animais está em crise de identidade: a raposa pensa ser um frango, o coelho está certo que é uma cegonha e o pato passa os dias sonhando em substituir o Papai Noel.

O campo nunca esteve tão distante da paz e da tranquilidade que todos almejam quando vão tirar férias por lá. O filme aborda a amizade, solidariedade e os conflitos internos.

O Autocine tem sido uma alternativa para quem está em isolamento social. “Adorei quando fui, achei o evento muito legal, divertido. Uma ótima opção para sair nesses tempos de pandemia. Também achei o cardápio acessível”, afirmou uma das visitantes, Marcele Vicente Ferreira, 38 anos.

O evento é realizado pelo Governo do Estado, por meio da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS), em parceria com a Prefeitura Municipal de Campo Grande (Sectur e Sisep) e Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), com o apoio do Sesc/MS.  

Serviço

A Praça dos Imigrantes está localizada na esquina da Rua Rui Barbosa com a Joaquim Murtinho. A UFMS está situada na avenida Costa e Silva, s/n – bairro Universitário. Mais informações pelo telefone 4042-1313, ramal 4307.

 
 

Felpuda


Figurinha está trabalhando intensamente para tentar eleger a esposa como prefeita de município do interior.

Até aí, uma iniciativa elogiável. Uns e outros, porém, têm dito por aí que seria de bom tom ele não ensinar a ela, caso seja eleita, como tentar fraudar folha de frequência de servidores. 

Afinal, assim como ele foi flagrado em conversa a respeito com outro colega, não seria nada recomendável e poderia trazer sérias consequências. Só!